Capítulo II

"A Chegada Da Princesa"

O reino de Feudalis estava em festa. Após anos longe, sua amada princesa estaria de volta, pronta para assumir seu lugar como rainha, substituindo a avó que lhe passaria a coroa em breve.

O castelo estava muito agitado e sra Lúcia, a rainha, ansiosa pela chegada da neta.

Se acalme, majestade. _ dizia a criada _ Elas estarão aqui em breve.

Sei disso, Agome. Mas não posso deixar de ficar nervosa. Sango é muito jovem e a pouco tempo lhe foi revelada sua verdadeira natureza. Temo que se assuste com a situação.

Agome era uma criada muito jovem. Começou a trabalhar no castelo aos 17 anos, pouco antes de Sango ir para Atualis estudar. Tinham ficado amigas logo e Agome havia ficado admirada com a história de Sango.

FlashBack

Que coisa, não?

O que? _ dizia Sango, enquanto penteava os cabelos

Sua vida é tão louca. Ops! Desculpe a expressão, princesa.

Que isso. Somos amigas, não é? Além do mais, já pedi para que parasse com essa coisa de "princesa". Eu sou uma adolescente como você. Até um mês atrás eu frequentava o colegial em uma escola comum. Me chame só de Sango.

Desculpe. Mas... Como foi que tudo aconteceu.

Bom... Minha mãe sempre me contava que meu pai era alguém importante, de poder, sabe? Por isso não suportou a pressão de ficar ao seu lado e acabaram optando pela separação, mas meu pai sempre me escrevia e mandava presentes. Era muito carinhoso comigo só que eu nunca cheguei a vê-lo, pois nunca tinha tempo. Quando eu tinha doze anos, recebi uma carta de minha avó Lúcia, comunicando sobre a morte dele.

Que chato. Você deve ter ficado triste.

Fiquei mesmo. Mas... Conforme o tempo foi passando, a dor diminuiu e eu pude conviver razoavelmente bem com isso. Atém que, no meu aniversário de 16 anos, recebi a visita da minha avó.

Sério?! Ela foi atrás de você em seu país?

Sim. Me contou a verdade. Disse que meu pai era rei e eu princesa. Imagine o susto? Quando minha mãe me dizia que ele era poderoso, o imaginava como um político, ou algo assim. Minha avó me explicou que como sucessora do trono, eu tinha que começar um treinamento assim que concluísse meus estudos para quando fizesse 21 anos assumisse seu lugar como rainha.

E você aceitou numa boa?

No começo eu relutei bastante. Mas quando entendi o quanto aquilo era importante, decidi aceitar.

E então você veio para cá?

Sim. Passei as férias aqui para conhecer o país e as pessoas do local. Depois voltei para meu país para concluir meus estudos que ainda faltava um ano.

E aí voltou para cá.

Sim.

E agora?

Vou para Atualis daqui a três dias. Começar meu treinamento para ser rainha.

E quando você volta?

Em quatro anos.

Fim do Flash Back

Agome esboçou um sorriso. Finalmente reveria a amiga. Quando se conheceram eram duas adolescentes totalmente perdidas. Ambas com 16 anos, Sango sabia que era princesa a pouco tempo e Agome estava iniciando seu primeiro serviço. Elas imediatamente se uniram e se tornaram amigas inseparáveis.

Agora, depois de quatro anos, Agome era uma linda jovem de 21 anos, cabelos negros que iam até a cintura e olhos castanhos muito vivos. Queria saber como a amiga estava. Tinham tanto para falar. Tantas coisas que haviam acontecido nestes quatro anos...

A cerca de quinze quilômetros dali, um automóvel se aproximava. Dentro dele uma jovem de 21 anos muito ansiosa. Sango havia crescido muito nestes anos. Tinha se tornado uma moça excepcionalmente linda, com seus cabelos castanhos presos em um rabo de cavalo gracioso, olhos castanhos e corpo escultural.

Sango, acalme seus ânimos. _ dizia Ayame, uma outra amiga que Sango arranjou em Atualis e que vinha passar uns tempos com ela no palácio _ Desse jeito não vai está raciocinando quando chegarmos em sua casa.

Já não estou raciocinando agora. Espero que dê tudo certo.

Sango!

Agome!

Que saudade sua!

Eu também, amiga.

Olá, minha querida.

Vovó. Senti tantas saudades.

Eu também. Que bom que está aqui.

Estou feliz de estar aqui. Vovó, Agome. Esta é Ayame.

Olá.

Prazer. _ as duas juntas.

Ayame foi meu consolo em Atualis. Ayame, esta é minha melhor amiga aqui de Feudalis, Agome. E esta, é claro a rainha, minha avó Lúcia.

Majestade. _ Ayame fez uma curvatura.

Sango sorriu, radiante. Estava muito feliz de estar de volta perto daqueles que amava e pronta para cumprir seu papel.