Gente, a seguir está o epílogo (Ah, VÁ, é mêmo?), portanto peço, ou melhor, imploro para que comentem.

Sim, estou falando com você, pessoa que já comenta; seu feedback final seria muito bem vindo *-* Impressão geral da fic, o que gostou, o que não gostou, capítulo preferido, o que achou do epílogo, das NCs (66', essas coisas.

E com você também, pessoa que lê a fic e não comenta; pô, não comentou na fic inteira, mas ao menos agora comente, sim? Impressão geral da fic, o que gostou, o que não gostou, capítulo preferido, o que achou do epílogo, das NCs (66', essas coisas.²

Ah, e com você, pessoa que está lendo a fic depois que ela acabou há dias, meses, e até anos; sempre estarei aqui, esperando seu comentário :) Impressão geral da fic, o que gostou, o que não gostou, capítulo preferido, o que achou do epílogo, das NCs (66', essas coisas.³

Responderei a review de todos e peço que os anônimos deixem seus e-mails, se quiserem uma resposta; agora, fiquem com o epílogo e com uma frase da música Double Vision, do 3OH!3:

And we can go hot don't matter what the cops say
E podemos apavorar sem ligar para o que a polícia diz
(em uma interpretação [minha], seria: e nós podemos ser quem quisermos, fazer o que quisermos, não importa o que digam).


Epílogo

Harry abriu a porta sem fazer ruído, trazendo consigo uma sacola de compras do mercado ao lado de sua casa.

- Cheguei, Gin! – Ele gritou. Em seguida, Gina desceu as escadas.

A ruiva vestia um vestido que parecia uma camisa regata cinza até a cintura, onde depois virava um balonê preto.(N/A: Continuo sem criatividade para roupas, esse vestido é meu xD Aliás, valoriza bem os seios, algo que me deixa feliz :D)(N/V: Hm. Que bom, não?)

- Vejo que já está pronta! – Disse Harry, surpreso.

- Por que o tom de surpresa? – Perguntou Gina.

- Ah, nada, você nem demora a se arrumar para festas...

- Não demoro mesmo! demorei duas horas da última vez e – Harry cortou-a com um beijo. Aos dezessete anos, ele pensava que nunca se cansaria de beijá-la e, agora, com vinte e três anos e quase cinco anos de casado, provava-se certo.

O casal ficou se beijando por um bom tempo. Entre seus beijos, Harry direcionou a mulher até o sofá, onde ela deitou-se com ele por cima dela. Na tentativa de tocar a pele de Gina por debaixo do vestido, Harry atrapalhou-se e acabou derrubando a sacola que segurava.

- Você comprou o sorvete de beterraba! – Gina exclamou levantando-se do sofá para pegar o pacote, não se importando que seu marido caíra no chão devido ao seu gesto.

- Pois é, comprei – disse Harry ficando em pé e ajeitando seus óculos em seu rosto – Aliás, Gi, o que deu em você? Sorvete de beterraba? (N/S: Eu estava para perguntar a mesma coisa... Beterraba? WTF?)

- É algo comum no meu estado, acostume-se.

- Seu estado? Oi?

- Bem, Harry, é que...

Um crack foi ouvido e Rony e Hermione apareceram, fazendo Gina calar-se.

- Vamos, gente – chamou Rony -, a festa já deve ter começado e eu odeio chegar atrasado!

- Ron, er, a Hermione que odeia chegar atrasada nos eventos – Corrigiu Harry.

- Eu sei, por isso mesmo. Se nós chegarmos atrasado, depois sou eu que vou ter que ouvir sobre como sou mais lerdo que um trasgo manco - Gina e Harry riram. Hermione bateu de leve no braço de Rony, mas sorriu.

Os quatro aparataram em frente a um condomínio. Os portões eram verdes escuros e havia uma espécie de praça lá dentro, onde mais ao fundo um prédio marrom claro jazia, mostrando a varanda enorme de cada apartamento.

- Não entendo por que não podemos aparatar no apartamento direto – Comentou Rony.

- É uma redondeza trouxa, Rony – Explicou Hermione -, se usássemos magia dentro do condomínio, Victória e Neville receberiam uma multa, e ninguém quer isso. (N/V: Realmente, não queremos u_u)(N/S: Ah, qual é, multas são boas para manter o seu nível de "badass" alto! D)

Rony deu de ombros e o quarteto andou até a entrada, onde falaram as informações necessárias para adentrarem. Logo foram autorizados e as duas portas foram abertas, dando acesso ao jardim e para a sala onde se encontravam os elevadores.

