Disclaimer: Inuyasha e seus personagens não me pertencem, mas eu ainda roubo o Sesshy pra mim.

.

.

"E se nós fomos feitos um para o outro? Nascidos para nos tornarmos melhores amigos e amantes. Eu quero ficar aqui, neste momento com você mais e mais e mais uma vez."

.

.

Capítulo 5

.

.

Casar?!

.

.

- G-Grávida?

- P-PAI? Eu vou ser PAI?

- Inuyasha seu baka, isso lá é hora pra desmaiar? ¬¬

.

.

- OOOOI? INUYASHA ACORDA! – gritou Shippo, que estava em cima de Inuyasha o balançando freneticamente em uma tentativa de acordar o hanyou desmaiado. – Ah, já sei! Inuyasha, a Kagome foi para o mundo dela e disse que não volta nunca mais. – No mesmo instante ele se levantou assustado derrubando o youkai raposa no chão. – ITAI. Isso doeu Inubaka.

- O QUE VOCÊ DISSE SHIPPO? – gritou exasperado.

- Calma. Foi só pra te acordar, você parecia um morto ali no chão. – disse ao mesmo tempo em que levou um soco na cabeça. – ITAI!

- K-Kaede-sama... Aquilo q-que você disse... É v-verdade? – gaguejou enquanto passava a mão pelos cabelos prateados.

- Aparentemente sim.

Inuyasha ficou paralisado, enquanto analisava cuidadosamente as palavras que a velha senhora havia proferido. Ele seria PAI. Não sabia como reagir. No instante seguinte, com sua audição e olfato apurados ele pôde ouvir o pequeno gemido e o cheiro de água salgada. Kagome estava chorando.

.

.

-K-Kagome...

-G-Gomenasai, Inuyasha. – ela disse enquanto se permitia chorar mais. E quase que no mesmo segundo os braços do hanyou envolviam sua cintura para um abraço caloroso. – I-Inuyasha.

- Para de chorar, sua boba.

- Mas, você não tá bravo?

- Claro que não. Surpreso, sim. Mas eu nunca ficaria bravo por causa de uma coisa dessas. É só que... Eu não sei bem como reagir. Gomen ne, Kagome. Eu sou um idiota.

- FINALMENTE ADMITIU! – gritou Shippo enquanto pulava e batia palmas.

- Ei Shippo, não estraga o momento. – disse Miroku.

- Gomenasai, pode continuar Inubaka. – disse enquanto sentia o olhar fuzilador sobre si. Kagome sorriu para Inuyasha enquanto o abraçava de volta e secava as poucas lágrimas que ainda estavam em seu rosto.

- Aishiteru, Kagome.

- Aishiteru, Inuyasha. – no segundo seguinte os lábios de Inuyasha estavam colados nos dela em um selinho demorado.

- OWN, KAWAII. – disseram Miroku, Sango e Rin ao mesmo tempo.

.

.

- Certo, tá tudo muito bonito. Tudo muito bem. Mas e aí, quando é que vocês vão marcar o casamento? – perguntou Kaede.

- C-Casar? – perguntou Inuyasha confuso.

- Mas é claro que sim, agora que vão ter o bebê o correto é se casarem. – disse Kaede.

- Mas...

- Sem mas Inuyasha... FEZ A BESTEIRA E AGORA NÃO QUER ASSUMIR? Seu baka. – disse Shippo.

-Cala a boca, pirralho. Mas, Kaede-sama isso é realmente necessário?

- Obviamente.

- Inuyasha, você não quer casar comigo? – perguntou Kagome novamente com os olhos marejados.

- N-Não é isso, Kagome. É que eu acho essa coisa de casamento uma bobagem, nós já moramos juntos mesmo.

-B-Bobagem? – fungou.

- NÃO. NÃO É ISSO. DROGA KAGOME, NÃO CHORA. Eu me caso, já que isso é tão importante assim pra você.

- Assim eu não quero. – disse cruzando os braços e enquanto um pequeno bico se formava em seus lábios.

- Ahm, como assim?

- Faça o pedido de uma forma descente. – disse Kagome franzindo o cenho e virando o rosto para o lado.

- Feh. Kagome, você aceita se casar comigo? - – disse o hanyou um pouco contrariado, porém conformado. Os olhos de Kagome se iluminaram no mesmo instante e ela o abraçou novamente.

- Claro que eu aceito.

.

.

- Isso é demais, Kagome-chan. Agora temos que organizar todos os detalhes do casamento. – começou Sango.

- É mesmo, e como você já está grávida teremos que organizar tudo o mais rápido possível. Acho que um mês e meio é o tempo necessário para organizarmos tudo. – disse Kaede.

- Hai, e precisamos de um vestido beeeem bonito. – completou Rin.

- Hey, eu sou um monge. Posso celebrar o casamento. – disse Miroku ao mesmo tempo em que gotas surgiam na cabeça de todos.

- Bom, ainda temos tempo pra decidir todos os detalhes não é mesmo?! Mas agora eu realmente quero ir pra casa, foi um dia muito cansativo e minha cabeça ainda tá absorvendo todas as 'novidades'. Além do mais, já está ficando tarde. – disse Kagome enquanto um bocejo escapou de seus lábios.

- Certo, vamos Kagome? – disse o hanyou enquanto oferecia as costas para sua amada subir.

- Vamos. Amanhã eu passo aqui e nós começamos a acertar os detalhes, pessoal. – gritou acenando para os amigos, enquanto Inuyasha corria para casa.

