Comentários da Autora: Olá de novo! Este é o segundo capitulo. Enquanto eu vou escrevendo 3 histórias e esta é a minha favorita e a maior. Mais ou menos 15.000 palavras ou mais... _ Comentários da Tradutora: AI! Mais um capitulo que eu traduzi e amei.. nossa.. tou ficando boa nisso... Bjos mil.. Ah... reviw... _

Capitulo Dois Oh meu Deus! É você mesmo Hiiragizawa-kun?

Após algumas horas, o avião aterrissou no England Airport. Depois de pegarem a bagagem, elas saíram do aeroporto e chamaram um taxi para levá- las até o apartamento de Sonomi. Assim que elas chegaram, Sonomi estava indo para uma reunião.

"Se precisar de mim é só ligar, OK?" Sonomi

"Claro! Ha ha, onde acha que posso ir num passeio?" Tomoyo

"Se quiser caminhar, eu sugiro o parque e ao shopping. Hum, querida, estou atrasada, preciso ir agora. Vejo você no jantar?" Sonomi

"Tudo bem por mim. Obrigada pelas dicas, ha ha. Tchau." Tomoyo

Antes de sair, Sonomi beijou a filha na testa e se retirou. Após algum tempo, Tomoyo decidiu dar uma volta no parque. Era realmente fascinante; haviam muitos tipo de flores. Então ela se sentou em um banco que ficava literalmente em frente ao lago. Era bastante tranqüilo ficar ouvindo os pássaros cantando suas músicas e vendo aquelas flores. Foi quando cinco rapazes vieram até ela.

"Olá menina. Meu nome é John. Eles são Joey, Calvin, Ben e meu patético irmão gêmeo James." John

"Você fala inglês?" Calvin

"Sim, eu falo." Tomoyo

"Gostaria de dar um passeio com a gente, gata?" Bem

"É... Pode ser divertido." Joey

"Sumimasen, mas eu preciso ir para casa, minha mãe me espera." Tomoyo

"Não!" John

"Caras, deixem ela em paz. Desculpe pela grosseria." James

"Ah! Cala a boca James!" John

" Se não tá gostando, vai pra casa." John

"É..." Calvin

"Por favor, eu sou realmente nova por aqui. Eu preciso estar em casa na hora do jantar." Tomoyo

"Ah claro!" Joey

"Por favor John, deixe-a ir..." James

"Nunca nessa vida!" John

"Por que você ir gata? Nos dê uma boa razão..." Calvin

"Ela... ela... Hum..." James

"Ela o que?" Calvin

Enquanto eles resmungavam sobre Tomoyo, um rapaz chegou perto deles e eles ficaram realmente surpresos em vê-lo ali, tirando Tomoyo, porque ela não sabia quem ele era.

"Hei pessoal, é o esquisito!" Bem

"O que vocês estão aprontando?" rapaz

"Nada!" John

"Estávamos apenas conversando com esta estrangeira." Joe

"Hum hum" rapaz

"E o que acham de irmos?" Calvin

"Até amanhã na faculdade." Bem

"É claro!" rapaz

"Desculpe pela confusão." James

Os rapazes deixaram Tomoyo e o outro cara lá. O rapaz quis confirmar se ela estava bem, então se aproximou.

"Senhorita, está bem?" rapaz

"Sim, mas estou tão assustada..." Tomoyo

Então ela chorou o mais que pôde. Ela se escondeu no peito do rapaz. Depois de um tempo, ela deixou o rapaz livre e se deu conta do que fizer.

"Gomen, eu não queria fazer isso, eu..." Tomoyo

"Hã? Você é japonesa?" rapaz

"Por que? Sou sim. Por que perguntou?" Tomoyo

O rapaz pareceu reconhecê-la. Então ele lhe perguntou

"Daidouji-san, é você? É mesmo você?" rapaz

"Hum? Como sabe o nome da minha família?" Tomoyo

Ela olhou para cima e viu um rapaz com olhos azuis escuros e um par de óculos de aro fino olhando e sorrindo para ela. Ela estava bastante confusa.

"Desculpe, mas quem é você?" Tomoyo

"Ah! Sou eu, Hiiragizawa Eriol!" rapaz

Tomoyo olhou chocada para ele depois e ouvir aquilo, mas ela apenas ficou o mais calma possível. Então Eriol ajudou Tomoyo a se levantar do chão e andar até o apartamento.

"Ual! Eu nunca pensei que fosse encontrar com você depois de seis anos." Tomoyo

"É, eu também não pensei. Mas por que está aqui Daidouji-san?" Eriol

"Estou aqui para me matricular... Ops, aqui estamos. Obrigada pela ajuda e por Ter me trazido até aqui. Eu tenho que subir agora. Espero que nos vejamos novamente, ja, Hiiragizawa-kun. Venha me visitar quando puder." Tomoyo

"Ok! Ja..." Eriol

Tomoyo foi para o apartamento de sua mãe depois de dizer tchau para Eriol. Ele apenas a viu entrar no prédio e quando ela não podia mais ser vista por ele, Eriol deixou o local.