Capítulo 01: o "CARA"

HAAAIIIII ! \o\

I AM Come Back! ÒÓ

HUAHUHAUAHUAHUAHAUHAUHAUAHUAHUAHUA

Isso mesmo! Miseno-san está na área de novo! Depois de um "breve" descanso das Fanfics de CCS, eu estou de volta com mais um projeto para vocês minhas queridas leitoras

E como sempre. Miseno-san chegando e inovando! Nesse projeto (in)felizmente, eu me concentrarei em somente um casal (dois no máximo). Assim como Ódio e Amor Dois Lados da mesma Moeda, essa fic vai ser diferente, como eu já disse antes. Não vou dizer do que ela se trata logo de inicio. Gostaria que vocês lessem esse primeiro capítulo e tirassem suas próprias conclusões. Explicações mais detalhadas vocês encontraram ao termino desse capítulo.

E antes de começar efetivamente esse novo projeto, eu gostaria de agradecer imensamente as 24 reviews que me mandaram em respeito ao ultimo capítulo da minha fic Ódio e Amor Dois Lados da Mesma Moeda! Outra coisa que foi muito legal foi ver a minha humilde fic alcançar mais de 300 reviews \o\. ahuahuahuahuauha! Vai ser difícil superar 300 reviews, mas vamos lá né? Especialmente por que agora eu conto com o apoio de amiginhas minhas que eu fiz com o decorrer da minha primeira fic e espero fazer mais amigas(e quem sabe amigos) no decorrer dessa também

Agora, sem mais delongas, vamos ao primeiro capítulo do meu novo projeto. Boa Leitura e DIVIRTA-SE/o/

Legenda :

- Blablabla - Fala dos personagens

"Blablabla " - Pensamento dos personagens

(Blablabla) - Eu falando alguma leseira..hehe

Disclaimer: Sakura Card Captor não me pertençe! Mas com o inicio de um novo projeto, tudo é possível õ/

Capítulo 01: o "CARA"

O lugar era Tókio. Em um típico engarrafamento do meio dia, em um carro importado, um jovem chinês, de nome Shaoran Li se encontrava irritadíssimo com a lentidão do transito. Não que ele estivesse com pressa para voltar ao trabalho, pois múltiplos problemas estariam esperando lá. Shaoran Li era um bem sucedido executivo de uma multinacional instalado no Japão recentemente. Formado em Administração e graduado com honra na maior e mais prestigiada Universidade Chinesa, decidiu sair da proteção da sua família, muito bem prestigiada também, para ir ao estrangeiro fazer fortuna por si mesmo.

E quando Shaoran estava começando a se estabelecer no Japão, ele encontrou uma pessoa muito especial, chamada Saya. Quando a conheceu, tinha 22 anos. Quando o Shoran fez 23 anos, ele e Saya já estavam namorando, com 24 anos, já noivaram e com 25 anos, veio o casamento e o nascimento do fruto daquele jovem casal, a filha de Shaoran e Saya.

Porém, o destino foi cruel com aqueles jovens apaixonados. Pois, devido a complicações na hora do parto, Saya acabou não agüentando e morreu, dando a luz a uma menina. Com apenas 25 anos, Shoran Li era um pai solteiro de primeira viagem, que ainda tinha que manter seu ritmo de trabalho para atingir suas metas profissionais. Foi duro para o jovem Li. Porém, naquela época, tinha a ajuda do seu antigo mordomo, Wei, que ajudou a criar a filha do Shoran como se fosse sua. Com a sua ajuda e conselhos, Shoran aprendeu ser um pai (e uma mãe) para sua filha. Mas quando sua filha completou quatro anos, seu fiel amigo Wei veio a falecer também, em um acidente de carro.

E foi ai que a vida de Shaoran desmoronou novamente. Já em um posto de prestigio e responsabilidade, Shaoran não tinha tempo e nem cabeça para dar a atenção devida a sua filha. Como resultado disso, acabou contratando uma série de babas para que cuidassem dela enquanto se estabelecia no trabalho. Lembrou-se que prometeu a si mesmo que quando se estabilizasse no cargo, daria toda a sua atenção a sua filha, como ela merece.

E quando Shaoran estava quase se estabilizando, o mesmo foi promovido a executivo da multinacional aonde ele trabalhava, dando mais responsabilidades e trabalho ao pobre Li, que novamente, teve que continuar "negligenciando" a sua própria filha, contratando babás e mais babás.

E era exatamente de uma babá que ele precisava no momento. Há alguns minutos atrás, foi informado que teria uma reunião emergencial entre os executivos da empresa aonde ele trabalhava, e que a participação dele era essencial para o andamento da reunião. E é claro que Shaoran teve que aceitar. Seu trabalho era importante. Foi quando se lembrou que ele tinha outra coisa mais importante que o seu emprego: a sua filha. Tarde de mais para cancelar a reunião. Irritado por ter se esquecido da sua própria filha, Shaoran sai do engarrafamento por uma rua alternativa. Pergunta algumas direções e logo chega aonde queria. Um pequeno prédio lilás com uma placa com os dizeres: "Agência de Babas Rouse"

A vida de Shaoran era tão ocupada que ele já tinha contratado babás dos mais diversos lugares. Sua filha era teimosa, como o pai, e não gostava de nenhuma delas. Essa agencia é que tinha as babás "menos piores". Por isso, há algum tempo, Shaoran só contrata babás daquela agência.