Fizeram o trajeto para casa e comeram em absoluto silêncio. Agora já estavam deitados na cama para dormir. Todas as noites desde que Kagome havia voltado, eles dormiam abraçados. Porém essa noite Kagome estava distante dele.

- Boa noite, Inuyasha.

- Hey Kagome, tá tudo bem?

.

.

- É que, sei lá. Até hoje de manhã eu não nos via casados ou como pais e de repente tudo aconteceu de uma vez só. É muita coisa para só um dia, não acha?

- É, eu sei. Mas não se preocupe, vai dar tudo certo. Eu sei que vai. – disse Inuyasha enquanto puxava a futura esposa para si e lhe dava um beijo ardente. Suas línguas se entrelaçavam de uma forma perfeitamente sincronizada e o seus corpos pareciam ter vontade própria quando estavam perto um do outro. Precisaram se separar por falta de ar.

Inuyasha foi descendo os beijos pelo pescoço de Kagome deixando algumas marcas por lá e no instante seguinte arrancou-lhe a camisola que ela usava para dormir e desceu os lábios para os seus seios já rijos e começou a sugá-los enquanto alguns gemidos saiam da boca dela. Kagome tentava inutilmente tirar a roupa dele, e quando ele percebeu parou o que estava fazendo e se despiu de forma veloz, ficando completamente nu.

Os beijos foram descendo pela barriga de Kagome e pararam perto da pequena peça intima que ela usava. Começou a massagear a área ainda por cima do tecido fino e molhado de excitação.

-I-Inuyasha... – gemeu.

Ele arrancou a calcinha e enfiou um dedo fazendo movimentos de vai e vem, levando a garota a loucura. Depois enfiou mais um dedo e continuou os movimentos. Kagome já estava muito excitada, ela o queria dentro dela mais uma vez.

.

.

- I-Inuyasha, por favor. – pediu.

- Calma, sua boba. Eu mal comecei. – disse abrindo um sorriso malicioso enquanto descia sua boca até a feminilidade de sua amada, fazendo movimentos com a língua de forma eficaz ele levou Kagome ao primeiro orgasmo da noite. Kagome estava extasiada, mas ao mesmo tempo queria dar o troco. No instante em que seus lábios deixaram a feminilidade da garota, ela inverteu as posições e ficou por cima do hanyou.

- Minha vez. – disse maliciosa.

Começou a masturbar o membro já ereto, no inicio foi um pouco desajeitada, mas pouco depois pegou o jeito e fez com que seu futuro marido rugisse de prazer.

- K-Kagome, eu preciso de você. – sussurrou.

- Calma seu bobo, eu mal comecei. – repetiu as palavras dele enquanto levava os lábios até seu membro, lambeu e chupou-o com vontade e pouco tempo depois Inuyasha, sem conseguir se conter por mais tempo, inverteu novamente as posições, prendendo Kagome na cama e a penetrou. Eles gemiam e dançavam com os corpos de maneira sincronizada até chegarem ao orgasmo juntos.

.

.

Kagome se deitou sobre o peito de Inuyasha cansada e ofegante enquanto ele lhe abraçava a cintura.

- Ei, Kagome?

- Hm, o que foi?

- S-Será que eu vou ser um bom pai um dia? – perguntou corado.

- Mas é claro que vai! Nós dois vamos. – respondeu lhe dando um sorriso reconfortante.

- Eu amo você Kagome.

- Arigatou, Inuyasha.

- Pelo que?

- Por me amar. Aishiteru. – disse fechando os olhos e deixando o sono lhe dominar. Afinal teriam um dia agitado amanhã.

.

.

"Eu escrevo nossos nomes na areia, imaginando todos os nossos planos. Eu fecho meus olhos e posso ver você, e você pergunta: 'Quer casar comigo?'"

.

.

N/A

Yo minna, dessa vez bati meu recorde né? Vou tentar postar sempre nesse ritmo. Espero que gostem do capítulo, eu ia colocar o hentai no próximo, mas acabou sendo nesse mesmo. Não tá lá grandes coisas, não sou boa em colocar muitos detalhes em um hentai, mas espero que gostem e continuem acompanhando. AH, gostaram do Inu e da K-chan pervertidos? xD

Já tenho um esboço do próximo capítulo, é sobre a organização do casamento e Kagome e Inuyasha vão até o mundo dela contar das "novidades".

.

.

Reviews

Tifa Loveheart: WEEEE, leitora nova. Que bom que gostou, espero que continue acompanhando. n.n

Babb-chan: OOOOOOOI, flor. Aqui estou eu de novo e postei ráaaapido! Viva! Palmas pra mim! ~me ignora, estou feliz~ Espero que goste do capítulo, eu adorei escrever esse. Kagome e Inuyasha pervertidos e ao mesmo tempo kawaii, adoro isso. xD

Agome-chan: OOOOI Agome-chan, o Inu é muito frouxo mesmo né? Mas fazer o que, ele é um frouxo gostoso e kawaii. Postei bem rápido dessa vez viu? Palmas pra mim!² ~ok, me ignora porque eu realmente tô feliz~ Espero que goste do capítulo. ^_^

Ari cham: ooooi, obrigada por acompanhar e favoritar. Espero que continue acompanhando e comentando hein? xD

.

.

LEMBREM-SE, EU SOU MOVIDA A REVIEWS. QUANTO MAIS REVIEWS EU RECEBER, MAIS RÁPIDO EU VOU ATUALIZAR. NÃO CUSTA NADA NÉ GENTE, E DEIXA UMA FICWRITER SUPER FELIZ.

.

.

xoxo,

Prongs.