Desculpem pela demora, mas é que aconteceram alguns imprevistos. .' Eu tinha planejado mais dois capítulos, mas devido a esses imprevistos, achei melhor fazer só esse mesmo. Ou seja, esse é o último! Espero que gostem!


Capítulo Três

Fui dominada por uma deliciosa sensação, estando ali nos braços dele. Mas nossa paz foi interrompida pelo ruído de passos se aproximando.

Constrangida, me afastei dele. Os passos cessaram restando apenas sussurros. Espiamos por entre as plantas e vimos a Sakura e o Sasuke se beijando ali perto. Senti a tensão percorrendo o corpo de Naruto, que estava às minhas costas. Ao fitá-lo, reparei que tinha os olhos apertados e mordia o lábio inferior.

Então era isso! Ele realmente gostava da minha amiga! Fui dominada por uma profunda indignação. Sem pensar em nada, avancei através dos altos arbustos.

- Ino! – ouvi Naruto sussurrar, numa tentativa de me impedir.

Dei de frente com o casal apaixonado. Eles se separaram assustados.

- O que está fazendo aqui?! – perguntou Sakura, envergonhada.

Simplesmente lhe lancei um olhar aborrecido e passei por eles indo em direção à casa.

-ESPERA, INO! – chamou Naruto, saindo detrás dos arbustos.

De relance, vi os olhares atônitos do casal, que passavam de mim para Naruto.

- NARUTO?! O que vocês estavam fazendo ali? – Sakura parecia confusa.

- O que será que deu nela? – Ainda ouvi Naruto se perguntar.

Entrei na casa igual um foguete. Olhei para os lados procurando a Temari e nada. Se bem que era pouco provável que ela já quisesse ir embora. Resolvi, então, ir caminhando, já que não era tão longe. Só quando cheguei na calçada que me toquei de que estava descalça e que minhas sandálias tinham ficado perto do balanço.

- Peraí, Ino! – era a Tenten. – O que houve? – perguntou quando me voltei.

- Nada. – não estava com vontade de conversar.

– Eu e o Neji estamos indo embora, quer uma carona?

- Mas já vão, tão cedo? – Ela entrelaçou o braço no meu e me guiou para onde o carro do Neji estava estacionado. Ele vinha andando logo atrás.

- Temos aula amanhã, esqueceu?

- É mesmo! – suspirei cansada só de pensar em ter que acordar cedo.

- Ei, Ino! O que aconteceu com seu calçado? – quis saber Neji, fazendo Tenten olhar curiosa para os meus pés.

- Er... bem, acho que... acho que esqueci lá dentro. – dei uma risadinha sem graça.

- Melhor voltarmos para pegar! – falou Tenten tentando me puxar de volta para a casa. – Você se lembra onde deixou, não é?

- Olha, não precisa! – me esquivei. – Amanhã depois da aula eu passo aqui e pego!

- Mas... – ela ficou me olhando sem entender.

- Ela disse que não precisa. – falou Neji passando pela gente, provavelmente percebendo minha expressão aflita, indo abrir o carro.

"Valeu, Neji!", agradeci em pensamento. Afinal, a última coisa que queria era dar de cara com Naruto.

xXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXx

- Bom dia, Ino! – me cumprimentou Hinata, animada, assim que cheguei na escola. Já era hora do intervalo, não tinha conseguido acordar mais cedo.

- Bom dia. – respondi apática.

- O que ela tem? – cochichou Temari.

- Acho que ela tá assim porque brigou com o Naruto! – comentou Sakura que acabava de chegar.

- E desde quando uma briga com um garoto que até alguns dias atrás ela nem falava a afeta a ponto de ficar assim, com essa cara de morta-viva? – Temari provocou.

- Eu não sei o que aconteceu ontem, mas eu os vi saindo do fundo do jardim! O que será que estavam fazendo lá sozinhos? – Sakura sorriu maliciosa.

- Quando estávamos indo embora, ela estava mesmo muito esquisita! Parecia zangada e nem... – Tenten contava.

- PAREM DE FALAR DE MIM COMO SE EU NÃO ESTIVESSE AQUI! – berrei fazendo-as dar um passo à trás, assustadas, e algumas pessoas que estavam por perto me olharem espantados.

Pisando duro e bufando, saí dali e fui em direção à sala. Quando ia dobrar uma curva no corredor, vi Naruto conversando com o Neji. Curiosa, dei um passo atrás e me encostei na parede.

- Quer dizer então que o seu plano não deu certo? – era a voz de Neji.

- Não só não funcionou, como agora estou encrencado! – Naruto resmungou, suspirando.

Franzi o cenho. "Do que será que eles estão falando?"

- Eu sabia que isso não daria certo! Você realmente acreditava que Sakura te daria bola se te visse com outra garota?!

- Bem, de início parecia uma ótima idéia...

Não esperei para ouvir o resto. Saí correndo por onde eu vim e tomei a reta de casa. As lágrimas caíam descontroladas, enquanto era dominada por um forte aperto no peito.