Chegou à recepção ofegante. Estava cansado e com pressa. Não encontrou ninguém na recepção. Irritou-se. Gritou, tocou a campainha, nada. Shaoran estava começando a ficar irritado. Até que viu uma plaqueta com os dizeres "Volto em 10 minutos". Irritou-se mais ainda, mas como era mais rápido esperar do que caçar alguma babá maluca por ai, resolveu esperar.

Cinco minutos depois, Shaoran estava irritado. Não era do tipo que sentava e esperava. Até que ouviu o barulho de uma porta sendo aberta. Mas que rápido Shaoran se virou para a direção da porta se abrindo, e viu.

Uma singela garota, provavelmente ainda adolescente. Com o uniforme da faculdade de Tókio, e com seus cabelos castanhos meio que bagunçados. Seu rosto, tanto no geral, tanto nos detalhes, era lindo. Tinha uma beleza jovial, principalmente em seus marcantes olhos esmeraldinos. E Shaoran ficou lá, como um bobo babão (by Kiah-chan xD) ficou encarando aquela garota, que ao perceber, logo abaixou levemente a cabeça e corou logo em seguida.

A jovem depositou um papel na mesa da recepção e saiu. Nenhuma palavra ou gesto foi feito nesse momento. Shaoran simplesmente olhou para ela e simplesmente não conseguiu dizer nada. Estava surpreso de mais para isso. Não é todo o dia que se encontra uma criatura tão linda quando se espera uma atendente feia e chata.

A garota era bonita. Tá, e daí? O que isso importava agora. Tinha problemas de mais para pensar em beleza agora. 10 minutos. DROGA! Shaoran era um homem pontual, e odiava que os outros o deixassem esperando. 15 minutos. Aff, esquece. Não chegaria a tempo para os seus primeiros compromissos da tarde. Então era melhor sentar e esperar. Relaxar um pouco, afinal de contas, Stress dá rugas 8D

20 minutos. Entediado. Shoran procura alguma coisa para ler. Encontra só algumas revistas velhas, nada de interessante. E aquele papel que a moça tinha deixado na banca da recepção? Shaoran pega o papel e começa a ler. Era uma redação cujo assunto era crianças. Como Shaoran já tinha redigido muitos relatórios no passado, ganhou uma gama experiência em Oficina de Redação. Não pode deixar de perceber os erros de coesão e coerência da redação em questão. Ela tinha uma letra bonita, e seus pensamentos em relação a crianças eram muito puros e nobres. Apesar dos erros de construção, percebia-se que a moça gostava muito de crianças.

E foi ai que lhe ocorreu uma idéia louca.

Pegou papel e caneta emprestados da banca da recepção. Anotou o nome e celular da autora da redação. Sakura hein? Belo nome. Se retirando do local, Shaoran pega o seu celular e digita os números que anotou anteriormente. Antes de apertar o botãozinho verde, Shaoran para e reflete um pouco.

"Vou contratar outra estranha para cuidar da minha filha" – pensou o jovem Chinês – Mas pelo o que eu li na redação dela, me parece uma boa pessoa. Pelo menos, vamos tentar" – pensou Shaoran, apertando o numero verde, iniciando a ligação.

Enquanto isso, Sakura se encontrava andando. Não parecia muito feliz. A prova que acabara de fazer para conseguir um emprego naquela agencia de babás fora um completo fiasco. Sakura precisava de dinheiro, e estava desempregada no presente momento. Em momentos como esse, um bom suco de laranja era a melhor coisa para se esfriar a cabeça.

Depois de alguns minutos de caminhada, chega a um bar-restaurante ao qual sabia que a sua prima e melhor amiga Tomoyo ganhara um emprego recentemente, como garçonete. O lugar estava um pouco cheio, era horário de almoço. Sakura estava com fome, então decide almoçar naquele lugar. Senta-se em uma mesa vaga e descansa um pouco.

- O que deseja senhorita Sakura? – uma voz lhe chama.

- Tomoyo? Ahh sim, você trabalha nesse lugar agora, né? – um pouco confusa.

- Sim Sakura. Eu já tinha lhe falado antes, não é? Sakura bobinha – disse gentilmente.

- Droga Tomoyo, eu devo ser uma boba mesmo! Eu não consigo arranjar um emprego. Nem ser babá eu sou capaz! – se martirizou.

- O exame lá na agencia de babás foi tão rígido assim? – se surpreendeu Tomoyo.

- Sim, nem me pergunte. A única coisa boa que me ocorreu nesse dia é que eu encontrei um.. Cara.. – ruborizou um pouco.

- Pêra ai. Você encontrou um cara, ou você encontrou um CARA – enfatizou a ultima palavra.

- Bom, até que ele era bonitinho.. – ruborizou mais.

- Sakura? – desconfiou.

- Ta, ta.. Ele era um Deus Grego, satisfeita?

- Sim, muito – comentou Tomoyo divertida.

