Disclaimer

Senhoras e senhores, assim como meu amado Ciel em Kuroshitsuji, Ki achou de volta seu anel Yamashina e voltou à vida! HOHO! Pouca conversa hoje, pessoinhas, o capítulo de hoje conta com as músicas Lovefool, do The Cardigans e Jolene, do White Stripes. Reviravoltas, máscaras caindo, isso e muito mais em mais um capítulo emocionante! HOHO! Agora chega de propaganda e vamos aos comentários e ao chappie, certo? Ki's Kiss!

Advertisement: Nem Kuroshitsuji, nem Card Captor Sakura me pertencem, mas ao menos poder amar eternamente Syoran, Sebastian, Grell e Undertaker eu posso, né?

N.R.: Saudações leitores! Hora de cumprir todas as promessas feitas pedindo por atualização de Aparências. E eu, em particular, estou duplamente feliz, pois estava morrendo de saudades da Yamashina-mor, Kiki! Ok,ok, vamos deixar a empolgação para depois e ler o capítulo novinho.

Boa leitura!

APARÊNCIAS

Capítulo 9

- Sua mãe ligou, Xiao, ela quer saber...

- Estou um pouco cansado agora, Meiling, mais tarde conversamos, ok?

Ele havia acabado de entrar em casa, jogado as chaves displicentemente em qualquer canto, e subia sem dizer mais. Os olhos pareciam marejados, mas ela não saberia dizer se já havia chorado ou estava prestes a fazê-lo. Resolveu seguí-lo, talvez surpreendê-lo em seu momento vulnerável e se mostrar solícita, ganhá-lo de volta como recompensa...

Dear, I fear we're facing a problem

You love me no longer, I know

And maybe there is nothing

That I can do to make you do

Mamma tells me I shouldn't bother

That I ought to stick to another man

A man that surely deserves me

But I think you do!

(Lovefool – The Cradigans)

Subiu as escadas rapidamente, pulando mais de um degrau por vez. Entrou no quarto sem bater e fechou os olhos, esperando pela reação exagerada que ele tinha todas as vezes que ela entrava sem aviso. Reabriu-os, notando o silêncio incomum. Syoran estava deitado em sua cama, as mãos atrás da cabeça, duas pequenas lágrimas correndo do canto do olho. Sequer havia notado sua entrada sorrateira.

- O que há, Xiao? – deitara-se ao lado dele, a cabeça em seu peito.

- Sakura...

- Vocês brigaram? – a entonação da voz denunciando uma alegria incontida.

- Não.

- Então o que houve?

- Ela terminou.

Abraçou-o, mais por seu próprio contentamento que para reconfortá-lo.

- Tem volta?

So I cry, and I pray, and I beg...

Love me, love me,

Say that you love me

Fool me, fool me,

Go on and fool me

Love me, love me,

Pretend that you love me

Leave me, leave me,

Just say that you need me

So I cry and I beg for you to...

Love me, love me,

Say that you love me

Leave me, leave me,

Just say that you need me

I can't care about anything but you...

(Lovefool – The Cardigans)

Ele levantou-se, forçando-a a fazer o mesmo. Esfregou as costas das mãos contra os olhos, passou-as no cabelo e voltou-se para ela, o rosto sereno de sempre:

- O que mamãe queria dessa vez?

- Saber se poderia reservar um lugar pra sua acompanhante ou não. Disse que ela ligasse depois pra ver com você, mas já que vocês brigaram, vou pedir pra ela cancelar...

- Não faça nada, eu mesmo falo com mamãe. Agora vou tomar um banho e trabalhar um pouco... – o semblante voltara a ficar soturno, mas ele novamente tentou disfarçar - Posso ficar sozinho?

- Por que não tira o resto do dia de folga?

- Porque não saberia o que fazer com ele... – empurrava gentilmente Meiling pra fora do quarto – Posso ficar sozinho?

Saiu relutante, mas satisfeita. Então ela não precisaria fazer nada para exterminar a irritante "senhorita perfeição" de quem Syoran falava 24 horas por dia, ela fora idiota o suficiente para dispensá-lo...

