Anteriormente...

-Você já se decidiu? - ele logo descobriu que ela tinha que escolher entre ser humana ou youkai.

-Humrum.

-E então?

Agora...

Kagome olhou para o seu amado, seus olhos dourados brilhavam em um misto de curiosidade e medo, passou a mão pela lateral de seu rosto vendo-o inclinar-se ao seu toque, fechando os olhos.

-Meu lindo hanyou, nada me faria mais feliz do que ser exatamente como você. – ela sussurrou fazendo-o arregalar os olhos, ela queria ser como ele?

-Isso... é.. possível? – gaguejou ainda não acreditando no que ouvia, Kagome balançou a cabeça de forma afirmativa. – Não! Você não sabe como é ser como eu... eu não posso perm... – ela o calou com um leve toque de suas mãos.

-Essa decisão é minha, vai me amará menos se assim o fizer? – perguntou olhando profundamente em seus olhos. Inuyasha sabia que apesar de ser mais aceito na sociedade de hoje, ainda assim havia o preconceito, mas estaria disposto a ficar do lado dela assim como ela ficara do lado dele, simplesmente porque ele a amava e devia respeitar sua escolha.

-Meu amor por você só aumentou no decorrer desses anos, porque isso mudaria agora? – acariciou seu rosto, beijando de leve seus lábios, viu os olhos dela encherem de lagrimas antes de puxa-lo para mais um beijo romântico e tão profundo que Inuyasha achou que estava pulsando... espera! Ele conhecia essa sensação era a mesma que sentia toda primeira lua nova. Inuyasha havia relutado um pouco em mostrar esse momento de fragilidade para Kagome, mas ainda assim o fez, mas hoje não era lua nova, então o que estava acontece?

Levantou-se e puxou Kagome junto consigo fazendo ambos sentarem, não era ele quem estava passando pela transformação, era ela. Sesshoumaru havia falado que a lua de mel dele havia sido bem interessante com as constantes transformações de Rin. Ficou observando enquanto orelhas felpudas negras surgiram no topo de sua cabeça, via as garras crescendo e quando a pulsação diminuiu ela ergueu os olhos para ele mostrando os caninos e seus belos olhos azuis, agora ela era igual a ele, seu coração acelerou perante imensa beleza.

-Estou sem palavras perante tanta beleza. – disse pasmo vendo-a corar. – Linda, tão linda. – aproximou-se para beija-la como se fosse à primeira vez, o toque foi suave, gentil a separação dos lábios ocorreu de forma lenta e convidativa, sua língua passou levemente por seus caninos, lentamente ele subiu as mãos pela nuca dela causando-lhe arrepios, mas não parou ali seguindo seu caminho até as orelhas felpudas dela, tão macias, Kagome gemeu contra sua boca, ele sabia como ela estava se sentindo, mas não estava esperando pelo que aconteceu em seguida, ela usou sua força hanyou e o jogou na cama caindo por cima dele em seguida.

-Me deixou encabulada. – disse sorrindo travessa, ele gargalhou por um tempo sendo acompanhado por ela.

-Mas minha intenção não era essa. – disse depois que o riso cessou acariciando um de seus mamilos, este ficou enrijecido com o toque fazendo-a ronronar, puxou-a para mais um beijo e logo estavam fazendo amor novamente, não sabiam que horas foram dormir e pouco importava.

Kagome acordou sozinha na cama, como isso era possível? Sua audição devia servir de alguma coisa, sentou sonolenta coçando os olhos, procurou pelo quarto, não gostava de acordar sozinha, ainda mais em sua lua de mel, fez um muxoxo, então suas narinas capitaram um cheiro tão gostoso que fez seu estômago roncar, em seguida a porta foi aberta e ela perdeu o folego, seu marido entrou segurando uma bandeja com varias frutas, torradas, suco e um singelo buquê de flores, mas Inuyasha chamava sua completa atenção, usava só uma cueca boxer preta, jurava que deveria esta babando, o que era aquilo? Já vira seminu diversas vezes, ele sorriu perverso ao chegar à sua frente, ela o olhou de forma interrogativa.

-Seu cheiro vai me fazer pular o café da manhã que preparei para nós. – disse sensual, ela corou, seu cheiro, ela não podia negar que estava excitada e ele sabia disso, mas ele também emanava uma fragrância demonstrando sua excitação.

-Como se você estivesse diferente. – falou recuperando um pouco do seu controle. – Eu estou morrendo de fome. – ele terminou de sentar na cama e colocou a bandeja entre eles, pegou uma torrada e entregou um copo de suco de laranja, ela examinou os morangos e o chantilly, que clichê. – Você esta com segundas intenções? – perguntou mordendo uma torrada, quando seus olhos encontraram o dele estava escuro de desejo.

Sua lua de mal foi resumido ao apartamento, tiraram proveito de todos os cômodos.

oOoOoOoOoOoOo

-Nossa mais que mudança! – Rin falou olhando para a paisagem.

-E pensar que tudo isso começou com uma brincadeira, um namoro de mentira. – Ayame disse alisando a barriga estava com seis meses.

-A melhor brincadeira. – Sango disse erguendo seu suco.

-A melhor brincadeira. – as três falaram levantando seus copos com o da irmã.

Depois ficaram em silêncio somente observando a cena que ocorria lá na frente, haviam decidido tirar férias todos juntos, logo mais a frente os meninos brincavam com as crianças em uma espécie de futebol de sabão improvisado, Ayame estava esperando seu terceiro filho, dois meninos e agora ia vir uma menina, Sango teve um casal, enquanto Rin teve uma menina e Kagome um menino.

-Que família mais linda. – Midoriko disse observando a cena. – Viu Yuri, a casa esta cheia de novo. – falou olhando para o marido, tudo estava em harmonia novamente, Yuri sorriu abraçando-a, finalmente havia conseguido o perdão de suas filhas, unificaram suas impressas e trabalhavam lado a lado, administravam às duas bandas com maior sucesso mundial, estavam muito felizes.

oOoOoOoOoOoOo

-Ele puxou você. – Inuyasha disse olhando seu filho dormindo tranquilamente, Kagome virou-se para abraça-lo e lhe deu um selinho carinhoso.

-Quem sabe o próximo não puxa você. – disse maliciosa.

-A gente pode providenciar isso. – respondeu no mesmo tom.

-Na verdade a gente já providenciou. – respondeu com os olhos brilhando. – Vamos ter um novo membro na família. – Foi surpreendida por um beijo de tirar o folego e foi arrancada do quarto, rapidamente estavam no quarto deles.

-Minha esposa linda, me faz o homem mais feliz da terra. – disse beijando-a apaixonadamente.

oOoOoOoOoOoOo

-A fama é inesperada, glamorosa e pode te afasta dos seus objetivos originais, quando começamos a nos afastar da simplicidade, da diversão, nos conhecemos outras pessoas que compartilhavam sonhos como os nossos, então, encontramos a felicidade e o verdadeiro amor. – Inuyasha falava na coletiva do lançamento do filme que contaria a história da vida das bandas Luxury Girls e S.I.M.K.

-E você? Já deixou de viver de Aparências?