Apertaram o décimo andar e, ao chegar lá, tocaram a campainha. Victória abriu a porta sorridente. Ela usava um vestido tomara-que-caia rosa, que ia até o meio das coxas, com um all star preto de cano alto.

- Olá, pessoas! – Cumprimentou ela.

- Viiiiiiicky! – Exclamou Gina, abraçando-a – Feliz aniversário!

Os outros três fizeram o mesmo: abraçaram-na e parabenizaram-na, para depois entrarem no apartamento que tinha uma grande sala e um sofá enorme.

- E aí – Harry falou -, vinte e dois anos, hein?

- Pois é – Disse Victória -, dois patinhos na lagoa! – Harry não se surpreendeu ao ver na mesa de jantar um bolo azul com dois patos em forma do número dois como velas. (N/V: Er. Vamos concordar, nem eu sou tão retardada assim .-. Ou... será que sou ô.ô?)(N/S: Você quer uma resposta feliz ou uma resposta sincera? 8D -brinks)

Neville, que estava na cozinha, andou até os cinco.

- Oi, que bom que vieram! – Cumprimentou ele.

Os seis ficaram conversando por um bom tempo, até que Hermione viu uma conhecida do Ministério e arrastou Rony junto para cumprimentá-la. Segundos depois, uma garota alta, de longos cabelos rosa, piercing no nariz e na orelha direita, apareceu perto deles, falando com Victória:

- Vi, tenho de ir – Disse ela fazendo uma cara de dengo.

- Ah, vai não! – Falou Victória – Pessoal, essa é Amanda, vulga Danda, Jabur. Ela estuda medibruxaria biológica comigo. Danda, esses são Harry e Gina Potter.

Danda olhou para baixo de vergonha, mas cumprimentou-os com um leve balançar de cabeça. O casal assentiu também.

A campainha tocou e Neville atender a porta. Voltou em seguida, dizendo:

- Era Abbott.

- ABBOTT? – Perguntou Victória, sua expressão de repente raivosa – O que essa vaca faz aqui?

- Nossa – Disse Gina de olhos arregalados -, que problema você tem com ela?

- Essa Ana vadia Abbott fica dando em cima do meu Nev! Na minha frente, vê se pode! (N/V: , cai dentro *pula que nem um retardada, pra trás e pra frente, com as mãos fechadas, tentando imitar um lutador de alguma coisa*)

- Calma, amor, é o irmão dela, o Calebi! – Explicou Neville dando beijinhos no rosto de Victória.(N/S: Complete a descrição dizendo que ele é uma mistura do Caleb de W.I.T.C.H. com o Celebi de Pokemon! xD Sorry, could't hold on!)

- É, bom mesmo – Embora sua voz ainda demonstrasse que estava zangada, a expressão dela suavizara.

Neville acenou para um garoto que estava perto da porta. Ele usava óculos, tinha cabelos e olhos castanhos e era um tanto pálido. Quando chegou mais perto, deu para perceber que era mais alto que Danda.

- Aí, ó, Vi – Disse Neville -, esse é o Calebi. Ele é estagiário de Feitiços, em Hogwarts.

- Prazer – Calebi falou – e, hm, parabéns, Victória – Vicky sorriu, agradecendo – Vocês devem ser Harry e Gina Potter, presumo – Harry e Gina assentiram – E você é...? – Ele olhou diretamente para Danda.

- Amanda – Disse Danda timidamente.

Calebi deu um passo em direção a ela.

- Gostei do seu cabelo – Disse ele.

- Ahn, obrigada. Sou metamorfomaga – Para confirmar sua habilidade, a garota mudou seus cabelos para azul, preto e depois para rosa novamente.

- Uou, que legal! Meu avô era metamorfomago. Infelizmente, esse dom não veio para meu pai nem para mim e minha irmã.

- Uma pena mesmo, é super divertido! – Riu-se Danda, Calebi acompanhando-a. Ele sussurrou algo no ouvido dela e logo os dois licenciaram-se, indo para o corredor.

- Acho que ela não vai mais embora tão cedo, afinal – Constatou Gina com um sorriso malicioso.

- Aham – Concordou Victória com o mesmo sorriso.

Mais tarde, na mesma noite – que quase já se tornava manhã -, Harry e Gina chegaram no Largo Grimmauld, exaustos, agradecendo por ser sábado, podendo assim dormirem o quanto quisessem.

Os dois andaram até seu quarto, deitando-se na cama king-size imediatamente.

