Aí está o capítulo dois! Obrigada a quem está acompanhando! Tem recadinho lá embaixo, hein!

Ah, queria aproveitar para me desculpar pelo título e sumário que estão meio nada a ver, mas é que eu tava sem imaginação mesmo! hehe


Capítulo Dois

- Preciso pegar um livro que está no armário! – exclamou Tenten batendo de leve na própria testa, depois do nosso treino. – Vamos lá comigo, Ino?

- Ta! Vamos então! – peguei a mochila que estava com minha roupa de ginástica e segui minha amiga para fora do vestiário feminino. As outras meninas já tinham ido embora.

Fomos andando despreocupadas pelo corredor até chegarmos perto do vestiário masculino. A porta estava meio aberta.

- Esses meninos fazem um alvoroço, hein? – comentei ouvindo o falatório que estava lá dentro.

- Vamos dar uma olhadinha! – Tenten sorriu maliciosa e se aproximou da porta.

- Está doida? Se pegarem a gente... – sussurrei com medo de que alguém nos ouvisse.

- Não ouço barulho de chuveiro, eles já devem ter se trocado! Vem! – sussurrou também, tentando me puxar pela mão, mas fui eu que a puxei para longe da porta. Encostamo-nos na parede a uns cinco metros da entrada do vestiário.

- Não estou te reconhecendo! – ralhei.

- Vai dizer que não tem curiosidade de ver os meninos sem camisa?

- Eu tenho, mas...

- O que quê vocês estão fazendo aqui? – perguntou uma voz masculina.

- AAAHHH! – minha amiga e eu gritamos devido ao susto.

- E por que estavam sussurrando? – insistiu Naruto, ignorando o fato de que nós duas quase tivemos um ataque cardíaco.

- Estávamos passando. – consegui dizer, arfando.

- Mas por que estavam sussurrando? – apesar de insistente, ele não parecia desconfiado.

- SUSSURRANDO?! – falei um pouco alto demais, como que para provar que não estávamos mesmo sussurrando. Olhei para a Tenten em busca de ajuda, mas ela apenas sacudiu os ombros, aflita. Uma idéia surgiu e eu comecei a rir. – Claro que não estávamos sussurrando! É que a Tenten ta rouca! É isso!

A morena me lançou um olhar incrédulo, como que diz: "Não tinha uma desculpa pior, não?".

- Que foi? – murmurei para ela e voltei a sorrir para o Naruto, que nos olhava como se fóssemos duas loucas.

- É, eu to rouca. – sussurrou Tenten, decidindo ajudar.

- Ah tá! – Num é que ele acreditou?! T.T' – Eu to indo tomar um sorvete, vocês querem ir também? – convidou.

- Ah, eu agradeço, mas tenho que fazer os exercícios para amanhã! – Ela esqueceu de sussurrar e eu nem me toquei também. – Vou lá pegar meus livros! Tchauzinho! – E andando, deixando nós dois sozinhos.

Naruto olhava para ela sem entender.

- Ela não estava rouca?

- O quê? – por um segundo não entendi o que ele quis dizer. – Ah! É mesmo! – fiz a minha melhor expressão de espanto. – Ela tá curada! Milagre!

Ele me olhou esquisito por uns instantes e então começou a rir, me deixando aliviada.

- Vai comigo tomar o sorvete? – perguntou quando parou de rir.

- Claro!

Fomos numa sorveteria ali perto da escola. Reparei que ele andava mancando um pouco, mas não perguntei nada. Provavelmente tinha se machucado no treino.

Já era noite quando Naruto me acompanhou até em casa.

- Obrigado por me fazer companhia!

- Eu que agradeço pelo convite!

Ele ficou me olhando por alguns instantes, o que me fez corar.

- Te vejo amanhã! – despedi-me finalmente, entrando em casa.

xXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXx

O jogo ainda estava no começo, mas minhas caras amigas não pararam de falar um segundo desde que chegamos ali. O pior é que só falavam dos meninos. Como fulano era lindo, como cicrano era rápido, como beltrano era forte... A situação piorou quando começaram a falar da festa.

Sem que elas se dessem conta, levantei e saí andando pela arquibancada que estava um tanto vazia. Fui até um trailer ali perto e comprei uma latinha de refrigerante e um pacote de amendoim. Voltei para a arquibancada e me sentei, bem longe delas dessa vez.

