Estava saindo da loja de cosméticos com aqueles copos de papelão de café.Sempre gostei de beber alguma coisa quente após o trabalho,mas voltando eu tava saindo e fui pelo meu caminho normal de dizem que não é bom vir por aqui,mas não tenho medos de simples ladrõ, não!Eles não são páreo pra Izayoi Takahashi
Tava pensando no meu trabalho as escuras,como Takemaru chama.É isso mesmo,ele sabe afinal é ele mesmo quem escolhe quem eu vou matar...Não sou do tipo que faz isso por prazer,mas tenho meus motivos pra não acabar com minha vida dupla
Bom eu estava passando e tomei um gole do meu café,até que do nada aparece um carro vindo a toda por hora na rua, e o pior é que EU TAVA BEM NO MEIO DO CAMINHO!Só senti quando fui empurrada longe,ainda bem que o louco provavelmente desacelerou e só cai sentada no chão sentindo algumas partes de meu corpo doer
-Você está bem? - pergunta o tal cara que me atropelou me segurando nos braços
Abri os olhos com a visão meio embaçada,e coçei os olhos pra tentar ver o canália que me eu vi,quase me esqueci do acidente,só quase devo homem LINDO!Usava um terno preto com um sobretudo cinza-escuro,tinha os cabelos prateados presos num rabo de cavalo alto,e dois traços arroxeados um de cada lado do rosto e os olhos... Os olhos tinham uma cor de dourado que provavelmente daria inveja até ao pôr-do-sol
-Você está bem? - ele repetiu a pergunta e foi aí que me ele quem me atropelou!
-BEM?!Como você queria que eu esteja bem?Você me atropelou!
-Quantos dedos está vendo? - pergunta fazendo um dois com os dedos
-Dois! - falo elevando a voz, mas quando percebi já estava dentro do carro dele - Ei!Ei!Aonde você pensa que está me levando?!
-Ao hospital onde mais? - respondeu mudando a marcha e fazendo o carro ir mais rápido
Durante o caminho senti que ele estava preocupado,deve ser pra não ter que pagar uma indenização pra !Depois de um tempinho chegamos no hospital e uma médica começou a me ela eu só desloquei o braço direito,ia ficar bom em algumas semanas se eu não forçasse ela me examinava,aquela trepeça que me atropelou assinava alguns papéis
-Porque ainda está aqui? - perguntei ao vê-lo vir na minha direção
-Pra saber se você está olhar para os lados antes de atravessar - ele falou parando em pé na minha frente
-Eu olhei,mas não é minha culpa se você chegou a toda por hora e não parou quando ME viu!
-Eu ainda tentei frear mas você ao invés de pelo menos tentar sair do caminho não,ficou lá parada como se não tivesse acontecendo nada
Fiz uma cara de emburrada,cruzei os braços e virei o rosto
-Vem vou levar você
-Aonde? - pergunto olhando pra ele
-Pra sua casa onde mais?Aff!Parece que não pensa
-Escuta aqui seu... - ia dar um belo de um tapa nele mas senti meu braço que não contei que fora o braço deslocado,ganhei um bocado de arranhões
-Venha - falou ele e saiu andando
Eu continuei lá sentada olhando ele parar quando chegou na porta
-A não ser que prefir ficar aqui
Murmurei alguns palavrões e sai com ele andando do meu no carro
-Onde você mora?
-Pra que quer saber?
-Como vou te levar pra lá se não sei nem ao menos onde mora?
-Me deixe perto de onde você quase me matou que de lá eu sigo sozinha
-Se você prefere assim - fala e depois de um tempinho que pareceu uma eternidade chegamos - Pronto,agora dá pra me dizer onde você mora?Apenas pra garantir que não sofra mais nenhum acidente com um louco desgovernado no volante
Pera aê!Isso que ele falou foi ironia?Aff!Odeio ele!
-Não precisa já tive meu acidente de hoje,nenhum louco vai vir me atropelar agora.E aliás,você vai se ver com meu advogado!
-Sim senhora - fala ele mais ainda!
Saio do carro e vou andando pela rua devagar por ainda senti algumas partes de relance pra trás e vejo que o carro dele ainda está lá,parado no mesmo lugar embora que nesse instante ele não esteja mais é a desse cara?

Acelero um pouco o passo,apesar de ainda sentir dor,e continuo até virar numa rua e me encosto na bem de relance pra trás e vejo que o carro dele não está mais na !Ando mais dois quarteirões e chego finalmente ao apartamento onde moro
-Izayoi,você demorou - fala Takemaru,ele tinha os cabelos negros curtos,a pele clara e olhos da mesma cor dos estava sentado no sofá assistindo TV
-Gomen é que um louco quase me atropelou quando estava voltando pra casa e fez questão de me levar pro hospital
-Você está bem? - pergunta ainda olhando para a TV
-Sim,apesar de estar com vários arranhões e um braço deslocado
-Vá descansar,você precisa. Quando você melhorar te dou os dados que você precisará saber sobre o próximo caso
-Hai - falo e vou pro meu minha camisola azul e me deito na cama.
Apesar de que foi sempre o Takemaru que cuidou de mim depois que meus pais morreram,não me sinto muito...a vontade perto dele sabe.É como se a cada erro que eu cometesse ele fosse fazer alguma coisa a mim...É sempre ele que me manda 'cuidar' das pessoas,se vocês me entendem.
Não demorou nada que eu peguei no sono pelo cansaço do dia e também por causa daquele cara que me atropelou