- Ei, Gin – Sussurrou Harry.

- Hm? – Respondeu uma Gina quase dormindo.

- Sobre o que você ia me falar mais cedo, antes de sermos interrompidos por Rony e Hermione? – A pergunta pareceu despertar Gina, que se sentou na cama na hora.

- Está preparado para a verdade?

- Acho que sim – Hesitou Harry, embora sorrindo.

- Harry, eu... eu conheci uma pessoa e...– O sorriso de Harry se apagou – estou completamente apaixonada por ela.

- Eu a conheço? – Harry perguntou, amargurado.

- Não... nem eu a conheço – Gina deu um sorriso enquanto Harry soltou uma exclamação de surpresa – Só a conhecerei daqui a nove meses, ou melhor, oito – Ela colocou a mão em sua própria barriga.(N/A: Sim, eu copiei isso de uma propaganda lá -q Mas é que eu ri tanto quando a vi /z)(N/V: USHAUHSUASHAUSHAUSHAUSHAHS QUASE MORRI AGORA)

- S-sério? V-você tem certeza?

Gina assentiu, sorrindo. Harry deu um urro de alegria e abraçou-a bem forte.

- H-harry – Disse Gina quase sem ar -, você e-está me sufocando!

Harry soltou-a imediatamente do abraço e perguntou, preocupado:

- Eu te machuquei? Está tudo bem com o bebê? – Ele revistava cada parte dela, para se certificar de que estava tudo bem.

- Harry, acalme-se! – Disse Gina revirando os olhos – Não sou uma boneca de porcelana.(N/S: De fato, no momento está mais para aquelas bonequinhas russas que tem uma dentro da outra! =D)

Ele sorriu e abraçou-a de novo, dessa vez com cuidado. Mal podia acreditar na notícia que acabara de receber: seria pai! Abraçou, beijou, acariciou Gina, fez tudo que ela tinha direito, querendo demonstrar o quanto a amava. Ela lhe daria um filho e ele não podia estar mais feliz.

Fizeram amor uma, duas, três, mil vezes, para comemorar aquele momento tão especial em suas vidas. Quando resolveram descansar, Gina dormiu prontamente, mas Harry ficou acordado, velando seu sono. (N/S: Oi! Geralmente não é o homem que vira para o lado e dorme? Õ.o)

Naquele momento, ele percebeu que não importaria se a notasse com doze, dezesseis ou dezenove anos, eles sempre terminariam da mesma forma: juntos.


Nota da Vicky: Bom, pra começo de conversa, N/V já me encheu o saco e eu achei que, pelo menos no EPÍLOGO, eu poderia fazer algo mais caprichado. Então, a Marina que me desculpe, mas eu vou demorar um pouco pra fazer isso. Principalmente depois do fracasso que foi minha ultima N/V...
Então...
Chegou ao fim mais uma história que entrou no coração de várias pessoas e as fez chorar, rir e, sei lá, quem sabe alguns não aprenderam alguma coisa? Alguma coisa que eles poderão usar... Quando forem mais velhos. Ou não. Afinal, tem gente aqui que já sabe demais o-o
Enfim, estou fugindo do foco – outra vez – e isso vai acabar ficando ridículo igual minha outra N/V.
Essa foi a fic que fez com que eu e a Nin nos tornássemos amigas, pra começo de conversa. Eu nunca pensei que uma simples história fosse mudar minha vida desse jeito, mas mudou. E, agora, essa mesma fic que começou uma amizade, chegou ao fim T_T que coisa triste *enxuga lágrimas*
A nossa sorte é que a Marina, como boa pessoa que é, já tem idéias para outras fics. Ou seja, não teremos que esperar muito para ler outra história escrita por ela *-*
Foi bem legal ser BetaBeta da Marina, mas, agora, terei que procurar outro emprego... Talvez eu venda balinhas no farol, mas isso não vem ao caso, okay?
Marina, pra terminar essa N/V – que NÃO ficou nem um pouco melhor que a última, ou qualquer outra que eu já tenha escrito, pois sou muito ruim nisso – te desejo toda a sorte do mundo, para que, sei lá, você tenha uma idéia muito ótima, que vire um livro muito espetaculoso (nossa, essa palavra existe OO'?) e que venda milhares de exemplares *-* Claro, eu vou ganhar um de graça E aparecer nos agradecimentos. Por que eu sou uma amiga MUIITO legal, que te apóia nas situações difíceis etc *o* Então, já aproveita e vai criando uma assinatura – não é muito fácil .-.
Aah, isso ficou grande, mas é provável que seja a menor de todas as outras Notinhas D: por que eu sou uma fracassada D:² então, vou voltar lá pro Looklet e continuar criando minhas roupas .

