Essa é minha primeira Escaflowne fic, espero que gostem ^^ .

Não sou proprietária dos direitos de Escaflowne nem nada do gênero, sou só mais uma fã que ficou desgostosa de como terminou a série.

Início

Hitomi estava na varanda de seu apartamento olhando pela milésima vez o céu, cheio de estrelas com uma lua cheia que chama os amantes para sair e apreciá-la.

E como sempre seus pensamentos estavam com ele, ignorando a beleza do céu ela só pensava em como desejava que estivesse em Gaia , o misterioso mundo onde seus amigos e seu amor vivia. Sim, seu amor há muito tempo ela soube que tinha se apaixonado por ele, mas amor... ela inutilmente passou a dizer que ele só tinha sido uma paixão de adolescência, que ela esqueceria ou pelo menos que se tornaria só uma doce lembrança, embora de doce aquela época não teve muito, pois era luta após de luta e sofrimento. Mas mesmo assim, seus amigos, e Gaia em si eram uma memória boa para ela.

" Van ... " ela suspira. Enquanto isso Yukari aparece e olha tristemente para Hitomi, desde de que ela voltou desse mundo fantástico, ela nunca se esqueceu das pessoas de lá e também nunca foi a mesma, inclusive agora depois de 7 anos , ainda sonha com eles, principalmente com Van, seu amor de adolescência . Yukari sabe como é está apaixonada, pois ela também encontrou seu amor quando estava no ensino médio. Com certeza estaria como Hitomi se Amano fosse de outro mundo. Balançando a cabeça, para sair de seus devaneios , ela se aproxima de Hitomi.

" Vamos Tomi, não fique aí suspirando sozinha, a noite está perfeita, está linda! Olhe esse céu! e vamos sair para comemorar, depois de todo o trabalho que tivemos para encontrar esse apartamento , finalmente mobilhá-lo e arrumarmos nossas coisas, pensei que nunca terminaríamos! "

" Ande, vamos! E hoje não chamarei Amano, essa noite é só para garotas!" Yukari animadamente disse.

Hitomi olha para sua amiga, e lhe dá um pequeno sorriso, se não fosse por ela não saberia como estaria agora. Depois que entraram para a faculdade, sua amizade cresceu ainda mais, se algo assim for possível. Elas dividiam o quarto e se apoiavam em seus momentos de crise. Às vezes ela sentia inveja de Yukari por poder ficar com Amano, e sentia raiva das tentativas fúteis deles para tentar arranjar um namorado para ela, embora soubesse que eles só estavam preocupados.

" Claro Yukari, vamos "

Enquanto isso em Gaia...

" Van-sama!" Merle correndo pelos corredores e gritando o nome de seu irmão adotivo, depois de todo esse tempo finalmente parecia que eles ficariam em paz ,sem as preocupações sobre onde dormir, o que comer , onde e o que construir. Parecia que nunca ia terminar os reparos da cidade, e durante 5 anos ela e todos se empenharam em reconstruir tudo que foi destruído por Zaibach , com algumas modificações que ela particularmente aprovou, já que o palácio agora era mais espaçoso e com mais praticidade como ter banheiros em cada quarto de convidados. E mesmo depois de 2 anos de terminado, começaram as questões políticas, claro sempre incomodaram seu Lord por isso mas pareciam abutres esperando pelo prato principal, agora com Fanelia reconstruída totalmente não há mais desculpas para recusar convites de festas, reuniões de qualquer tipo e lógico alianças . E por isso agora estava ela correndo pelos corredores como se ainda tivesse 12 anos , por causa de um dos conselheiros reais que a pediu que encontrasse seu irmão , todos estavam esperando na sala para começarem com suas perturbações ao seu Lord.

Como as coisas eram mais fáceis quando dia 12 anos, claro depois da destruição de Fanelia nada era tão fácil assim, mas ela era mais ingênua e tinha Hitomi embora ela a perturbasse de propósito gostava de Hitomi, ela nunca se ressentia dela e sempre estava presente quando ela precisava. Hitomi ... agora esse nome é quase um tabu , por que ela e seus amigos, Milerna, Dreiden, Chid , Allen, o evitavam por que Van-sama sempre ficava melancólico quando o ouvia e olhava para o céu, como se esperando que ela descendesse por ele naquele exato momento.

Como de costume Van estava no telhado olhando para a Lua Mística, e segurando o pingente que nunca tira .

" Hitomi, eu sinto sua falta, gostaria que pudéssemos conversar... não sei o que houve mas eu ... " Van fecha os olhos e suspira, fazia tempos em que ele não a ouvia realmente, ás vezes uma frase ou outra , no início podiam se ver e dizer algo, mas com o passar do tempo a imagem dela se tornava cada vez mais transparente e logo desapareceu, embora se comunicassem mesmo sem se ver. Ficou por muito tempo pensando no porquê de não poderem se ver mais, até chegou a perguntá-la se sabia de algo nas raras ocasiões em que se falavam mas ela também não sabia. E a única coisa que puderam concluir era que devia ser pelo fato dos dois terem mudado, ele já não era mais um adolescente,agora com 22 anos as mudanças físicas são muito mais aparentes do que eram quando sua imagem desapareceu e ela também mudou.

Fico imaginando como ela é agora, será que ainda tem o cabelo curto? E seu corpo como será agora...

Imagens passaram na mente dele, de como seria seu busto, seu colo, suas delicadas mãos em sua face , suas pernas enquanto corria com aquela roupa esquisita que usava e logo se envergonhou, sua face rosada e quente quando sentia a brisa da noite .

E ele quase saiu de sua própria pele quando ouviu alguém chamar seu nome as suas costas .

" Van-sama! " Merle se jogou em cima dele .

" Merle! O que faz aqui? " disse meio sem jeito e desviando o rosto para o lado.

" Bem , aquele conselheiro irritante pediu que eu te achasse" Merle lhe deu uma olhada estranha .

" Está bem Van-sama? Você está vermelho..."

" É claro que eu estou bem , e sobre qual conselheiro você está falando ? todos são irritantes mas infelizmente necessários. " dito isso Van se levanta e começa a caminhar . E agradece mentalmente por Merle não insistir mais no assunto de porque ele está assim.

" Bem aquele com um nariz enorme , uma voz aguda, e atitude esnobe e ..." Merle foi falando embora ela soubesse que Van tinha feito uma tentativa furada de mudar de assunto ela seguiu a corrente , não era mais criança e não ia perturbá-lo com isso já que ele teria que suportar algumas horas com pessoas incrivelmente irritantes. Mas mesmo assim ficou curiosa, do que teria sido para deixar seu Lord tão envergonhado, embora olhando para o céu ela saiba que tenha a haver com Hitomi.

Bem pessoal espero que tenham gostado desse início . Esse capítulo não foi muito grande, o próximo terá 4.015 palavras, fiquei impressionada com o número ( O.O ) . Já vou avisando que minha fic não vai seguir um caminho parecido com muitas que já li, que mostra o Van e Hitomi sempre em contato ao longo dos anos, porque pensem se eles continuassem se vendo não seria real. Lembram do pai do Allen? Ele envelheceu mais a avó da Hitomi não.