"Então, o Naruto só se aproximou de mim para pôr ciúmes na Sakura? Por que logo eu? Por que ele brincou com meus sentimentos?!" Cheguei em casa e bati a porta com força.

- Ino?! O que está fazendo em casa essa hora? – minha mãe espiava da cozinha.

- Não é nada, mamãe! – disse subindo a escada para que ela não visse meus olhos vermelhos.

- Mas você não acabou de ir para a escola? – ela parecia confusa.

- Liberaram a nossa turma, porque um professor faltou. – menti.

Ao chegar no meu quarto, me joguei na cama e deixei as lágrimas correrem livremente. Por mais que não quisesse admitir, eu realmente havia me apaixonado.

xXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXx

- Qual o seu problema? – perguntou Tenten barrando o meu caminho, na saída do treino daquela tarde.

- Não sei do que está falando! – passei por ela e continuei andando.

- Não tente mentir para mim! Eu te conheço muito bem para saber que tem alguma coisa errada com você! – ralhou.

Eu continuei andando apesar de sentir que ela estava me seguindo. Sentindo-me finalmente vencida, sentei num banco perto do portão da escola e esperei que ela se juntasse a mim. Com os olhos marejados, contei a ela tudo o que tinha acontecido e a conversa que tinha ouvido.

- Não acredito que ele tenha feito isso!

- Nem eu pensei que ele fosse capaz de fazer uma coisa dessas! É compreensível que ele goste de outra, mas não dá pra acreditar que só tenha se aproximado de mim para fazer ciúmes na Sakura!

- INO! – ouvi uma voz bastante conhecida, e no momento totalmente indesejável, me chamar. Era Naruto que vinha andando na minha direção. – Por onde você andou hoje? Te procurei no intervalo e na saída!

Me levantei sem olhar para ele e saí andando.

- Espera, Ino!

- Melhor deixá-la ir! – era minha amiga, que se pôs no caminho dele.

xXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXxXx

- Tchau, mãe! – me despedi fechando a porta de casa. Estava perto do portão uma coisa brilhante me chamou a atenção. Cheguei mais perto para ver o que era. Era meu celular refletindo um dos poucos raios de sol daquela manhã. Eu o joguei pela janela sexta-feira passada, porque um certo garoto loiro não parava de ligar.

Agora estava duas semanas de castigo, porque, além disso, tinha jogado o telefone sem fio contra a parede. Felizmente, ele parou de ligar no resto do fim de semana.

Para piorar, o tempo estava ficando bastante feio.

- Bom dia, Ino! – me cumprimentou Tenten quando me alcançou perto do portão do colégio.

- Bom dia! – respondi tentando parecer animada.

- Pelo visto está melhor! – ela sorriu.

- Estou ótima! – Não sei se tentava convencê-la ou convencer a mim mesma. – Maravilhosamente bem!

PLAFT! – Alguém colidiu comigo, quase me levando ao chão e derrubando meus livros.

- QUAL É?! Vê se olha por onde anda, seu tapado! – berrei enfurecida, ainda sem ver quem havia me atropelado.

- Estou vendo que está realmente de ótimo humor. – murmurou minha amiga sorrindo.

- Eu sinto muito! – "Naruto!", olhei para ele sentindo meu coração disparar. Ao ver que ele tentava conter um sorriso, voei no pescoço dele.

- Seu idiota! Está tentando me matar, é? – Tenten tentou me segurar, mas eu avancei mais, fazendo com que ele caísse e me levasse junto. – Será que não olha por onde anda? – agora socava o peito dele, descontando toda a minha frustração guardada nos últimos dias.

- Amiga, levanta daí! Vocês estão chamando um pouquinho de atenção! – alertou minha amiga.

- Er... Não é que eu não goste de ter você assim pertinho de mim, mas acho que seria melhor levantarmos...

Ao me dar conta de como estávamos, deitados na grama, eu por cima dele, fiquei roxa de vergonha e me levantei imediatamente. As poucas pessoas que pararam para olhar já estavam retomando seu caminho.

Fui até minha amiga e peguei meus livros que ela havia recolhido.

- Eu preciso falar com você! – Naruto segurou meu braço e eu senti como se uma corrente elétrica me percorresse. Rapidamente, puxei meu braço, quebrando o contato.

- Não temos nada para conversar! – tentei andar, mas ele me puxou e me fez ficar de frente para ele.

- Se não quiser falar comigo, eu entendo! Mas você não vai sair daqui enquanto não me escutar! – Seu tom determinado me convenceu. Tenten me lançou um olhar como se preguntasse: "Tudo bem?"

- Pode ir, Tenten. Te vejo no intervalo! - falei liberando-a e recostando no tronco da árvore mais próxima.

- Ela já sabe de tudo! - ouvi a Tenten tentar sussurrar para ele.

- De tudo o quê? - perguntou confuso.

- Você sabe melhor do que eu. - Ela acenou e se afastou.