Boom... Parabéns, Marina, por esse sucesso todo e obrigada, leitores, que acompanharam a fic *-* Vocês RULEIAM \,,/ YO!

Beeijos pra vocês e até uma próxima vez *-* - Que seja bem próxima, viu, Nin?

N/S: Um epílogo sublime, cativante, divertido, simples e completo. Final mais adequado não poderia haver, não concordam, caros colegas DUJDianos? Mas, enfim, o fim...
E no momento onde se esperaria eloquência maior, e belas palavras de solene congratulação ao término desta fanfiction, as palavras faltam.
Risos de montes, momentos de aquecer o coração como dificilmente se vê, momentos onde os músculos quase se romperam tamanha a tensão deixada pela autora. Temos aqui um texto simples em sua proposta e apresentação, mas indubitavelmente bem escrito, perfeitamente elaborado, e digno de admiração.
Das fanfictions de Harry Potter FF agora, posso dizer que essa é um singular achado, que desde seu primeiro momento em minha vida, instaurou grandes mudanças. Devo muito de minha vida atualmente a esta fic, e a sua autora. Pude ter uma leitura certa e agradável, da qual pude vivamente participar durante a betagem, e com meus comentários "espirituosos"! Conheci Mari, a nossa tão querida autora, de talento indiscutível e futuro brilhante como escritora... Ou como sexóloga... Sério... Eis aí uma amizade que veio para ficar. Conheci Vicky, minha brilhante e vivaz companheira de intromissões por notas na história de nossa caríssima Mari... Só que lógico, com o espírito dela, não foi difícil encontrá-la ali dando sua contribuição dentro da história. Isso que eu chamo participação especial!

Muitas outras grandes coisas, boas, advieram da leitura de DUJD e da amizade com Mari. Novas amizades, novos ambientes, muitas mudanças e novidades bem-vindas desde seu princípio. Com certeza, assim como tenho em minha vida a divisão "antes e depois de HP", terei a "antes e depois de DUJD".
E é com uma alegre melancolia, com lágrimas de uma alegre chuva, que me despeço desta fic que tão carinhosamente acompanhei. E espero realmente que venham por aí mais grandes textos de autoria desta jovem padawan! Sério, Mari, estaria sendo cruel se privasse o mundo tão carente de escritores presenteados do seu talento!

Acho que prolonguei em demasiado, a esta altura, mas não disse mais, possivelmente menos, do que pretendia dizer!
Dará saudade de betar os capítulos de DUJD, de dar uma lida nos reviews para ver como se saia Mari ao julgo de outros leitores. Mas aqui a fic permanecerá, contando a história de Harry Potter... e de Ginny Weasley, afinal, essa história aqui é De Um Jeito Diferente!

(Ass.: Sr. S de Saudade, que é o que terei desta fic... Até Mais, e Obrigado pelos Peixes!)

N/A: E aí, gostaram? Espero o feedback, heim! A frase final foi preparada, hm, há séculos. Sério, acho que eu estava no capítulo 11 quando a projetei... Espero que tenham entendido a mensagem: que não importa a forma, ou seja, não importa se eles começaram a namorar como nessa fic ou como no cânon, eles sempre terminarão felizes para sempre #clichê -Qzão
Não direi que estou chorando, pois seria mentira – afinal, esgotei meu estoque de lágrimas nos últimos dias. Não direi que estou bem, porque tenho certeza de que olhos quase lacrimejando e coração apertado não são sinônimos de felicidade. A ficha caiu. Acho. Talvez o pior ainda esteja por vir, sei lá... Chorei um dia por não encontrar a acetona e, hoje mais cedo, chorei com um soneto da prova de português, então vai saber /z
Agora... CHEGA DE DRAMA /O/ Para aqueles que quiserem saber: sim, virei tradutora do Potterish \ô/ Meldels, vagal tendo prazo é uma coisa triste uashuahsaush Mas deu tudo certo [risca]até agora, ao menos[/risca].
Terminei o epílogo no mesmo dia que o comecei. Escrevi a última letra exatamente em 30/07/2010, às 03h43. Para vocês verem a enrolação aushaushaushau
Cara, a DUJD foi tudo para mim durante muito tempo. É estranho de repente não a ter mais. Tipo, o segundo semestre escolar começou e, pela primeira vez em UM ANO E MEIO, não levei o caderno em que escrevo a fic para lá. Por quê? Porque não há o que se escrever depois que acaba ;-; E, não, não vai ter continuação, justamente por causa da frase anterior. Mãs, tenho projetos de novas fic à vista, então é possível que logo logo eu apareça com algo novo por aí (talvez até uma DUJD 2, no sentido de ter uma modificação que pode mudar o curso das coisas, ao menos um pouco).
É o fim de um ciclo, um fim de uma era, ao menos para mim. Pois fiz tantos amigos! 2009 não foi perfeito, mas posso dizer que foi o melhor ano da minha vida *-*
Amo vocês, pessoal, sérião. E quero dizer isso mesmo. Não sou celebridade dizendo que amo meus fãs sem nem conhecê-los. Primeiro, não sou celebridade. Segundo, porque conheço muitos de vocês. Terceiro, falo no sentido simbólico. Amo vocês como leitores – cada review me fez rir, chorar, inflou meu ego até o teto. Obrigada por TUDO!