Acompanhava o jogo distraidamente e bebia o último gole do meu refrigerante, frustrada.

- Quer que traga outro?

No susto, deixei até a latinha cair, ainda bem que já estava vazia.

- Naruto?! O que está fazendo aqui? Não deveria estar jogando?

Ele sentou ao meu lado.

- É que ontem no treino, eu dei mau jeito no tornozelo. – indicou seu tornozelo esquerdo e eu pude ver que estava mesmo um pouco inchado.

- É grave?

- Não, mas o treinador achou melhor eu não forçar para poder jogar terça-feira.

- Ahn, entendi!

- E vocês, por que não estão animando a torcida?

- Esse não é um jogo oficial.

- Ah, é mesmo. Mas porque não está com suas amigas? – ele olhava para onde elas estavam sentadas.

- É que... – tentei achar uma justificativa razoável. Não ia admitir que estava com uma certa inveja por todas elas ter companhia para o baile e eu não. – Bem, eu só queria ficar um pouco sozinha. – optei por uma meia verdade.

- Ah! – levantou-se parecendo meio decepcionado. – Então não vou te incomodar.

- Espera! Você não me incomoda! Eu gosto da sua companhia... – me senti corar. Ele deu um sorriso satisfeito e voltou a se sentar.

- Não esqueceu da festa, não é?

- Não... mas acho que não vou.

- Por que não? – franziu a testa.

- Acontece que minhas amigas vão todas acompanhadas e eu não quero ir sozinha...

- Mas você não vai estar sozinha! – Tive esperança de que ele quisesse ser meu par. Não sei de onde veio essa idéia, mas adoraria que isso acontecesse. – E aquele seu namorado, o Shikamaru?

- ¬¬' Ele não é meu namorado.

- Pensei que fosse! – ele sorria.

- É, eu também. – murmurei. O sorriso dele se apagou.

- O que disse?

Sacudi os ombros.

- Ele está saindo com a Temari.

- Você gosta dele? – ele parecia realmente curioso.

- Não... quero dizer, sim! Nós éramos grandes amigos! Como não gostaria dele?

- Entendo. – ficou pensativo alguns instantes. – Mas de qualquer jeito, você não estará sozinha. Muita gente vai desacompanhada, só para curtir a festa mesmo!

- Inclusive você? – ri.

- Inclusive eu!

- Ótimo, então eu vou!

- Assim é melhor!

Passamos a prestar atenção no jogo. Naruto gritava animando, dando palpites e reclamando. De início eu apenas ria, divertida, mas depois comecei a torcer também.

xXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXx

- Você sumiu de repente! – disse Hinata se aproximando de mim e Naruto na saída.

- Por que não nos avisou que ia sentar com o Naruto? – sussurrou Sakura com um olhar esquisito.

- Bem, meninas, eu já vou indo! – anunciou Naruto, antes que eu pudesse pensar em algo para dizer. "Salva pelo gongo!"

- Até mais tarde! – Fiquei observando ele se afastar, tomando coragem para enfrentar o interrogatório que sabia que viria a seguir. Quando me voltei para elas, tive que suportar quatro pares de olhos inquisidores.

- E então? Por que nos deixou para sentar com ele? – inquiriu Sakura.

- E sem nem ao menos avisar! – retrucou Tenten.

- Quando nos demos conta de que você não estava ao nosso lado, você já estava no maior papo com ele! – Temari parecia estar se divertindo.

- Vocês estavam muito concentradas no jogo, então fui comprar refrigerante e não achei necessário avisar. – improvisei. – Na volta, encontrei com ele e resolvi lhe fazer companhia!

Acho que não me saí tão mal, né?

- Por que ele não jogou? – quis saber a Hinata.

- Torceu o tornozelo no treino. – Achei melhor mudar de assunto, pois Sakura e Tenten estavam com cara de quem queriam mais respostas. – Melhor irmos andando, não acham? Temos que estar impecáveis para a festa!

Pelo visto, mudei para o assunto certo, porque num instante elas esqueceram que Naruto sequer existia e começaram a falar sobre o que iriam vestir.

- Quer uma carona para a festa? – perguntou Temari.

- Seria ótimo! – respondi sinceramente.