Ele veio até mim.

- Primeiro, quero me descupar por ter esbarrado em você, mas acho que era a única maneira de você me dar atenção!

- Fez aquilo de propósito?! - acusei indignada.

- Desculpa! Mas não tinha outro jeito! - Ele abriu aua mochila e pegou minha sandália. - Você esqueceu isso lá em casa.

- Obrigada. - peguei as sandálias e as segurei na frente do corpo, como se pudessem me proteger do que estava por vir. Ele pôs a mochila nas costas e suspirou antes de continuar.

– Eu me apaixonei pela Sakura há algum tempo atrás, mas ela nunca me deu uma chance. - contou. Cada palavra dele era como se me lançasse um punhal. - Quando não estava me evitando, estava me dizendo não. No dia que percebi que você e a Sakura eram amigas, naquele dia que você tropeçou e o Sasuke te segurou, lembra? Então, naquele dia me veio uma idéia maluca na cabeça. Pensei que se me aproximasse de você e parasse de insistir com a Sakura, ela talvez passasse a me ver de maneira diferente.

A dor que sentia em meu peito era imensa.

- Resumindo: você me usou para fazer ciúmes na minha amiga. – disse de cabeça baixa.

- É. – Ele não parecia nada orgulhoso do que tinha feito. – Eu não tinha intenção de te magoar. Eu sinto muito por tudo. De verdade.

- Tudo bem. – me ergui pronta para disparar para longe dali, já que as lágrimas estavam prestes a cair. Andei alguns metros sentindo minha cabeça latejar.

- Eu ainda não acabei. – ouvi sua voz firme dizendo. Parei, mas não me virei. – O pior de tudo é que um imprevisto aconteceu. – "Claro. A Sakura está com o Sasuke..." Com as costas das mão enxuguei uma lágrima que insistia em cair. – Algo que eu realmente não esperava. Eu conheci uma pessoa maravilhosa. – Eu congelei, confusa. – Uma garota linda, perfeita... Só que eu fui um idiota. Só fui me dar conta do que tinha perdido quando ela me deixou plantado lá no jardim, quando ela passou a me evitar e se negou a falar comigo. – Sua voz estava carregada de emoção. Eu sabia que ele estava sendo sincero. – Se me fosse dada uma oportunidade, só gostaria de lhe dizer que ela passou a ser muito importante para mim. E que eu faria qualquer coisa que ela me pedisse, para que ela ao menos voltasse a falar comigo.

As lágrimas agora escorriam livres pelo meu rosto. Mas não eram mais lágrimas de tristeza. Virei de frente para ele e sem aviso me joguei em seus braços. Após a surpresa inicial, ele me abraçou.

- Isso quer dizer que me perdoa? – perguntou. Eu apenas assenti. – E que vai ser minha namorada?

Eu ri e lhe dei um soco de leve no estômago.

- Aí já é pedir demais, né!

Ele segurou meu rosto com as duas mãos e enxugou algumas lágrimas.

- Você é a única que domina meus pensamentos. A única me faz perder a cabeça só com um olhar. - Ele me beijou suavemente, me deixando sem ar. - Se aceitar namorar comigo, prometo te fazer imensamente feliz! - sussurou no meu ouvido.

- Não precisa prometer nada. Só precisa me beijar.

Ele sorriu e voltou a me beijar. Suas mãos percorerram minhas costas e me puxaram mais para perto, ao mesmo tempo que éramos atingidos por grossos pingos de chuva. Ele pareceu nem sentir a chuva, apenas aprofundou o beijo. O beijo mais doce e apaixonado, que continha uma linda promessa de amor.

xXx Fim xXx


Meriyasu: Que bom que gostou do capítulo anterior! Temos uma coisa em comum, gostar de casais diferentes! rsrsrs Bem, espero que também tenha gostado desse capítulo!

Ana: Entendo muito bem o que é isso de travar a imaginação! hehe Passei por isso na hora de fazer esse capítulo! Comecei a fazer uma fic InoGaara, mas ainda não sei se vai sair. rsrsrs Bem, fiquei feliz que tenha gostado do capítulo dois!

Nathalia: Que bom gostou da história! InoNaru não é mesmo muito popular, nem eu sou fã deles! '

Bem, não foi muito fácil fazer essa fic, porque de início foi difícil imaginar a Ino com o Naruto e não achei nenhuma fic que me inspirasse. rsrsrs. E também porque sou fã de InoGaara! XD Mas depois até que consegui imaginar eles dois juntinhos (apesar de ainda preferir o Gaara!).

Enfim, MUITO OBRIGADA a quem acompanhou e às meninas que deixaram reviews, porque foi graças a vocês que eu não desanimei:D

Espero que tenham gostado desse capítulo quanto gostaram dos outros! Eu esperava conseguir um final melhor, mas tive alguns impecílios. Ah, desculpem se tiver algum erro, mas é q estou sem tempo de revisar!

bjnhux