Agradecimentos finais:

A Vicky Longbottom (ou seja lá qual o nick que ela pôs na conta dela agora ¬¬), por me ajudar quando estou bloqueada, surgir com ideias engraçadas – muitas não colocadas aqui, de tão toscas :P – e por ser minha amiga. Minha melhor amiga. Vi, você sabe muito bem o quanto significa pra mim. Luv ya, sis Q

Ao Shimbo/Pedro/Pedrinho/Pedro²/Shimbinho/Sr. S, por sempre me elogiar (só nessa N/S já me senti TOP /z), me dar uns toques quando as coisas não estavam legais ou não encaixavam [risca]relaxa, senão não encaixa[/risca]. Sua betagem foi essencial, assim como seus comentários [risca]não tão[/risca] espirituosos xD Ainda vou lá em Fortaleza te [risca]pegar[/risca] visitar, Pedrinho ô/ Amo-te! Espero ser sua amiga para sempre [abraço

A Lanni Lu, por ser a primeira a me mandar uma review e colocar meus pés no chão. Sim, a escrita era muito corrida. Sim, era infantil. Na época, não gostei, mas nesse momento vejo que foi uma das críticas mais importantes que tive. Nunca conversamos muito por MSN, mas whatever, quem sabe um dia xD E atualize Perdidos na Rotação logo, meninë u.u

A Priscila Louredo, por... Sei lá, dude, ela sempre foi minha inspiração. Ela escreveu a melhor fic que li na vida (Depois do Funeral) e a segunda também (Conquistando o Seu Amor, com As Escritoras). Quando ela comentou aqui... NOSSA! Eu fiquei tipo ":O". Lembro que até contei para ela, que, quando li a review dela, comecei a pular na cadeira e bati o cotovelo na ponta dela. Então comecei a correr e fui pro quarto, contei para minha vó que a Priscila Louredo tinha comentado na minha fic e a vovó só com cara daquele negócio do Pânico: "Que bom '-'" ausaushuas
Enfim, Pri (se é que me permite te chamar assim), você ainda tem, se não me engano, essa fic no Story Alert, mas nem sei se continua acompanhando-a, pois comentou em uns três capítulos, aí parou, e depois comentou no 21, da primeira vez H/G, e após isso nunca mais. Só gostaria de te dizer que, ao saber que você lia minha fic, comecei a me esforçar mais e mais. E, mesmo depois que você "sumiu", o esforço não parou, pois eu queria que minha ficwriter favorita gostasse do que eu escrevia, até que se orgulhasse de mim. (droga, comecei a chorar) Você não tem noção da importância que teve, e ainda tem, em minha vida. E é com lágrimas caindo sobre meu rosto que digo: OBRIGADO! Bjss, e, não se esqueça: são três meses de férias, que passam depressa, curtir é a prioridade Q
Espera aí... Cadê o Perry? (não resisti aushaushau)

A Danda Jabur, por suas reviews maravilhosas que sempre me deram inspiração. Mesmo que eu tenha que cobrar a passada dela aqui, as reviews dela continuam ótemas *-* Danda, obrigada por ser a melhor filha que uma mãe poderia ter. Eu não te dou café da manhã nem almoço nem jantar e nem quadro da Pinacoteca, mas pode ter certeza de que te amo MUITO! Se duvidar disso, fica sem sobremesa u.u