- Então te pegamos às dez e meia! Não se atrase!

"Atrasar?! Desde quando eu me atraso?" n.n"

- Estarei pronta!

Despedimo-nos e cada uma foi para sua casa. Meu maior problema foi na hora de escolher a roupa. Experimentei praticamente o guarda-roupa inteiro, até finalmente ficar satisfeita. Coloquei um vestido curto roxo, frente única, com uma fenda na lateral da barriga que deixava parte desta à amostra. Trancei meus longos cabelos loiros e calcei uma sandália preta de salto agulha.

Já era quase onze horas quando a campainha tocou.

- JÁ VOU! – desci as escadas correndo.

A casa de Naruto estava bastante cheia. A música alta retumbava nos meus ouvidos. De longe eu vi a Tenten conversando com o Neji e o Sasuke e a Sakura dançando.

- Você veio! – Naruto estava a minha frente. Ele vestia uma camisa social branca e calça jeans.

- Eu não disse que viria?

- Vamos dançar? – nem me deu tempo para responder, pegou minha mão e me puxou até o meio da pista de dança improvisada.

Depois de umas duas músicas bem agitadas, começou uma lenta. Sem graça, eu já estava pensando numa desculpa para sair dali, mas ele se aproximou mais e colou seu corpo ao meu, me surpreendendo. Então, o abracei pelo pescoço e nos movíamos sutilmente no ritmo da música.

- Estava precisando mesmo de um descanso. – ele disse no meu ouvido, me causando um arrepio.

Sakura e Sasuke que estavam dançando perto de nós, pararam de dançar e caminharam de mãos dadas na direção de uma porta que levava ao quintal. Percebi que Naruto olhava na direção deles e senti seus punhos cerrarem colados às minhas costas. Pouco depois me afastei, incomodada.

- Vou pegar um refrigerante. – ele finalmente parou de olhar por onde os dois tinham saído e me fitou.

- Eu pego para você. - ofereceu.

- Não precisa. – cortei. – Vou descansar um pouco.

Ele me olhou como um cachorrinho sem dono, o que quase me fez voltar para os braços dele, mas resisti.

Tinha acabado de beber meu refrigerante, quando um garoto do terceiro ano, mesma série dos meninos (Naruto, Sasuke, Neji), da Tenten e da Temari, me puxou para dançar. Tentei escapar, mas ele não permitiu e me puxou mais para perto.

- Estou com uma sede! – falei, no fim da terceira música.

- Vou pegar uma cerveja para você! – Essa era minha intenção. Assim que ele virou as costas, aproveitei para escapar.

Quando me virei, vi Hinata com o Kiba, uma garoto da nossa turma que eu sempre desconfiei que tinha uma quedinha por ela, dançando juntos.

Continuei passando a vista pela sala enquanto caminhava no meio das pessoas e reparei que o irmão da Temari, que eu tinha achado que usou o pretexto da carona para ficar com a Hinata, estava em um canto beijando uma garota que eu não consegui identificar.

Cheguei à porta que levava ao jardim nos fundos da residência e suspirei aliviada. Aquela batida alta e repetitiva já estava começando a me dar dor de cabeça.

Várias pessoas estavam envolta da piscina, inclusive a Temari e o Shikamaru. Um garoto foi jogado na piscina e em seguida jogaram um casal. Todos riam divertidos e, possivelmente, bêbados. Achei melhor passar longe para não me tornar uma possível "vítima".

Passando pela lateral por entre as plantas, para não ser vista, ouvi uns sussurros e ao chegar perto vi que era Sakura e Sasuke que estavam conversando afastados dos outros. Respirei fundo e andei até perto do muro no fundo do quintal, onde tinha um balanço pendurado no galho de uma árvore.

Meus pés doíam terrivelmente. Sentei no balanço e descalcei as sandálias. Talvez até a um mês atrás, provavelmente estaria lá dentro curtindo e dançando, mas agora as coisas haviam mudado. E sinceramente o que eu mais queria naquele momento era ir para casa.

Eu já tinha dezesseis anos e estava sozinha, não tinha um namorado. Estava cansada de só ficar sem compromisso. Queria muito ter alguém para amar, para cuidar, alguém que me desse carinho e estivesse sempre ao meu lado.

- Por que está aqui sozinha?

