Hogwarts' Tale

Sinopse: *Continuação de Hogsmeade's Tale* "Por Merlin! Nunca pensei que seria tão trabalhoso ter que lidar com mulheres descontroladas." - Esse feriado não vai ser nada do que James esperava. Vai ser muito mais!

Disclaimer: Neste momento, super espiões contratados por mim estão tentando arrombar o cofre onde ficam guardados os direitos autorais de "Harry Potter". Enquanto a missão não se torna bem sucedida, todos os créditos (e principalmente o dindin) vão para J.K. Rowling.

N/A:Essa fic contará um dia na vida de James Potter, narrada por ele mesmo. É a continuação de Hogsmeade's Tale. E chega de explicações. Vamos à fic!


Capítulo 1: De costas para o Perigo.

Em uma coisa Lily Evans tinha toda a razão, esse era provavelmente o dia mais frio do século, não que eu seja um friorento... É só que algumas pessoas têm tendência a sentir mais frio que as outras. É a minha genética.

Para qualquer um que tivesse o menor conhecimento do que acontece em Hogwarts, pareceria no mínimo improvável que Lily Evans fosse vista entrando no Três Vassouras acompanhada por James Potter, muito menos almoçando alegremente com os Marotos. Na verdade, para mim pareceria um milagre. Mas de uma forma ou outra, lá estava eu, voltando ao castelo, andando lado a lado com ela na estrada que leva Hogsmeade a Hogwarts. O que, sinceramente, tem que significar alguma coisa.

"James, você tem certeza que o Sirius vai ficar bem? O olhar da Marlene parecia assassino quando ele pegou a bandeja da mão da Madame Rosmerta e foi servir as bebidas ele mesmo."

"O Almofadinhas sabe se virar, Lily. E, além do mais, acho que nada que nós disséssemos o faria desistir." Até aquele momento eu não tinha percebido o quão perto nós estávamos do castelo. Tínhamos acabado de passar pelos portões que separavam a floresta dos jardins de Hogwarts.

"Você tem razão." – ela sorriu – "E no final das contas eles até que combinam bastante... formariam um belo casal."

"E você é expert em 'montagem de casais'?"

"Na verdade eu só tenho uma sensibilidade pra essas coisas... nunca pensei muito a respeito." – ela parecia contemplativa.

"Já juntou algum?"

"O quê?"

"Um casal. Já juntou algum?"

"Bom, eu diria que Alice e Frank tiveram um empurrãozinho da minha parte, se é que você me entende." – ela ergueu uma sobrancelha. Esse olhar ela só pode ter aprendido com os Marotos.

"Sério?!" –eu ri – "Meus parabéns, senhorita Evans, eles são um casal e tanto."

"Muito obrigada, senhor Potter."

A essa altura já havíamos atravessado o pátio de entrada do castelo. Passamos pelas portas e esperei até terminarmos de subir a escada que levava ao Salão Principal para perguntar:

"E o que você diria sobre mim?"

Ela parou.

"Sobre você?"

"Sim. Vamos lá, diga o que sua 'sensibilidade' diz sobre mim." – achei graça de como ela parecia estar na defensiva.

"Humm... eu diria que... sem ofensas, mas eu não acho que você e Taylor Wilson combinem. Não mesmo."

Não era bem a resposta que eu esperava, já que para mim isso era bem óbvio, mas uma declaração de amor eterno vinda de Lily parecia bem mais improvável que essa situação toda. Isso me deixou feliz, de qualquer maneira. Eu dei um passo em sua direção.

"Sei... e você teria uma sugestão ideal para mim?"

Ela continuou a me olhar intensamente, decidindo não responder à minha pergunta, que agora eu admito, foi um pouco retardada. Quem eu estava tentando imitar? James Bond? Que clichê.