- Aii.. O que eu estou fazendo? Eu deveria está preocupada com o meu futuro financeiro agora, e não com "caras" – se martirizou novamente.

- Calma Sakura, calma – tentou consolar a amiga.

- Tudo bem Tomoyo. Me trás um suco de laranja, ta legal? E coloca bastante veneno de rato, que eu estou a fim de me matar. – disse desanimada deitando a sua cabeça na mesa.

- Nossa Sakura. Que negativismo. Espera só um pouco que eu vou trazer um almoço reforçado para você. – disse Tomoyo se retirando.

- Droga de vida de desempregada – disse levantando a cabeça da mesa. – Aff, então, depois daqui eu vou voltar a procurar alguma coisa.

Alguns segundos de silencio, e Sakura já estava absolva em seu seus próprios pensamentos. Tão absolva que só notou que o seu telefona estava tocando no 3° toque.

- Alô? – disse um pouco desanimada, era como a garota se sentia naquele momento.

Alguns segundos de silêncio. Quando Sakura pensou em repetir a sua pergunta, alguém lhe respondeu.

-Alo.

Mas alguns segundos de silêncio.

- Ahh.. Quem fala? – Sakura já estava confusa.

Mas alguns segundos de silêncio.

-Ahh, bem. Eu estou com um problema e... – o outro lado da linha parecia nervoso e angustiado.

- Problema? Nossa, sério? Bem vindo ao clube. Eu também tenho problemas. – disse já despreocupada, não estava com humor para ser educada com pessoas que nem sequer conhecia.

-Ahh... bem... – o sujeito do outro lado da linha parecia está desconcertado com as atitudes da Sakura – Ahh... Eu sei que você não me conhece, mas eu conheço você, senhorita.. Sakura, não é?!

- Quem é você? Algum tipo de pervertido é? – perguntou com certa indignação na voz.

-Não! Olha, eu vou ser claro e objetivo. Eu me chamo Li Shoran. E sei o seu nome devido à prova que você deixou na banca da recepção da agência de babás o qual você fez uma prova hoje mesmo.

Alguns segundos de pesquisa na sua memória revelaram a Sakura que era aquele cara que a olhou com tanta intensidade na saída da prova.

- Humm.. Você era o moço que eu vi na saída da prova, não é? – perguntou Sakura.

-Exato senhorita Kinomoto. E antes que pergunte, eu consegui o seu nome e celular com a sua ficha de inscrição o qual você mesma preencheu no cabeçalho da sua redação. – esclareceu.

- Ahh.. Bem.. Senhor..? – lhe faltou o nome.

- Li Shaoran . Eu estou ligando para lhe propor um emprego.

Ao ouvir a palavra emprego, a mente da Sakura despertou.

-Sim, me parece que você queria se tornar uma baba naquela agência, não é mesmo? Por isso estava fazendo aquela prova - Comentou

- Sim, o senhor está certo.

- Pois bem. Eu sou um homem muito ocupado e não tenho muito tempo para cuidar da minha filha pequena, por isso eu gostaria de contratar você como babá dela. – Shaoran disse a palavra "gostaria", mas o seu tom ao telefone era quase de súplica.

- Seria uma ótima idéia senhor Li. Preciso mesmo de um emprego. Mas eu faço faculdade pela a manhã e...

- Não tem problema. Posso deixar a minha filha em uma creche pela a parte da manhã. Se você puder buscá-la e cuidar dela pela a parte da tarde até eu chegar em casa, será o suficiente.

- Bem senhor Li, eu.

- Olhe, pelo menos almoce comigo amanhã. Eu lhe explicarei a situação melhor e lá você me da uma resposta, tudo bem. Pense na minha oferta, por favor!

- Certo, aonde?

- Nos encontramos no restaurante Dane, ao meio dia. Vai ter uma mesa reservada em meu nome. Por favor, não falte!

- Tudo bem, até amanhã então... Shaoran.

Alguns segundos de silêncio.

- Até, Sakura.

E desligaram.

- Quem era? – Tomoyo servindo o almoço da Sakura.

- Ahh Tomoyo, que susto. Droga – reclamou.

- Não desvie da minha pergunta. Quem era? – desconfiada.

- Você virou a minha mãe agora é? – pose de "a ofendida".

- Quem era? – Tomoyo mais severa.

- Nhay! Isso não é justo! Ta bom sua intrometida, era aquele cara.

- Você quer dizer, aquele CARA? – surpreendeu-se.

- É, é sim. E não fica o chamando de "cara"! Ele tem nome, se chama Li Shaoran. – cora levemente.

- E o que o senhor Li queria com a minha priminha desfavorecida financeiramente? – brincou.

- Nhay! Não me chama de pobre Tomoyo. Eu só estou sem dinheiro no momento, ta legal. Acontece com todo mundo, menos com você que exala riqueza e poder pelo os porros. ¬¬''

- Não fuja da minha pergunta Sakura! O que ele queria com você? – insistiu.

- Bom, parece que ele quer me oferecer um emprego, de baba para a filha pequena dele. Convidou-me para almoçar com ele amanhã para discutirmos os detalhes.

- Humm. Interessante. Então você já aceitou o emprego né?