- AII! – levei a mão ao coração com o susto. – Você me assustou, Naruto! – repreendi, um pouco mais calma. Ele sorriu, como se gostasse de me dar sustos. – JÁ TÁ VIRANDO HÁBITO VOCÊ ME ASSUSTAR!

- Desculpe! – disse isso mais por obrigação, com a mão na nuca e segurando o riso. – Eu vi quando você saiu da sala e te segui!

- Mas não precisava chegar assim de repente, né?

- Pode deixar que dá próxima vez, eu faço bastante barulho para você saber que eu estou chegando! – agora ria descaradamente. – Vai ser uma pena, porque você fica uma gracinha quando se assusta!

Peguei uma sandália e joguei na direção dele, que conseguiu desviar por pouco. Pegou minha sandália e colocou junto com a outra.

- Não sei para quê tanta violência!

Eu apenas sorri e voltei a ficar pensativa. Ele se apoiou no tronco da árvore e ficou me olhando em silêncio. Continuei balançando devagar e olhando para o nada, pensativa.

- Por que está triste? – perguntou ao ver que o silêncio se estendia.

- Eu não estou triste! – retruquei, sem fitá-lo.

- Então por que veio se isolar aqui?

- Eu não estou me isolando! – Eu estava começando a ficar zangada. – Faria o favor de me deixar em paz?

- Não. – ele respondeu simplesmente.

Aquilo me pegou de surpresa. Levantei os olhos e vi que ele continuava lá imóvel, em sua pose tranqüila. Fiquei de pé, irritada.

- Pode continuar aí então! EU MESMA SAIO!

Quando fiquei de costas para ele, senti sua mão forte segurar meu braço, me fazendo parar. Um calafrio teve início no local onde ele me tocou e se estendeu por todo corpo. Sem se dar conta do que se passava comigo, ele me fez ficar de frente para ele. Estávamos tão próximos que eu podia sentir sua respiração como uma delicada carícia em meu rosto. Ele me olhava nos olhos, e apesar de me sentir estranhamente nervosa, eu não conseguia desviar o olhar.

- Está triste pelo Shikamaru? – perguntou em um sussurro.

Seus olhos percorriam meu rosto me fazendo corar e dificultando meu raciocínio. Instantes depois finalmente caí em mim, e sacudi a cabeça de leve, em resposta.

- Eu nã... – Comecei a dizer.

- Shh! – ele me interrompeu e colou seus lábios aos meus. Senti meus joelhos fraquejarem e me apoiei nele, que me puxou mais para perto e aprofundou o beijo.

Afastando-se um pouco ele se apoiou no tronco da árvore, como estava antes, e me puxou de encontro a ele. Voltamos a nos beijar e ficamos assim, totalmente embriagados pela atração que nos envolvia, por longos minutos.

Quando finalmente nos afastamos para tomar fôlego, apoiei minha cabeça em seu tórax e senti sua mão acariciando meus cabelos.


Eu estava toda empolgada escrevendo, quando de repente me deu um bloqueio mental e eu empaquei feio! Hehehe Mas pelo menos consegui concluir esse capítulo! n.n'

Não está perfeito, mas espero que tenham gostado! Prometo que vou tentar melhorar no próximo, então continuem acompanhando!

Respondendo às Reviews:

Meriyasu: Fico feliz que vai acompanhar! n.n Infelizmente, tem um pouco de SasukeXSakura sim. Foi quase inevitável! Hehehe Me diz quais os casais que você gosta que na próxima (se tiver próxima, né? ') eu tento colocar!

. : Eu também sou fã de InoXGaara! Mas como quase não achei InoXNaruto, me deu vontade de fazer uma! Que bom que está gostando:D

Bruzi: Acho que esse capítulo esclareceu suas dúvidas, né? Espero que não tenha ficado decepcionada! Continua acompanhando, hein?

Muito obrigada pelas reviews! Fiquei muito feliz, porque tava achando que não ia ter nenhuma! XD Vou ficar esperando mais, hein:D Quero saber o que vocês gostaram ou não!

E se quiserem, podem deixar sugestão para uma futura fic! u.u To procurando novas idéias!

Acho que amanhã á noite eu posto o próximo, que ainda não tenho certeza se vai ou não ser o último!

Bjnhux