Lady and Tramp

Capitulo 1 - introdução

Material Girls

Sakura estava sentada no enorme sofá da sala de estar junto com sua irmã Tomoyo, seu irmão Toya e o primo Yukito. Abriam os mimos que os pais compraram no dia anterior.

-Sak, pode me passar o prato de biscoitos?- Tomoyo pediu apontando para o prato.

-Aqui. - Yukito passou o prato para prima, já que Sakura distraído como sempre não ouviu o pedido da irmã.

- Gracias Yuki!

-De nada. Faz aula de espanhol, não é?

-Na verdade não. - Toya interferiu. - aprendemos vários idiomas com as babás que tivemos.

- Sabemos falar: "me deixa ficar acordada até tarde ou ligo para a imigração." em cinco línguas diferentes.- Sakura comentou acordando de seu transe.

Antes que alguém pudesse falar, a empregada entra pedindo licença.

- Os senhores mandaram se reunirem no escritório tem algo importante a dizer.

-Obrigada, já vamos. - Tomoyo assentiu sorrindo.

No escritório o clima estava estranho.

-É... Bom, se sentem porque o que vamos dizer é um pouco surpreendente!

Todos se sentaram nas poltronas espalhadas em volta da mesa de madeira.

-é o seguinte...

Abriu a porta com força, bateu com mais ainda, arrancou umas folhas do fichário da faculdade que estava jogado no chão com a lição incompleta e muitos desenhos.

Querida folha promovida a diário,

Eu sou Sakura Kinomoto!Yes, I AM. Aquela linda, famosa e simpática socialite

Pois é.Meu pai aparentemente é rico.E ficou mais rico quando se casou com Sonomi Daidouji, empresária conceituada e mãe da minha melhor amiga Tomoyo.

Mais isso aconteceu faz tempo, ainda éramos crianças, tínhamos 4 e meu irmão mais velho, o Toya, tinha mãe e de Toya se chamava Nadesco, era modelo e morreu quando eu era bem pequena.Só a conheço por fotos e histórias.

Não pense que é essa a razão do meu problema. Eu amo a Sonomi como se fosse minha mãe biológica, vou descrevê-la para ver se não é uma mulher incrível.

Sonomi Daidouji Kinomoto, alta, magra, com os cabelos sempre Chanel, roupas maravilhosas e personalidade marcante. Forte, trabalhadora, corajosa, bondosa, humilde, carinhosa e tals...

Conheceu meu pai quando foi levar Tomoyo pela primeira vez na minha casa. Eles conversaram um pouco, jantaram algumas vezes, namoram e logo se casaram.

Deixe-me falar de minha família: Tomoyo, ou só Moyo, é minha irmã, melhor amiga, conselheira, companhia, somos inseparáveis, nos chamam de gêmeas siamesas, apesar de eu ser loira,tingida, porém sempre fui loira de olhos verdes, já Moyo pele bem branca, longos cabelos pretos, agora com mechas, encaracolados e olhos de personalidade parecemos, eu sou distraída e inquieta e ela é calma e observadora.

O Toya! Pateta!Controlador, ciumento, possessivo, chato e mau!Não me deixa fazer nada,sempre me vigia, acha que sou uma criança desajuizada.

Fisicamente o Toya supera sua mentalidade. Nada mais a comentar.

E claro, o primo Yuki!Ele veio morar com a gente quando os pais se divorciaram, ele é legal, gentil e não é feio, mas não é meu tipo. Muito certinho, muito bonzinho, muito inho!

Nossa relação em família é normal, algumas discussões e momentos felizes, nossas viagens sempre são ótimas!

Hoje essa alegria acabou!Papai e mami nos contaram a bomba do ano!

Sonomi está grávida! Você deve estar com cara de O.M.G. como? Ela não é velha?Eu também fiquei assim!Não que eu ache 48 velha, mas pra engravidar...

Em lagrimas, Sakura pegou sono.

Acordou de madrugada, percebendo que dormira maquiada e em cima de seu... Bem... Diário.

Foi até o enorme e luxuoso banheiro branco, aplicou o demaquilante no tufo de algodão embebido, passou suavemente sobre as pálpebras e cílios, enxaguou, fitou seu reflexo no espelho que cobria toda a parede atrás da pia e lembrou-se do sonho que tivera á poucos minutos.

Vestiu a delicada camisola de seda bege que estava pendurada na porta de seu closet, prendeu os cabelos e olhou-se mais uma vez no espelho enquanto passava a mão na franja tirando-a dos olhos.

Olhou para a cama, não pensou duas vezes e jogou-se nas cobertas. Agarrou seu travesseiro preferido, lembrando-se novamente do sonho pegou seu novo diário e relatou o estranho sonho.

Diário, não vou usar querido, pois não somos tão íntimos, voltando ao que interessa, tive um sonho sinistro, tipo assim:

Eu tava num lugar, como vou dizer, "menos favorecido pelo governo", ou seja, pobre, fedido e sujo.

Mas eu tava feliz, tinha um cara lindo do meu lado, lindo mesmo, o filho do Brad e do Ricky!Ele falava comigo como se fossemos íntimos, não sei explicar o que sentia quando olhava para ele e ele sorria pra mim.

Isso me deixou confusa, sabe uma de minhas babás, a Dulce, que era mexicana, sempre dizia que sonhos são presságios. Será que vou ficar pobre?!

Jogou a folha no chão, virou-se para o lado com a imagem de um garoto, de cabelos e olhos castanhos, na e dormiu.

N.A.: a música é a versão da hilary duff, não da madonna.

Oie, estou aqui para explicar alguns detalhes...primeiro o tamanho do capítulo: pretendo postar dois capítulos de uma vez, para compensar o tamanho de cada um e também para ninguém ter que esperar séculos por uma atualizaçã coisa, cada capítulo terá uma música tipo trilha sonora.

Bom meus comentarios acabaram, aproveitem a história e mandam rewiens.