- Não Tomoyo. O que você acha? Eu devo aceitar? - na duvida

Nisso, Tomoyo pensa um pouco. Vai à cozinha e volta com um prato. Senta-se a mesa onde Sakura estava, e começa a se servir do almoço da Sakura.

- Bem Saki. Trabalhar para um Deus Grego como você me disse que ele era não deve ser nada mal. E se ele é tão lindo quando eu penso que ele é, a filha pequena dele deve ser a personificação da palavra kawai

- Que legal Tomoyo. Agora da pode me dizer o porquê de você está se servindo do MEU almoço?

- Nossa Sakura. Deixa de ser mesquinha menina. Relaxa, você vai trabalhar para um gostosão, deveria está feliz, não irritada P

- Aff, esquece – voltando a comer – De qualquer maneira, eu acho que eu vou aceitar o emprego que ele está me oferecendo. Melhor que sair por ai caçando empregos.

- Tem razão. Agora, vamos esquecer esse assunto um pouco, que eu tenho uma fofoca quente para te contar – disse Tomoyo toda entusiasmada.

E as duas continuaram a almoçar tranquilamente, regado de muita alegria e gargalhadas. Depois do almoço, Sakura voltou para o seu dormitório na faculdade. Um quarto simples, com detalhes nas paredes em amarelo e rosa. Sakura gostava dele por parecer seu antigo quarto na casa de seu pai. Tinha um armário branco, uma cama bonita de cor marfim e uma mesa de escritório na mesma cor combinandoDepois de dar uma arrumada básica no quarto, Sakura se joga na sua cama. Tinha a tarde livre, já que não precisava mais ficar correndo atrás de emprego graças à generosa oferta do senhor Li.

Senhor Li hein? No encontro breve que tiveram na agencia de babás, Sakura mal pode olhar para o rosto do rapaz. Com o seu olhar intimidador, Sakura só pode abaixar a cabeça e corar. No encontro de amanhã, Sakura vai conhecê-lo de verdade. Como será que ele é? Que ele é lindo esta mais do que confirmado. Mas e a sua personalidade? E a sua filha? Como será que são? E o seu pagamento? Será que Shaoran Li era.. Rico? Aff precisava parar de pensar na sua situação financeira. Só por que estava desempregada, não significa ser o fim do mundo. Mas precisava de dinheiro para comprar seus livros de faculdade.

A mãe da Sakura morreu quando tinha apenas 4 anos e o pai morreu em uma escavação no Egito quando tinha 17. Ao passar na faculdade de Tókio, a primeira coisa que Sakura fez foi declarar "Independência ou Morte" ao irmão. Com 20 anos, julgava que já estava madura o suficiente para se mudar para a grande Tókio e começar a cursar a faculdade, para, depois disso, continuar a sua vida, sozinha, sem a ajuda de terceiros. Claro que o seu super-protetor irmão foi contra desde o inicio. Mas quem disse que a Sakura ouviria? Muita discussão depois, Touya, o irmão da Sakura, deixou a mesma seguir com a sua vida desde que tivesse Tomoyo para auxiliá-la no que fosse preciso. E assim Tomoyo fez. Auxiliou a sua prima no que ela precisasse. Mas quem disse que Sakura aceitou a ajuda? Assim que chegou a Tókio, Sakura pulou de emprego em emprego, até se estabilizar. Comprou todos os livros que precisava de inicio para a faculdade com o seu próprio dinheiro. Sakura fazia pedagogia. Desde criança sonhava em ser professora, e esse sonho estava começando a se tornar realidade. E foi com esses pensamentos, que Sakura adormeceu na sua cama.


E mais um dia se iniciara. Sakura, atrasada como sempre, se vestia com uma torrada na boca. Seus cabelos estavam desarrumados e molhados, resultado de um "banho de gato" que foi obrigada a tomar devido a sua falta de tempo. Fazer o que? Era a sina da universitária Kinomoto Sakura, que estava cursando o 4° período de Pedagogia. Atrasada como sempre, Sakura chegou a sua sala, ofegante, depois da bronca já comum do professor, Sakura se senta em sua mesa e relaxa um pouco. Depois de alguns minutos de descanso, era hora de estudar. E assim foi a manhã da nossa pequena Sakura.

11:30, opa. Hora do almoço. Hora favorita da Sakura, aonde poderia relaxar depois de uma manhã longa de estudos, conversar com as amigas, rir um pouquinho e até falar dos problemas. Problemas?! Humm acho que a nossa pequena protagonista está esquecendo de algo. Humm.. Que será?

-AHHHHHHHHH – Sakura se levanta subitamente, assustando todos a sua volta.

- Sakura, o que...? – Tomoyo tentou falar.

Porem, Só pode ver Sakura correndo como uma louca para a saída do refeitório da faculdade. Sim, Sakura tinha se esquecido do "encontro de negócios" que teria hoje com o senhor Li. Tinha meia hora para está no restaurante combinado para o encontro deles. Para qualquer humano normal, seria impossível chegar ao lugar cominado sem se atrasar. Mas não para a nossa protagonista já acostumada a atrasos, Kinomoto Sakura.

