Disclamer: InuYasha não me pertence, mas sim á Takahashi sensei e eu não estou ganhando nada mais que experiência com este texto.

Por que se importar?

Uma fic por Tomoyo Hiiragizawa

Capitulo I - Ao acordar

Acordara de sopetão, havia sido um terrível pesadelo, precisava ter certeza de que ele era impossível de se concretizar. Abriu os olhos e observou o lugar, uma casa, estava deitada em um futon, e havia uma bacia com água e ao lado, uma tigela com sopa e uma toalha de pano branco.

Suspirou pesadamente ao perceber que ainda estava naquele vilarejo e que ele não havia vindo lhe buscar. Pensou em quanto tempo havia se passado sem que ela tivesse noticias suas... dias, semanas, meses, anos.

No auge de seus quinze anos, Rin havia sido adotada pela sacerdotisa Kaede e, depois de sua morte, havia sido integrada à uma família. Não mudara de endereço desde que Seishoumarusama havia lhe deixado ali, na esperança de que ele, um dia, lembrasse dela e a quisesse de volta, mas o tempo passava lentamente, como se cada nascer do sol fosse um mar de esperança e cada pôr do sol fosse uma tortura tão grande como a morte.

Dia após dia ela passava fazendo as tarefas diárias, mas sempre com os olhos em qualquer canto, às vezes, se não fosse sua fértil imaginação, podia sentir que alguém a observava.

Nesse dia, em particular, ela sentia como se alguém a seguisse, como se houvesse alguém estudando cada movimento seu, cada respiração.

Nas primeiras horas do dia, ela até estava se divertindo com aquilo, mas depois do almoço, aquele jogo sem graça a estava cansando. Deixando a tina de roupas por lavar na porta da casa, ela rumou para além rio e parou perto do bosque.

_ Okay, cansei, pode parar, apareça, quem quer que seja e diga ao que veio, eu odeio esse tipo de jogo.

Um lampejo prateado chamou sua atenção, um cheiro de flores invadiu suas narinas e ela se deu conta de um ramalhete de flores aos seus pés, as mesmas flores que ela costumava presentear seu querido yokai quando pequena. Sorriu, pegou o ramalhete e saiu cantarolando...

_ Senhor Seishoumaru, sempre volte pra mim...

Comentário da Autora: Okay, eu sei, foi muuuito pequeno esse capitulo, mas ficou kawaii esse final, num ficou? Espero que tenham gostado.. continuem mandando reviws que semana que vem eu comento e agradeço todas..

bjinhos

Tomoyo

PS: No próximo capitulo, Seishoumaru... e não esqueçam de deixar reviws...