Never - One-shot.

Avril Lavigne - All You Will Never Know.

"I wanna know you, what's hiding behind this wall

Who you really are

I wanna meet you on the other side of this charade

Wherever the cards may fall

I'm ready to give you my heart"

.

Sentindo o corpo quente, Sakura suspirou quando Sasuke tocou mais um ponto sensível seu. Ele beijava seu pescoço, onde provavelmente ficariam marcas. Abrindo os olhos, ela encarou o teto de cor branca do quarto da casa do moreno.

Se perguntava como se deixara chegar até ali.

Meses atrás, ela era uma adolescente de 19 anos, livre, que tudo que queria era curtir, fazer sexo e beijar. Agora, ela estava presa.

Presa em um relacionamento sem futuro, com um garoto ao qual aprendeu a amar.

Conhecera Sasuke em uma festa de uma fraternidade da faculdade. Ele era amigo de seu primo, era totalmente lindo e sedutor.

E apaixonante. Pensou, enquanto gemia ao senti-lo em sua intimidade.

Rapidamente virando-se, ela o surpreendeu ficando por cima. Sorriu para ele.

Não queria que ele visse a tristeza em seus olhos.

Beijou-lhe o ombro e foi descendo, parando em seu abdomen, onde passava o nariz de leve, escutando o Uchiha suspirar. Sorrindo de leve, desceu até a parte interna da coxa dele, onde deu um beijo demorado, sentindo Sasuke ficar tenso.

Ino sempre a advertira, dizendo que Uchiha Sasuke era bonito, sedutor. Mas também era galinha, e frio. E ela também sabia que ele tinha uma namorada, Karin.

Mas não era com ela que ele passava as noites em claro.

No início daquele "relacionamento", tudo que eles faziam era sexo. Noites em claro, conversando e experimentando um ao outro, descobrindo. Mas ela descobrira muito mais que os pontos sensíveis e fracos de Uchiha Sasuke.

Ela descobriu um coração.

Sentiu-o penetrá-la, e gemeu alto. Sabia que isso excitava o moreno.

- Rápido Sasuke.- suplicou, mordendo-lhe o ombro.

Outra coisa que o excitava. Mordidas.

Ele atendeu seu pedido, enquanto beijava-lhe o pescoço.

Sasuke adorava pescoços.

Aquela não seria a última, e nem era a primeira noite que passava com ele. Mas era difícil - até mesmo para ela -, entender como alguém podia se apaixonar por Sasuke.

Mas de alguma forma, ela estava apaixonada, porém sabia que se confessasse, seria somente mais uma na longa lista do moreno.

E ela não queria ser mais uma.

Sentindo-se perto do ápice, começou a movimentar o quadril junto do Uchiha. Ondas de prazer percorriam seu corpo, arrepiando-a. O cheiro de suor e sexo preenchiam o quarto.

Logo ambos atingiram o ápice, e Sakura sentiu o moreno cair sobre si. Os dois estavam ofegantes. Escondendo o rosto na nuca da rosada, Sasuke não parecia fazer questão de sair de cima dela. A rosada sorriu e encostou de leve seu rosto na cabeça dele.

Nunca entendera a lógica do Uchiha, e provavelmente nunca entenderia. Não sabia o quanto aquele relacionamento duraria, mas sabia que provavelmente não teria futuro. Mas o que ela poderia fazer? Sasuke era como uma droga.

Viciante.

Sentiu que aos poucos a respiração do moreno se acalmava, e afagou-lhe os cabelos, sabendo que ele dormira.

- Eu te amo Sasuke. Mais do que você jamais irá saber...- pensou, sorrindo tristemente.

- Você nunca saberá Sasuke Uchiha...- ela murmurou, virando a cabeça na direção oposta à ele, deixando uma lágrima cair.

Também não seria a primeira vez que choraria por ele.