-Não acredito,porque ela iria embora assim,sem dizer mada?-Falou Sango surpresa,afinal não era normal Kagome sair sem se despedir.
-Inuyasha,o que você disse a ela ontem à noite?-Disse Miroku apontando o dedo acusadamente para Inuyasha.
-O quê?!Você está colocando a culpa em mim,Miroku? Pois saiba que eu não disse nada demais.
Num canto um pouco mais afastado,Sesshoumaru olhava para eles vendo a discussão mas agia como se não houvesse nada de mais acontecendo e pensava como seu irmão mas novo arrumava confusão com tanta facilidade,até que sentiu algo se mexer no seu olhar para o lado viu Rin agarrando seu braço e ele perguntou:
-Rin,você está bem?
-Quero ver a senhorita Kagome,eu nem consegui me despedir.-Sua voz tinha um tom de desapontamento.
-Não se preocupe,ela vai vir pra visitar você.-Sesshoumaru se distraiu ao ouvir a voz do seu irmão se alterar.
-E o que você quer que eu faça Miroku? Disse Inuyasha aos berros.
-Que encontre a senhorita Kagome e peça desculpas a ela.-Disse Miroku com uma tranquilidade que surpreendia.
Sango e shippou olhavam a cena boquiabertos e se olhavam com medo de que se Inuyasha se enraivasse um pouco mais,haveria briga.
-Eu não vou pedir desculpas a ela e pronto.
-Deixa de ser tão orgulhoso,se quiser ver ela de novo vai ter que lhe pedir desculpas.
-Inuyasha,acho melhor você engolir o orgulho e ir atrás dela. Disse Sango. -Além do mais,se você não fosse tão estressadinho ela não teria ido embora.

A campanhia vai atender a porta,e fica surpresa ao ver Houjo.
-Oi se sente?
-Hã,como assim?
-Sua mãe me disse que voce estava com dengue.
-Já estou melhor,obrigada por perguntar.-"Como a mamãe pode ter dito que eu estava doente".Pensou.
-Bem já que está mellhor,queria saber se quer ir comigo ao parque de diversões?
-Eu...
-Não vou aceitar não como resposta.
Kagome deu-lhe um pequeno sorriso,pegou uma pequena bolsa que tinha e o acompanhou até o parque.

-"Se ela não fosse tão teimosa não teria que ir atrás dela".Pensava Inuyasha enquanto atravessava o poço percebeu que havia atravessado o tempo,ele saiu do poço resmungando e foi até a porta da casa de Kagome e pensou. -"Não é difícil,eu só vou entrar pedir desculpas ,apesar dela não merecer".Respirou fundo e bateu na barulho de passos e sentiu um cheiro familiar mas não era kagome. - um pouco bravo.
-Oi Inuyasha o que está fazendo aqui?
-Quero falar com a sem mudar o tom da voz.
-A kagome saiu!
-Quê?!Ela saiu sozinha?! Disse berrando.
De dentro da casa se ouve uma voz feminina dizer:
-Souta,porque está berrando assim?
-Não sou eu mãe é o Inuyasha,ele quer falar com a kagome.
-Peça pra ele entrar e esperar acho que ela não vai demorar.
-Não precisa. Disse Inuyasha.- Vou atrás dela,não acho bom ela sair sozinha.
-Ela saiu com royo,um amigo da Souta.-Acho melhor você sentar e esperar.

-Inuyasha é mesmo um tonto,orgulhoso que só faz Shippou cruzando os braços com uma expressão raivosa.
-Não diga isso só não sabe se Sango querendo acalmar o kitsune.
-Senhor Sesshoumaru eu queria ver a Kagome,vamos visitar ela Rin ansiosa.
-Rin,eu já disse,quando Inuyasha fizer as pazes com a Kagome ela virá nos visitar.
-Estou precupado.
-Porquê Miroku? Disse Sango.
-Não sei se Inuyasha e Kagome vão fazer as pazes ou se vão brigarde novo.

Enquanto isso na casa de Kagome,um impaciente Inuyasha estava sentado de cara emburrada.
-Já se levantando do sofá.- A Kagome demorou demais,eu vou procurá-la.E saiu apressado.
Na cozinha...
-Souta,quanto tempo ele ficou esperando?
-Dez minutos.
-Espero que o que ele fale com a Kagome seja importante senão eles vão acabar brigando de novo.
No parque...
-Kagome você está bem?Não deu uma palavra desde que chegamos.
-Estou Houjo só que...
-Que?
-Desde que uma pessoa morreu,minha cabeça está em outro mundo.
-Entendo.
-Sabe,desde que ele morreu só trouxe tristeza,especialmente para uma amiga minha.
-Não precisa se preocupar,eu vousempre estar aqui quando precisar.
-Obrigada Houjo - disse com um pequeno sorriso.

-Ela passou por aqui.-Concluiu pessoas que passavam olhavam para o hanyou,além de suas roupas e do cabelo prateado,o modo que ele farejava o chão,como um achorro que parecia estar procurando algo."Acho melhor eu não aparecer tanto,as pessoas estão me olhando desconfiadas ".Pensou ao ver que as pessoas paravam ao vê-loe começavam a se aglomerar a sua um salto que o afastou da multidão e começou a correr na direção do cheiro.
Parou ao ver um local cheio de pessoas entrando e saindo,levando consigo máscaras,bichos de pelúcia e etc.
-Mas que lugar é esse?Perguntou olhando os brinquedos e as pessoas que neles estavam.- A Kagome deve estar aí dentro,só preciso entrar sem chamar atenção,mas como?
-Ele olhou para o lado e viu perto da entrada uma pessoa pintando o rosto das pessoas que iam na barraca,fazer desenhos que lembravam o rosto de animais.O senhor que lá estava,ao ver suas orelhas disse que ele estava bem fantasiado para o concurso de fantasias e que ele não precisava pintar o rosto.
-Inuyasha começou a procurar Kagome ele passou por vários lugare da roda-gigante até a montanha um pouco para descansar,afinal andava meia cidade e fez uma pequena maratona no parque de diversões.-"Onde será que ela éstá?Já procurei tanto ela que estou ficando cansado".Pensou enquanto tentava recuperar o fô momento ele sentiu o cheiro de Kagome e estava muito forte,então ela deveria estar seguiu o cheiro até chegar perto de uma barraca de tiro ao avistar Kagome,sentiu um aperto no coração ao ver que ela estava beijando um garoto .Devia ser o amigo dela da escola talvez não fossem só cabeça estava confusa porque sentia tanto desgosto ao ver aquela cena?Porque tinha vontade de ir lá e tirá-la dos braços daquele garoto? Nao tinha nada a ver com quem Kagome saia ou deixava de sair,então porque sentia aquilo?
os pensamentos foram afastados ao ouvir a voz de Kagome dizer.-O que está fazendo aqui?