A Isa Granger (?), por me incentivar a postar essa história. Você me ajudou muito no início, foi alguém essencial para que eu me tornasse quem sou agora, em questão de escrita. Claro, num momento você ficou sem tempo, com a escola nova e pá, e ficou viciadinha demais com Twilight, algo que também prejudicou nosso relacionamento. Quando digo "nosso relacionamento", falo da relação escritora-beta, pois nossa amizade continuou firme e forte. Enfim, comecei a postar sem sua betagem, depois arranjei outro beta (lembro que você quis matá-lo aushausaush), mas wherever, como você costuma dizer/escrever xD Belinha (*foge*), valeu por tudo, tá? ;* ;* ;* ;* ;* ;* ;* ;* ;* ;* (lembra na época, em que quanto mais emoticons ";*" demonstravam o quanto você me amava? uashausha #morribjs)

A todos os meu leitores. Não especificarei todos porque, tenho certeza, muitos não comentaram (que coisa feia, vão ficar de castigo, ajoelhados no milho u.u). Cada review; cada "posta mais" (apesar de irritante); cada palavra, desde "adorei" até "essa é a melhor fic que já li" significou muito para mim. E eu desejo, mais do que tudo, todo esse sucesso que a fic fez, a vocês, [risca]meus fãs[/risca] leitores.

Respondendo às reviews:

Bruh Cullen: Sou fraca também, então aushausauh Postei /o/ Bjss e continua comentando

LadyBarbiePontasCullenS: Ah, cara, eu tento entender o lado do leitor. Mas prefiro demorar e fazer algo decente a fazer correndo e mal feito. Agora compreendo os escritores de fics que postam de três em três meses... Bem, fico feliz que tenha amado o cap *-* Não vai ter continuação não, acho que a fic já chegou ao seu fim, mesmo =/ Mas pode deixar que não vou parar de escrever, mesmo! E assim que for publicada, te aviso uahsaushas Quanto à sátira da sua fic, eles excluíram, né? Fui tentar verificar o link agora a pouco e deu como inexistente... Enfim, nem ligue, é só uma brincadeira, não é para se ofender; chega até a ser bom, para te dar uns toques do que melhorar na fic e talz. Bjss e continua comentando

Anne Lee B: Putz, amei as dez razões *-* Sinceramente? Fiz o epílogo, é algo que planejo faz tempo, mas não sei agradarei... Ok, vou dar uma de JK: "Gostei do epílogo. Muita gente não vai gostar, mas... eu gostei" xD Bjss e continua comentando

Maria Clara Sifuentes: Eu não uso maquiagem, então pude chorar a vontade uashuahus Harry, chega mais, comeel ;-; Que bom que adorou o capítulo :D Bjss e continua comentando

Hugh Black xD: Lente verde é barata, viu, tenho um amigo meu que é pobre e comprou uma –s "mana"? Meu pai tem um filho bastardo? :o Que bom que acha a fic ótema :D É claro que é uma das melhores fics H/G, afinal, eu a escrevo (h) –n Bjss e continua comentando

Priscila Soares: Se não me engano, você comentou uma, duas vezes... Anyway, obrigada! Mesmo achando que a fic está loooonge disso, fico véri répi ao saber que tem gente que a acha perfeita *o* "vc realizou o desejo de todoss q queriam ver o Harry e a Gina juntos desdeeee o principio" Ou seja: realizei meu próprio sonho aushausuashuah Inté! Bjss e continua comentando

Raluxna Miramai: Que bom que adorou :D O fim é inevitável, mas fico feliz de ter aproveitado essa fic ao máximo *-* Olha, eu, tipo, odeio Twilight, então acho que nem vai rolar. Enfim, obrigada xD Bjss e continua comentando

JuHh Potter Cullen: Então, o nome de todos que comentam estão nos agradecimentos, não é como se fosse uma grande coisa o seu estar lá... Brinks, agradeço porque os comentários de vocês valem muito xD Nem tenho moral para falar "não era para chorar", ontem chorei porque não achava a acetona /z
Perdoe-me, linda (isso soa meio falso, sei lá :s), mas não tive tempo de passar em suas fics :/ Prometo que passarei até o fim de setembro, sim? Bjss e continua comentando

thamiresbr: Que pena, achei que tinha uma parente perdida –n Que bom que adorou o cap :D Sentir falta da fic eu também sentirei ): Bjss e continua comentando

Malu Rodrigues: Não preciso de mais elogios, sei que sou foda (h) Aí está o epílogo, espero que goste ^^ Me dá uma felicidade ver/ler que pessoas tem minha fic como favorita *-* Enfim, obrigada pelos parabéns e pá xD Bjss e continua comentando