Mas lá estava eu, olhando no fundo dos olhos esmeralda de Lily, um momento incrível onde só havia nós dois e o vento balançando de leve seus cabelos ruivos que tinham alguns flocos de neve presos. Aos poucos eu senti que estávamos nos aproximando inconscientemente. Meus olhos desceram para sua boca, que estava mais vermelha por causa do frio e logo pude sentir sua respiração levemente acelerada em meu rosto. Eram só mais alguns milímetros que eu facilmente venceria se nada do que veio a seguir tivesse acontecido.

"JAMES POTTER!"

No momento mais inapropriado possível, Taylor Wilson irrompeu pelas portas duplas do castelo. Uma expressão de raiva desvairada em seu rosto.

"Eu não posso acreditar que você me deixou em Hogsmeade para se atracar com essazinha ai!" – Taylor literalmente gritou enquanto subia as escadas como um furacão.

"Como é que é, oxigenada?" – Lily agora parecia com tanta raiva quanto ela.

"É isso mesmo que você ouviu, leite azedo! Você foi lá só para roubar o meu encontro!"

"Verdade? Porque pra mim parece que ele te deixou pra ficar comigo!"

"VADIAAA!"

E Taylor avançou sobre Lily. Elas agarraram os cabelos uma da outra, com tamanha raiva que se esqueceram das varinhas. Achei que seria bom intervir nesse momento.

"Garotas! Hey! Será que dá pra vocês pararem de brigar?!"

Por Merlin! Nunca pensei que seria tão trabalhoso ter que lidar com mulheres descontroladas. Tentei separar a briga, mas tudo o que consegui foram tapas e arranhões.

"Você já era, oferecida!" – bradou Taylor.

"Quem vai acabar com você sou eu, sua imitação barata da Barbie!"

Foi quando saíram dois quartanistas da Lufa-Lufa do Salão Principal.

"Vocês dois! Segurem a loira!"

Eles hesitaram. Eu rolei os olhos.

"Ou estão de detenção!"

Em poucos segundos Taylor estava sendo segurada a um metro de distância e meu braço direito estava em volta da cintura de Lily. Nós dois de costas para a porta do castelo.

"Me larguem, seus imbecis! Eu tenho que acabar com a vida dessa branquela!"

Ao invés de revidar, Lily parecia bem mais relaxada agora. Ela respondeu em um ar solene:

"Sinto muito, Srta. Wilson, mas eu estou certa de que você não está permitida a acabar com a vida de ninguém neste castelo. De qualquer modo, agressão também é proibida nesta escola, e por isso devo lhe informar que receberá uma detenção."

"Sua... –" Taylor avançou novamente para cima de Lily. Em um momento de distração ela conseguiu desvencilhar-se dos dois Lufanos, e o choque entre as duas refletiu em mim, e foi nesse momento que eu infelizmente percebi como estávamos perto da escada.

"James!"

Foi tudo o que eu ouvi antes de rolar escada abaixo. Os degraus aproximavam-se e afastavam-se do meu campo de visão em uma velocidade incrível e eu juro que senti minhas pernas baterem nos suportes do corrimão umas três vezes. E então eu estava no chão, minha cabeça bateu no mármore e tudo ficou escuro.


N/A: Tudo o que eu posso dizer é que estou orgulhosa dessa fic. Foi a que me deu mais trabalho até agora, mas ao mesmo tempo a mais divertida de escrever.

Ela terá quatro capítulos, que serão postados a cada semana a partir desta. Quem sabe mais rápido se as reviews colaborarem *faz suspense*

Algumas cenas são inspiradas na saga "Feiticeiros" da Kath Klein. Se alguém curte Sakura Card Captors é uma fic fantástica.

A capa da fic já está no meu profile, junto às outras.

Reviews, sim? ^^ E até o próximo capítulo!

N/B: Oi pessoal!

Mais alguém estava sentindo saudades das Fics da Fer ou só eu?

Mais alguém adorou o Cap ou foi só eu?

Mais alguém ficou com peninha do James ou foi só eu?

Mais alguém quer cuidar dele ou sou só Eu? Kkkkkkkk

Vejo vocês no próximo cap!

Bjinhuss e Mandem reviews ok?

MFF