Correndo como vento, Sakura, contra todas as chances, chega ao restaurante ao meio dia, cravado. Nem um segundo de atraso. Aplausos, é um novo recorde para a nossa pequena protagonista! õ/

Depois de alguns segundos, Sakura já estava sentada à mesa, frente a frente com Li Shaoran, que a olhava com um semblante preocupado.

- Você.. Está bem? – Shaoran começou.

- Aqui está a sua água, senhorita – o garçom interrompeu servindo um copo de água a Sakura, que prontamente começou a beber.

Alguns segundos depois, depois de recuperar o fôlego.

- Estou sim senhor Li. Eu só, tive que correr um pouquinho (lê-se quebrar o recorde mundial dos 100 metros livres) para chegar aqui sem me atrasar. Não se preocupe comigo, por favor.

- Certo. Então, enquanto você se recupera, vamos pedir alguma coisa. Assim você recupera as suas forças.

E assim Shaoran fez. Pediu o prato do dia e dois sucos de laranja para beberem enquanto esperam. Já recomposta, Sakura se endireita na cadeira. Era hora de tratar de negócios.

- Pensou sobre o que eu lhe propus?

- Bem, senhor Li, eu..

- Humm..?

- Sim, eu aceito! – foi clara e direta.

Um sorriso se formou no rosto do moreno. Estava salvo!

- Ótimo. Muito obrigado mesmo senhorita Kinomoto! Acaba de salvar a minha vida!

- Não é nada senhor Li. Eu estou mesmo precisando de dinheiro e..

- Precisando de dinheiro? Então você é pobre?

Momento de silencio.

OHH NÃO! Meu Deus do céu Li Shaoran! Que tipo de pergunta é essa? Chamar a moça de pobre só por que ela precisa de dinheiro? Seu baka ! uú

- Ahh. Bom, vamos dizer que eu vivo de uma forma, mas humilde em relação as outras pessoas – respondeu Sakura simpática

"Droga, eu odeio ter uma condição financeira desfavorecida!TToTT" – pensou Sakura

- Ahh. Bem, quanto ao emprego..

- Não se preocupe, senhorita Kinomoto. Você será bem gratificada e..

Alguns segundos de silêncio.

- Ahh.. Não que você precise. Hehehe, você deve.. Ter dinheiro sobrando e..nn''

Alguns segundos de silêncio (2)

- Huhuhuhuhu – Sakura começou a gargalhar baixinho

- Hum? - Shaoran confuso.

- Certo. Tudo bem senhor Li. Quando eu começo? – disse Sakura ainda rindo.

- Ahh. Pode ser hoje mesmo? Na verdade, para ser preciso, dar para começar agora mesmo?

- Agora mesmo? – confundiu-se.

- Sim, eu lhe monstro aonde é a minha casa. Você começaria a cuidar da minha filha agora, e ficaria até quando eu chegasse do trabalho hoje. É que eu tenho uma reunião importante hoje daqui a... – olhou o relógio – uma hora. E...

- Senhor Li. Não querendo interrompê-lo, mas por que não deixa a sua filha em uma creche? Não seria mais.. Prático? – perguntou.

Um momento de silêncio.

- Seria bom. Mas.. Bom, se eu fizesse isso, não teria motivos para eu lhe contratar não é? – disse meio sem jeito.

- Senhor Li, eu realmente preciso de um emprego, mas não vou trabalhar para o senhor com segundas intenções – exclamou.

- Não, não! Você entendeu errado, é que eu.. Minha filha. Escute, cuide dela por essa tarde, por favor. Quando você a conhecer, vai entender o que eu estou falando! – disse sério.

- Tudo bem. Vamos então? – disse se levantando.

- Certo. Muito obrigada Sakura! – disse se levantando também.

E assim, os dois entraram no carro do Shaoran e se puseram a caminho do primeiro dia de trabalho de Kinomoto Sakura como baba.

Continua...

Com o primeiro capítulo concluído, vamos as explicações:

Bom, como puderam ver, é uma fic diferente por o Shaoran ser um pai solteiro e viúvo. Claro, se você, cara leitora, for uma leitora tão assídua quando eu, vai notar que esse tipo de enredo não é tão novo aqui na Fanfiction. Net. Pelo o que eu sei, esse tipo de fic aonde o Shaoran tem uma filha pequena já foi abordada em 3 fics(pelo o que eu já li aqui na Fanfiction). Uma delas é intitulada "Tudo Pode Acontecer" fic ao qual eu me inspirei para dar inicio a essa.

Se você já leu a fic "Tudo Pode acontecer", ótimo! Mas para você que não leu, aqui vai um pequeno resumo critico ao qual eu construir ao ler essa fic novamente:

"Tudo pode acontecer" Basicamente é uma ótima fic. A idéia geral é excelente, porem a escritora não soube usar muito bem a inocência e o desejo da criança em ter a Sakura como mãe. É uma fic do tipo novela, aonde tem vilões do mal, pessoas com interesses, tanto românticos, tanto financeiros, que estão dispostas a tudo para alcançarem seus objetivos.

