Bom primeiro eu gostaria de agradecer especialmente a Paola Lovegood e a Thaty e por comentarem minha fic então ai esta o novo cap e a todos que não comentaram também hehe mas se agora quiserem comentar eu to aceitando hahahaha

Antes deixe-me responder o comentário Paola bom o epílogo era para ser um suspense mesmo para atrair os leitores hehe que bom que funcinou, só espero conseguir manter os leitores até o final... Posso contar com vc? E Thaty não se preocupe, a Lily é forte vai superar... Ou talvez não né? Afinal é um James Potter hehe continue lendo pra ver no que da

Beijos a todos e boa leitura!

Capitulo 1

Lílian havia se formado agora tinha uma boa vida, nunca mais saiu com outra pessoa, tinha medo de se envolver e se machucar novamente, havia abandonado totalmente a magia, vivendo como uma trouxa comum, bom na verdade não tão comum assim, Lílian havia se tornado uma cantora de sucesso entre os trouxas, tinha vários fãs e admiradores, mas nenhum conseguiu chegar perto do coração da ruiva.

James caminhava para casa, depois que terminara Hogwarts decidiu se tornar um repórter, mas não era feliz, saia com muitas garotas, porém uma certa ruiva com lindos olhos verdes não saia de seus pensamentos, qual foi à surpresa ao ver que teria um show de sua amada na cidade trouxa que agora morava, era a sua oportunidade de ver Lílian de poder falar com ela, e de quem sabe poder escutar as suas explicações que no passado ele nem quisera saber. Logo chegou a hora do Show e James se encontrava totalmente nervoso, será que teria chances de falar com Lílian? Será que ela já o esquecera? Eram tantas as suas duvidas.

Lílian entrava no palco, estava linda com uma calça de couro preta e uma mini blusa também preta bem decotada, começando a cantar.

Tou com saudade de você Debaixo do meu cobertor De te arrancar suspiros Fazer amor. Tou com saudade de você Na varanda em noite quente E do arrepio frio que dá na gente Truque do desejo, Guardo na boca o gosto do beijo Eu sinto falta de você Me sinto só Lílian dançava de uma maneira sensual, a musica a fazia lembrar de um certo maroto de olhos castanhos, aliais todas as suas musicas faziam ela pensar nele, ela era como Cazuza fazia sucesso cantando a sua desgraça, cantar a fazia se sentir mais leve, nem que fosse por apenas alguns segundos, ela sentia como se tivesse voltado a Hogwarts, na época que ainda namorava o maroto, na época em que era feliz. E aí, será que você volta, Tudo à minha volta É triste. E aí, o amor pode acontecer, De novo pra você, Palpite. Era um sábado de manhã, Lílian acordou com um suave carinho em seu rosto, quando abriu os olhos pode ver James sorrindo para ela, se lembrou da noite que tiveram, da noite que se entregou para James pela primeira vez, o primeiro e único homem de sua vida, e sorriu, não poderia descrever a sua felicidade, não entendia como pudera negar James por tanto tempo, como pudera negar o amor que sentia, como pudera negar a sua felicidade, mas agora nada mais importava, ela o tinha, e sabia que ele jamais a deixaria... Pelo menos era o que pensava, naquele lindo sábado. Tou com saudade de você, Do nosso banho de chuva, Do calor na minha pele Da língua tua. Tou com saudade de você Censurando o meu vestido, Das juras de amor ao pé do ouvido, Truque do desejo, Guardo na boca o gosto do beijo. Eu sinto a falta de você, Me sinto só James olhava Lílian dançando, como pudera ser tão idiota e deixá-la escapar de suas mãos? Demorou tanto tempo para conquistar a confiança e o amor da ruiva e a perdera porque não soube escutar, se pudesse voltar no tempo não teria feito aquilo, teria a escutado e assim poderiam estar juntos, percebia que aquela musica que a mulher de lindos olhos verdes cantava no palco fala sobre eles, e se lembrou de um sábado muito distante, mas que ainda recordava como se fosse ontem. E aí, será que você volta, Tudo à minha volta, É triste. E aí, o amor pode acontecer, De novo pra você, Palpite. James havia acordado cedo aquele sábado, se lembrando da noite que tivera com Lílian, fazia um carinho delicado no rosto da mulher que tanto amava, e que sabia, jamais deixaria de amar, demorará tanto para poder conquistar aquela ruiva, mas no final havia valido a pena, havia valido todos os não que receberá no começo para que ele percebesse que ela não era apenas um desafio, valera a pena todos os nãos para ele perceber que ela era a mulher de sua vida, e valera a pena esperar tanto tempo para tê-la em seus braços. Eu sinto a falta de você, Me sinto só E aí, será que você volta, Tudo à minha volta, É triste. E aí, o amor pode acontecer, De novo pra você, Palpite. E aí, será que você volta, Tudo à minha volta, É triste. E aí, o amor pode acontecer, De novo pra você, Palpite.

Depois de muitas musicas o show acabou... Era uma tarde cinzenta e fria, que demonstravam o que Lílian sentia, ela tinha medo voar, de amar, de morrer, de ser feliz, a ruiva cantarolava uma musica, triste, era impressionante como ela não se acostumava com essas suas lembranças de James em todos os seus shows, apesar de tudo ter acabado há muito tempo, ele ainda era uma lembrança viva em seu peito, seu coração não conseguia esquecê-lo, por mais que tentasse não pensar no belo rapaz não conseguia.

Quando não tinha nada eu quis Quanto tudo era ausência, esperei. Quando tive frio, tremi. Quando tive coragem, liguei. Quando chegou carta, abri. Quando ouvi Prince, dancei. Quando o olho brilhou, entendi. Quando criei asas, voei. Quando me chamou, eu vim. Quando dei por mim, estava aqui. Quando lhe achei, me perdi. Quando vi você, me apaixonei. Amara, dzaia, zoi, ei. Dzaia, dzaia, ain, in, in, ingá.

James estava parado, pela primeira vez em sua vida sentiu medo, medo que Lílian não quisesse vê-lo, escutá-lo, escutava a musica que a ruiva cantava, percebeu que enquanto cantava a ruiva chorava, porque que sua vida tinha que ser assim? Porque o destino trabalhou para separá-los? Será que esse era mais um obstáculo que teria que passar para ser feliz? Será que voltaria a conquistar a ruiva depois de tanto tempo? Será que Lílian o esqueceu? Eram tantas as suas duvidas, e o único jeito de tirá-las era entrar, então assim que escutou Lílian parar de cantar ele entrou na sala.