Maria Lua: Prova é tenso; espero que tenha ido muito bem para não comentar como queria u.u Que bom que achou o cap lindo :D Adorei a lua de mel também, querida (66' Pois é, quem tem o Jorge como cunhado não precisa de inimigo uashuahsaush Bjss e continua comentando

Gustavo: "Em aspectos de romance, você se iguala, se não supera, o talento da nobre escrito J.K. Rowling" Uau! Nossa, brigadão mesmo pelo elogio! Fico feliz em saber que essa é uma das melhores fics que você já leu na sua vida :D Bjss e continua comentando

Joana Filipa –Black- Potter: Que bom que adorou :D O epílogo não saiu tão rápido, mas pelo menos saiu mais rápido do que outros uahsuashuahs Bjss e continua comentando

O Mistrio: Eu sei sobre a Taça de Prata... Em algum momento escrevi que se referia ao segundo lugar? Avise, para eu arrumar depois xD "vc sabe escrever muito bem" Sim, agora conte algo que eu não sei u.u –n Que bom que adorou a fic :D Bjss e continua comentando

Davi Fuck: Sua família é "foda"! #podre Que bom que achou o cap superhipermegaultrapowerplus legal (o.o) :D Se você chorar no epílogo, avisa, porque eu já chorei tanto pela fic estar acabando que perdi o olhar crítico sobre ele /z 13 anos? QUE FOOOOFOOO *o* *falou a um ano mais velha* Menino, 13 anos é muito novo para ficar lendo NCs u.u –n mas quem se importa?² É verdade, viu, AAR não é muito conhecido por aqui mesmo, aiai, esse povo sem cultura... Bjss e continua comentando

Lu Higurashi: "Desde quano a maldição Cruciatos é reconfortante?" Quando se é masoquista, imagino que seja xD Medo, muito medo de você G_G Espero que você não tenha se matado, o que pode ser provável, vide seu estado de depressão e o fato de que você só comentou até o capítulo 33, e não até 35 u.u Bjss e continua comentando

Bah Malfoy Black: Então vamos lá *estrala os dedos* Você é irmã gêmea da Dakota? COMOFAS? Cara, diz pra ela me apresentar o Taylor; ele é tão lindo e gostoso e delícia –qs "toda vez que eu leio o Kingsley falando eu imagino a voz dele, me conforta, é..." Eu não vou comentar, mano, não vou... Mentira, vou sim: WTF? /z Jorge FTW, hein? Eu amaria um presente desses, eu jogando quadribol e pá *-*
Droga, a carta foi cortada! Percebi que os erros da fic, a maioria, ao menos, são culpa do FF, que dá alok e apaga coisa, muda coisa... "Você fez a MELHOR fic HG que eu já li em toda minha vida." Ai, Bah, valeu *-* Você não tem noção do quanto isso me deixa feliz *-* Desculpa por não ter postado o epílogo no dia em que você reviewsou (?), mas é que não deu mesmo =/ "Leitora que mais ama essa fic do MUNDO." Tem muita gente querendo ter esse título, modéstia à parte aushuhsushuahs Bjss e continua comentando