A escritora também criou vários personagens e criou casais totalmente formados com seus próprios personagens. Porem, o casal principal é SakiShao, aonde que por 22 capítulos, suas amigos "lutam" para que eles fiquem juntos no final, e no capítulo 22, a eles ficam juntos(se declaram um pro outro) e a filha do Shaoran ganha uma nova mãe. E a fic(inacabada) acaba por ai.. ¬¬''

É claro que.. a fic dela tem deficiências, alem da construção infantil " Personagem: Fala" a menina não se usa corretamente de parágrafos de narração, e não se atem aos sentimentos dos seus personagens.. a narração é si é boa, mais sem sentimentos. São erros que eu não pretendo cometer na minha fic n.n

Esse é um resumo básico da fic Tudo pode acontecer. Para que você não precise ler os 22 capítulos. E na verdade, de uma forma ou de outra, nem precisa por que a única coisa que a minha fic vai pegar emprestado da fic "Tudo Pode Acontecer" é o enredo o qual a Sakura é baba da filha pequena do Shaoran e eles acabam se apaixonando. Somente isso

Falei tudo isso para dar os devidos créditos a fic e a sua escritora(o qual se chama Pequena-dama). Por que se não fosse a fic dela, talvez eu não tivesse a idéia de começar esse projeto! Agora, dado os devidos créditos, vamos falar do capítulo de hoje.

Eu não sei se notaram, mas relendo esse primeiro capítulo dessa minha nova fic, eu percebo que melhorei muito mesmo como escritor! Comparado com o primeiro capítulo da minha fic Ódio e Amor, eu me vejo um escritor bem mais maduro e confiante! Um bom exemplo disso é que nessa fic eu estou escrevendo os nomes corretamente, deixando o Sakura Kinomoto aportuguesado para trás e colocando o certo que seria Kinomoto Sakura. Claro que esse tipo de construção é novo para mim, e alguns de vocês podem ter estranhado esse tipo de construção nesse capítulo em determinadas partes, mas é assim mesmo! Tem outra coisinha o qual eu consertei nessa nova fic! Um beijo do Miseno-san para quem descobrir o que é! o/

Como puderam ver, essa fic é diferente de Ódio e Amor em vários aspectos. Um deles é que eu estarei a partir de agora tratando de personagens adultos (apesar de ter uma pequena garotinha no meio n.n''), com o Shaoran com 30 anos e a Sakura cursando a faculdade. Foi difícil modificar o meu estilo de humor para personagens com essa idade. Personagens colegiais eram bem mais simples e pratico fazer vocês rirem por que, bem, eu também era um colegial! Mas projetar o meu senso de humor para personagens adultos é uma coisa MUITO mais complicada, e, sobretudo nova para mim. Se vocês perceberam, cada personagem adulto tem seus problemas adultos para resolver. Então por favor, precisarei mais do que nunca da opinião de vocês em relação a isso, quero saber onde eu estou errado e aonde eu estou acertando para a cada capítulo poder melhorar cada vez mais!

Eu sei que é chato, mas eu preciso de ajuda de vocês para mais um quesito. Sobre a filha do Shaoran, como puderam ver, ainda não foi dito como ela é e nem o seu nome. Eu e a Daia-chan já bolamos um nome e uma aparência para ela, mas eu sinceramente queria saber a opinião de vocês. Tipo, aparência nem chega a ser um problema grande, o NOME sim que é meio difícil de decidir. Por isso, com esse intuito, eu estou lançando aqui um pequeno concurso para decidir o nome da filha do Shaoran nessa fic!

Basicamente, quem tiver um nome legal que combinaria com a filha do Shaoran, poderá mandar a sua sugestão via review. Junto com a sugestão do nome, também peço que deixem um e-mail de contado, pois o nome escolhido receberá o capítulo 02 dessa fic um dia antes de todo mundo! É claro que, como eu já disse antes, eu e a Daia-chan já temos um nome, mas eu queria MUITO receber sugestões de vocês por que quem sabe, o nome que vocês sugerirem é melhor que o que nós temos aqui. Eu escolherei o nome com T.O.T.A.L imparcialidade, então sem tratamento especial! Então por favor, enviem suas sugestões rápido (junto com um e-mail de contado) e não sugiram nomes que já foram sugeridos via review, por motivos óbvios. Conto com a ajuda de todos vocês e Boa Sorte a todos! n.n/

Que lixo de escritor que eu sou hein? Preciso da ajuda dos meus leitores D . Peço desculpas por isso, o certo mesmo é que vocês leitores simplesmente lessem a fic e se divertissem com ela. Minhas sinceras desculpas pelo o incomodo uu''. Mas também não deixo de concordar que é legal que o leitor passa interagir e influenciar a fic o qual ele está lendo.

Agora, mas especificamente sobre o capítulo de hoje, humm.. eu sinceramente não sei o que falar. Bom, falemos de casais definidos então o/. Dessa vez a fic só tem um casal, como eu disse antes. Sakura e Shaoran vão ser o casal principal, e único. Talvez eu ponha um Tomoyo e Eriol, mas eu ainda não sei. Se os meus leitores estiverem interessados em ver esse tipo de casal nessa fic..

