Naruto não me pertence.. Sasuke, Kiba e Neji siim!


Hinata estava sentada debaixo de uma árvore, chorando. O braços apoiados nos joelhos dobrados. Mantinha a cabeça em cima dos braços, molhando a maga da blusa. Naruto havia sumido há uma semana e os sentimentos da garota estavam confusos. Ela começou a reparar em Kiba, em como ele era amigo, lindo, corajoso... Mas ainda pensava no Uzumaki. Estava dividida. Achava que Kiba sentia alguma coisa por ela, já que ele sempre estava ao seu lado quando precisava. Ouviu passos. Não levantou a cabeça para ver quem era. Mas soube quando ouviu a voz.

- Hinata? O que houve? - Era ele. Como sempre.

- Kiba-kun?

Kiba se abaixou e abraçou a garota. Gostava dela a tanto tempo... Mas respeitava a decisão dela gostar de outro garoto. Akamaru estava sentado ao lado dos dois, olhando-os tristemente. Hinata começou a chorar no ombro do amigo. Este, lhe apertava forte.

- Sabe que pode contar comigo pra tudo, Hinata-chan.

- Kiba, eu tenho q-que te d-dizer uma co-coisa...

- Diga

- Eu n-não sei de quem eu gosto... Se é do Naru-kun ou se é de... vo-você...

Kiba arregalou os olhos, espantado com a revelação.

- Por favor, Kiba. Me ajude a e-esquecê-lo!

- Hinata, eu... eu gosto de você a muito tempo e...

- Por favor, Kiba...

O Inuzuka não sabia o que fazer! Por um lado estava feliz por saber que Hinata gostava dele, por outro lado tinha medo que ela estivesse fazendo isso só para esquecer o loiro do time 7. "Mas e se.. Ah, dane-se"

Kiba olhou Hinata nos olhos, que estavam vermelhos e inchados. Passou a mão por seu rosto, secando uma lágrima que molhava sua bochecha. A garota fechou os olhos e entreabriu os lábios. O Inuzuka entendeu o sinal e foi se aproximando até selar os lábios que desejava já fazia muito tempo. Demorou naquele toque, até que Hinata passou a língua em sua boca. Ele deu passagem e começaram a se explorar. Não era um beijo de cinema, era cálido, inocente e podemos dizer que era até apaixonado.

Diminuíram o ritmo e se separaram para respirar. Hinata abraçou o garoto tão forte que quase se fundiam. Kiba sussurrou no ouvido dela.

- Sempre estarei com você, Hinata. Aconteça o que acontecer...

- Obrigada Kiba.

Akamaru corria, alegremente, em volta dos dois. Eles se entreolharam e riram do cãozinho, que não era assim tão bobo como todos os outros. Se levantaram. Kiba enlaçou Hinata pela cintura e ela passou um braço em volta de seus ombros. Foram andando para fora do parque onde estavam. Foram para a casa da Hyuuga conversando animadamente.

Kiba sentiu como se um fogo ardesse dentro de si. Estava com a pessoa que mais amava no mundo. Estava tudo perfeito. Quando chegaram à porta da mansão de Hinata, ela virou e lhe enlaçou pelo pescoço. Se beijaram timidamente.

- Aishiteru, Kiba.

- Aishiterumo, Hinata. - disse-lhe, dando um selinho na garota.

Ela entrou, acenando para o ele. Ficou tempo na porta da mansão, para só depois ir embora. No meio do caminho, suspirou.

- É, Akamaru. Agora tudo está perfeito!

- Aauau!

- AKAMARU!

O cãozinho saiu correndo e Kiba saiu correndo atrás, rindo sozinho do comentário do amigo canino.


1º KibaXHinaa! uhul

Bjoos!

Comenta vai!