danda jabur: Nossa, que review grande! – não que eu esteja reclamando, eu adorei xD É, eu posso ter pegado pesado na resposta da review passada; mas é que eu estava tão triste! Agora já passou, entendi seu ponto – mais ou menos -, tá tudo de boas :D Não sei o porquê de eu ter posto "filha" entre aspas, mas acho que foi coisa do momento mesmo, meio que querendo dizer que parecia que você não considerava nosso relacionamento *insira aqui o nome que dão para o relacionamento mãe-filha* tanto quanto eu o considero. Mas enfim, li sua resposta para minha resposta (oi?) e fiquei sorrindo... Sei lá, eu te amo muito! Meu coração está até aliviado - e comecei a chorar, comofas? uahsuahsuahs
"Não vai me abandonar? JURA? promete que mesmo que eu esteja ausente, você não vai sair tendo outras filhas por ai e ainda vai me amar? #insegura" Olha, eu prometo nunca te abandonar, sempre te amar, mas quanto a ter outras filhas é outra história; tipo, com meu trabalho, a camisinha sempre pode estourar –Qzão
Você nunca tinha comentado comigo que o trailer dessa fic é demais .-. Mas eu o acho demais também, modéstia à parte. É tão... uou *o* "Alguém seja piedoso, e me mate? T.T Calma, Mari. "Abaixa essa faca! #Seafastadiscretamente –Qzão" *abaixa a faca* Aff, você acabou com a minha diversão T-T *sai do cômodo de cabeça baixa*
"Mas tenho a leve sensação de que você me mataria, esconderia o corpo, roubaria meu notebook e então faria novas fics com as minhas idéias, só pra se vingar por eu não ter comentado o capitulo. E eu não quero morrer antes de fazer minha ponta como planta de cabelos rosa no epilogo, então vamos nessa... #emoticonrosafofo" Eu não te mataria pela divagação – aliás, espero-a na review do epílogo *o* Mas, se fosse pra te matar, eu jogaria seu corpo para os bodes (sacou? Vicky = bode = precisa se alimentar), roubaria seu notebook, mas não roubaria suas ideias para fics, porque elas são um lixo –nn E, mesmo morta, você apareceria como planta de cabelo rosa de qualquer forma \ô/
Não vou comentar nada sobre o negócio do "anel grande" além de: DANDA, SUA PODRE! uahsuashuash "Senhor Camisa-da-Sorte" é porque, no capítulo 34, o Harry estava louco no quarto procurando a Camisa da Sorte dele, para pedir a Gina em casamento, e o Rony viu a cena e ficou mó "WTF?". "Após momentos hilários, o simples "eu amo você" da Gina me deixou super babando. Também quero um moreno daqueles pra amar! u.u mãe, arranja um pra mim! *-*" Amo você's surgindo do nada são as coisas mais fofis ever, morri escrevendo a cena *-* (detalhe que, na hora de escrever "cena", comecei escrevendo "se" #morri) Vish, filha, o mercado tá difícil, nem mamãe consegue desencalhar – o último garoto que eu beijei, apesar de lindo (loiro de olhos verdes) estava com catapora, comofas? '-' -, mas, se eu encontrar alguém à sua altura – o que pode ser difícil -, te aviso, sim? ;)
"A forma como a Vicky contou pro Neville me lembrou de como eu agi depois que a Paty me deu bronca na Pinacoteca. #semata" Né? aushuahsuash Morri naquela hora /z Pra você ver, sou uma mãe tão "leve" que Patyldinha que teve que brigar com você aushaush Aliás, você estava bem chatinha aquele dia, heim? Mas um chatinha... legal #nosense
Já arrumei a cena da carta. Pois é, o FF dá uns probleminhas às vezes ¬¬' "Danda diz: mamãe querida? *-* ; Mari responde: sim? ; Danda diz: morra '-'" VOCÊ MANDOU EU MORRER! Sua... sua... sua... dumal! *vai pro cantinho chorar*
A fala que o Shimbo/Pedrinho comentou estar errada era "Ame-me agora!". O "certo" seria "Coma-me agora!" uahsuahsuahs Eu particularmente gostei da NC, viu. Ela teve exatamente o que eu queria: romance e cedussaum :B A Day arrasa, por isso, quando li um cap de primeira vez H/G, saí correndo, procurando o e-mail dela, e logo consegui que ela fizesse a NC pra mim; a melhor NC (-s) para a melhor fic (-n) ô/
"E que história é essa de não ter a quem culpar pela demora? Oi, você não me ama mais? Esqueceu de mim? T_T" Claro que não esqueci de você! É que, se eu falasse que a culpa foi sua, você seria perseguidas por leitores enfurecidos xD AH, e nem precisa se preocupar, esse review foi PERFEITA! Melhor sua EVER, que eu me lembre *o*
"Essa fic é simplesmente maravilhosa. E ela me deu uma amiga, uma mãe. E Foi só o ponto de partida. Dessa amiga, surgiram tantos outras que espero levar comigo por muito tempo. E tudo começou aqui. Em um trailer de 25 linhas." Que... lindo *o* Fico muito feliz que você ache a fic maravilhosa, eu dou meu máximo xD E, Danda, nem tenho palavras para me expressar, nesse momento... Só quero que você saiba que você é minha filha e será – tenho certeza – para sempre. Não tenho mais o que falar, pois estou muito eloquente no memento, perdoe-me. "pq nós sempre teremos (Paris? #Casablanca) (Hogwarts? #HarryPotter) o fanfiction!(#DandaJabur)" SÉQUISO \ô/ -n
Bjss, filha, e continua comentando (cara, acho que a minha resposta ficou maior que sua review o.o –n)

Até a próxima, pessoal, obrigado por tudo! ô/

Bjss

Marininha Potter