Agora era hora de garantir que não haveria volta. Conhecendo Syoran como conhecia, ele tentaria voltar. Mas, ele conseguiria voltar e não largaria dela até ele ter vontade de romper. Tinha de pensar rápido.

Jolene Jolene Jolene Jolene

I'm begging of you, please don't take my man

Jolene Jolene Jolene Jolene

Please don't take him just because you can

(Jolene - White Stripes)

Ir no carro da casa levantaria suspeitas, então resolveu pegar um taxi. Conhecia, pelo falatório interminável de Syoran, todos os lugares onde provavelmente poderia encontrá-la, mas resolveu-se pelo bar, o que garantiria que não haveria escândalos.

A fachada era de bom gosto, não podia negar que se tratava um ponto de ótima localização. Pediu ao taxista que esperasse, não demoraria muito e os primeiros funcionários chegariam e no meio deles, seu alvo também. Logo, os cabelos levemente acobreados lhe chamaram a atenção e ela esperou calmamente que Sakura entrasse.

O ambiente lhe pareceu sóbrio, em nada lembrava um bar sem toda a música e a agitação dos clientes. Sakura polia calmamente uma mesa ao fundo, seria bem fácil falar com ela a sós.

- Boa tarde, Kinomoto Sakura, estou certa? – o olhar de dúvida que lhe foi lançado significava um sim – Eu sou Li Meiling, a noiva de XiaoLang. Vim lhe agradecer por ter terminado com ele. – curvou-se em uma mesura profunda – Vim pedir também que não o procure mais, não atenda mais seus telefonemas e evite encontrá-lo.

Your beauty is beyond compare

With flaming locks of auburn hair

With ivory skin

And eyes of emerald green

Your smile is like a breath of spring

And your voice is soft like summer rain

And I cannot compete with you Jolene

And he talks about you in his sleep

And there is nothing I can do to keep

From crying when he calls your name, Jolene

Jolene Jolene Jolene Jolene

I'm begging of you please don't take my man

Jolene Jolene Jolene Jolene

Please don't take him even though you can

(Jolene - White Stripes)

A reação de Sakura não lhe poderia ser mais inesperada, pois a moça começou a sorrir exageradamente, como se tudo aquilo fosse uma grande piada.

- Por que ri?

- Porque isso é patético. – sentou-se, indicando a cadeira em frente à outra – Não precisa se preocupar, não pretendo nada além de amizade com seu "noivo". – fez questão de acentuar as aspas no ar, com os dedos – Enquanto eu não o quiser você não tem com o que se preocupar, moça.

- Não me importo de parecer patética a seus olhos, eu o amo. E se você já amou alguém, sabe que não há limites. Posso implorar, ajoelhar, o que me pedir. Só não tire o meu homem de mim.

Well I can easily understand

How you can easily take my man

But you don't know what he means to me Jolene

Well you could have your choice of men

But I could never love again

He's the only one for me Jolene

And I had to have this talk with you

My happiness depends on you

And whatever you decide to do Jolene

Jolene Jolene Jolene Jolene

I'm begging of you please don't take my man

Jolene Jolene Jolene Jolene

Please don't take him even though you can

(Jolene - White Stripes)

O olhar dela era decidido, o que de alguma maneira lembrava-a de como deveria parecer quando o assunto era Yukito. Então era assim que seu irmão, Eriol, e mesmo Syoran lhe viam? A visão era dantesca, humilhante mesmo. Respirou fundo, removeu o protótipo de lágrima que se formava em seus olhos e segurou firmemente as mãos de Meiling nas suas.

- Não vou tirar seu homem de você. – parou momentaneamente emocionada - Eu sei o quanto dói e não quereria que mais ninguém passasse pelo que eu mesma já passei. – o sorriso que a outra lhe abriu incentivou-a a fazer o mesmo – O bar ainda não abriu, mas acho que nós duas merecemos uma bebida, o que acha?

- Concordo plenamente!

Despediu-se após um pouco mais de conversa descompromissada. Entrou no taxi calada, mas não conseguiu segurar a risada por muito tempo. Aquilo fora mais fácil que imaginava, ela era mais idiota que as outras que tivera de tirar do caminho.

Mais emoções e mais planos de separação nos próximos chappies! Ki's Kiss!