Humm.. o que mais? Ahh sim. Sobre a narração nessa fic. Tipo, eu vou reinventar os parágrafos de narração nessa fic, confundindo a minha narração em 3° pessoa com os próprios pensamentos do personagens. E também será como se eu mesmo(Miseno-san) participasse da fic. É um negocio meio maluco, mas a fic Ódio e Amor também foi também e no final deu certo xP

Então é isso. Vou me encerrando por aqui. E minhas boas vindas a você que não me conhece ainda. Eu me chamo Alzemir, mas por aqui você pode me chamar de Miseno-san! Prazer em conhecê-lo(a)! E para você que já me conhece, bem vindo de volta, espero continuar com o bom trabalho

Agora, como eu nunca deixo de responder as reviews que vocês me mandam, hoje, eu estarei respondendo as reviews que me mandaram no ultimo capítulo da minha fic Ódio e Amor Dois Lados da Mesma Moeda!

Abrindo o Miseno-mail

Vamos lá õ/

Neko Sombria: Sim, consegui terminar, e graças a sua ajuda Daia-chan! Eu acho que eu já fiz todas as honras e agradecimentos possíveis no ultimo capítulo da minha fic Ódio e Amor, mas mesmo assim gostaria de agradecer pelo o imenso apoio que você me proporcionou no meu ultimo projeto e eu espero que possamos trabalhar juntos para que as nossas fics continuem dando um bom material para que as pessoas possam continuar lendo! E manda o Itachi pro inferno ee heheheh

Natsumi Shimizudani: Bom, por diversos motivos eu fiz isso: na verdade, isso não passou de uma brincadeirinha da minha parte. Nunca imaginei um final triste para a minha fic, quando eu falei da possibilidade de eles não ficarem juntos no final, eu só estava brincando com vocês, gomen se eu acabei passando a impressão errada - E não, eu não te odeio, e nunca te odiei também. Acontece que eu estava muito ocupado pesquisado para essa fic. Por isso não tive mais tempo para nada, nem para ler sua fic. Mas eu lhe garanto que antes de você postar o próximo capítulo eu mando uma review super-caprixada para você, ta legal? Espero que possa me acompanhar nesse projeto também! Estarei esperando reviews suas assim como você faz comigo xD

Musette Fujiwara: Que bom que você gostou desse ultimo capítulo. Beijo na boca entre o casal protagonista é o que não poderia faltar, não é! Espero que possa me acompanhar nesse novo projeto que estou iniciando!

Mimica Chan: MIMICA-CHAN! \o/ hauhauahuahua! Obrigado por me mandar mais uma das suas reviews mais do que especiais xDD Mentira! Você gostou tanto assim do ultimo capítulo:o Lol.. vlw mesmo Mímica-chan, e obrigado por não me chamar chato, mas vamos dizer assim, eu sou um "chato-legal" xDD Eu não sei se você já viu, mas eu já postei uma fic de Naruto sim. Assim como essa, não é uma fic que você lê todos os dias. Devido ao seu conteúdo, se você não quiser ler, por favor, não se sinta obrigada a isso( e o mesmo serve para você, Rayl ) E Rayl, eu sou da opinião de onde tem muito ódio, existe um amor escondido. Minha fic prova isso, mas como vocês não devem gostar de Yuri, deve ser amizade mesmo uu'' Como você pode ver, eu continuei a escrever sim. Escrever fics se tornou um vicio para mim xDD Mas como essa fic exigiu um nível de pesquisa mais elevado, eu demorei um pouco para postar o primeiro capítulo. Ahh sim, e uma coisa muito importante! VOCÊ TEM QUE ME DIZER QUEM SOBREVIVEU! T.T Eu espero sinceramente que ninguém tenha morrido, por que se não, eu não poderei mais rir das suas reviews divertidíssimas xDD Ahh, e prazer em conhece-la Shamaru Cuide da Mimi-chan e da Rayl para mim, ok?

Ma Ling Chan: hauahuahu.. eu tb sou desse tipo xDD Fico feliz que você tenha gostado do beijo deles. Estou começando outro projeto de fic de CCS, espero que você possa me acompanhar nesse novo projeto também

Hikaryplus:Cinco da manhã? Humm.. isso me trás recordações, quando eu passava as madrugadas de férias lendo fics excelentes aqui na F.F Fico feliz que a minha fic tenha te deixado acordada por tanto tempo. Mas por favor, durma direitinho, ok?Sim nós escritores de fics temos uma vida realmente complicada, os personagens não colaboram -.-"Nossa, você comentou coisas de mais menina. Toda a minha fic está resumida na sua review xx. Sinal que você leu tudo, vlw mesmo

Cristina: Bom, eu também não tenho uma memória muito afiada, então tanto faz né? O importante é que você está me mandando review Desculpa por isso, as vezes sou emotivo de mais ! Mas é que foram 20 caps, muitas emoções! Humm, eu já li o seu trabalho! "O que um homem é capaz de fazer" né? Essa eu já li, mas faz tanto tempo. Essa fic está sugando todo o meu tempo livre xx Bom, eu também espero que essa fic faça tanto sucesso quando Ódio e Amor, apesar de eu achar meio difícil que isso aconteça xD. Obrigado e eu lhe desejo sorte nas suas próximas fic também

Huntress Angel: hauhauhauhauha. Tem que ser direta mesmo! Não precisa comentar tudo, só diz se está bom e se não estiver, me aponte aonde eu posso melhorar e já esta bom auhauhhuauhau.. é.. tudo o que é bom tem um fim né? Maus aee pela a fic não ter durado mais ..E eu espero que esse novo projeto esteja do seu agrado

Katryna Greenleaf Black: Não leu? Tudo bem, é só mais um besteirol como todas as minhas notas xDD Fico feliz que não tenha se sentido ofendida, e não se preocupe, as vezes ao acordar, eu nem me lembro do meu nome xDDD Como a família do Li não é muito abordada no anime, eu pude fazer ela do jeito que eu imagino, e ficou engraçado mesmo ! xDD Sakura e Shaoran são um casal sensacional mesmo! Eu também amo eles ¬ E pode mandar reviews longas, curtas.. achatadas, sei lá, desde que mande xDDD

Sakura:OBRIGADO ! \o/ ( claro e direto xD )

Roose"Miseno-chan" ahuahuahuauhuha.. ok ok ! Fico feliz que a minha fic tenha lhe agrado tanto. E saiba que existem fics 1000 vezes melhores que a minha! Explore mais esse fantástico mundo das fics e se surpreenda com a criatividade de certas escritoras! Boa sorte e divirta-se

Mary-chan!:Obrigado por ter acompanhado E gomen por ter acabado, xDD

Camila: Ahh.. obrigado ! xD

kureopatsura-chan:Você gostou da fic?! Acredite, eu gostei MUITO mais de ter você como leitora! Apesar de um oceano nós separar, isso não te impediu de me ajudar absurdamente com suas criticas muito bem feitas a cada capítulo postado! Acredite menina, você me ajudou muito no meu desenvolvendo como escritor, por isso eu lhe agradeço imensamente isso! Eu sei que eu já disse via MSN, mas eu tenha que te pedir desculpas, você já sabe o por que, mas eu não posso evitar de pedir desculpas via resposta de review por que o que eu fiz foi uma tremenda mancada mesmo mesmo mesmo! Nesse novo projeto, espero que não nos separaremos mais, e espero contar com as suas mais que bem vindas criticas!

lunamcVlw.. Sakura x Shaoran Forever²

bruna c. m.: Nossa, capítulo ficou tão longo assim? Lol !

Na-chan:Olá o/ Obrigado pelo os elogios e por favor, não se intimide com a minha resposta. Você disse algo que eu não consegui ver. Se você me provasse o que falasse, mas eu até que tentei achar aonde eu e a minha revisora erramos, mas não descobrimos. E não precisa fazer as pazes, nós nunca brigamos menina xDD E meus parabéns pelo o ultimo ano de faculdade. Por favor, estudos em primeiro lugar, e quando quizer relaxar um pouco, leia a minha fic. Boa Sorte na faculdade menina

Misako-chan:huahuahauhua.. é verdade. Nada é perfeito, mas mesmo assim nós não podemos deixar de tentar né?Fico feliz que tenha gostado tanto da minha fic! Mas eu não posso ficar com todos os créditos, já que as descrições de lugares dela são simplesmente incrível, fora os seus "toques mágicos" Tudo bem você não ler a minha outra fic, você não ia gostar mesmo xDD

Katy Gilmore: Obrigado pela a sua review!

JullyanaOk, Jullyana não é? LOL! 4 reviews menina? Ehuheuehuehue. Não posso deixar de agradecer a você, já que graças a isso a minha fic atingiu 300 reviews xDD. Bom, eu vou responder as suas 4 reviews em uam só resposta: huahuahuahauhauah.. o que eu posso dizer, eu tenho os meus momentos! E tipo, realmente um menino escrevendo é coisa rara, e um menina escrevendo Shojo é mais raro ainda! Mas eu nunca fiu muito de seguir tendências xD Realmente eu na minha condição de homem não deveria escrever bem fics, em especial fics Shojo, mas sei lá.. no final das contas deu certo ! xD E eu não me baseei em novela nenhuma! Essa loucura toda saiu da minha imaginação mais louca ainda! Bom, responder a sua review eu já estou respondendo, mas te add, claro que eu poderia, mas você não deixou o seu MSN na review que você me mandou. Vamos fazer o seguinte, vai lá no meu profile e pegue o meu hotmail, e me add! Não tem problema, pode-me add sem medo! Também adoraria conhecer uma pessoa como você! Estarei aguardando!

E para não perder o costume, estou abrindo um espaçinho para a minha revisora, Daia-chan, afinal de contas, ela merece

Bem, agora minhas pequenas palavrinhas. Esse moço aí pediu minha opinião sobre esse tipo de fic, como eu AMO "pagar para ver" eu disse: Ok, vai ficar legal Eu sou contraditória xD e pensei "Vai dar m-" mas até aí eu estava nem aí para a bendita idéia. Ao pegar o rascunho (leia-se capítulo gigaaante) e lê-lo, vi que tinha futuro \o/ então fiquei interessada na idéia xD e cá estamos nós com isso. Ficou muito boa não acham ? Bem, até a próxima pessoal n.n/

Apoio Incondicional hein? Isso é que é exemplo de revisora! Droga Daia-chan.. você deveria acreditar mais em mim assim como as minhas leitoras acreditam.. T.T Daia-chan no baka! P Mas tudo bem, eu amo essa menina

Miseno-san