Cuddy Online

"Pessoas não mudam."

Uma típica frase clichê que consegue definir uma vida inteira: é por causa disso que estamos aqui e somos quem somos. Confuso, eu sei, mas quando conseguimos entender que isso é a vida, tudo fica mais fácil.

Acredito que sempre temos duas saídas: aceitar ou se distanciar. Minha escolha foi a segunda e até hoje eu não me arrependo. Quer dizer...tenho dúvidas de vem em quando, mas nada que me faça voltar atrás.

Dói, claro, e muito, mas depois de algum tempo você se acostuma com a dor.

Na verdade, desde o momento em que descobri as conseqüências de estar apaixonada, mantenho dentro de mim um lugarzinho machucado, que é difícil de cicatrizar.

Sempre pensei que o tempo transformasse sentimentos, mas não é bem assim que funciona quando se tem alguém em sua cabeça por mais de vinte anos. A distância acalma mas não muda, o coração perdoa mas não esquece e as lembranças insistem em aparecerem sem aviso prévio.

Há quase dois anos me mudei para Chicago depois da nossa última briga, pensava que dessa vez seria definitivo, que jamais o perdoaria e que iria odiá-lo para sempre. A raiva durou apenas alguns dias e a saudade se instalou com uma força descomunal.

Sinto falta de como ele me perseguia, de ouvir as batidas de sua bengala na minha porta. Sinto falta do sarcasmo e da genialidade. Do sorriso, da voz e do calor. Durante esse tempo procurei por ele em todas as pessoas, me encantei por alguns, respeitei outros, mas até então nunca mais havia sentido aquela sensação mágica e inexplicável.

Continuo trabalhando como reitora de medicina e sou noiva de um dos chefes da cirurgia: Adam Burke. Alto, moreno, olhos verdes, inteligente, gentil, sexy, mas nunca me fez sentir o que estou sentindo agora...

Há alguns meses conheci alguém na internet.

Juvenil, eu sei, mas estava sem fazer nada e acabei entrando em um site que um amigo me recomendou. Conversamos por algumas horas, ele me passou seu MSN e hoje não consigo mais parar de pensar nele.

Nos encontramos, na maioria das vezes, às 21 horas. Nosso assunto é sempre muito leve e interessante, e eu quase esqueço do mundo.

Em uma de nossas primeiras conversas, combinamos em deixar algumas coisas em segredo, pra manter esse clima de mistério. Sei apenas que ele é músico e mora em Nova York, e tudo que ele sabe sobre mim é que eu me chamo Lisa, tenho uma filha de 5 anos, sou médica e trabalhava em Nova Jersey.

De fato, ele sabe bem mais sobre mim do que sei sobre ele.

Seu nick faz uma homenagem ao filme "V de Vingança", um detalhe que me deixa ainda mais curiosa e interessada, já que um anarquista enigmático que usa uma máscara de Guy Fawkes é sempre muito sexy de se imaginar.

"V" costuma me chamar de Alice, pois diz que eu pareço ser de outro mundo.

Talvez eu viva no País das Maravilhas quando nós conversamos.

V says: Boa Noite, doctor Cuddy.
Td bem com vc?

L. Cuddy says: Boa Noite, V =)
Td ótimo cmg e vc?

V says: Não tão bem quanto queria, mas estamos indo..

L. Cuddy says: Algum problema?

V says: Trabalho.
Às vezes é difícil descobrir o tom certo, mas no final sempre acabo salvando o arranjo.

L. Cuddy says: E eu cheguei a pensar que músicos nunca tinham problemas.. =)
Espero que seu arranjo se recupere logo. :p

V says: Ele sobreviverá. rs.
E o hospital como está?

L. Cuddy says: Sob controle. ;)
Ultimamente tenho pensado mto no Princeton. Isso aqui é calmo demais pra mim.

V says: Tinha mtos problemas lá?

L. Cuddy says: Depende do que vc chama de problema. Os médicos eram mto bons, mas tinha um que me dava bastante trabalho.

V says: Não cumpria suas ordens?

L. Cuddy says: Hahaha não é bem isso.
Era um médico genial, mas um pouco difícil de lidar.

V says: Pq?

L. Cuddy says: Ele era um pouco... anti-social.

V says: Um médico que não gosta de pessoas?

L. Cuddy says: Sim! Hahaha.
Parece estranho, né? Mas ele salvava sempre mtas vidas, então..

V says: Ele continua lá?

L. Cuddy says: Não sei...Na verdade nem sei pq comecei a falar sobre ele, eu não gosto mto de lembrar...

V says: Aconteceu alguma coisa entre vcs?

L. Cuddy says: Nd demais. =/

V says: Nada que mereça uma história?

L. Cuddy says: Nada que mereça ser lembrado. Não queria chatear vc com meus problemas.

V says: Não é problema. Eu adoraria ouvir =)

L. Cuddy says: É uma longa história...

V says: Vc parece magoada..

L. Cuddy says: Eu to bem. =)

V says: Superou?

L. Cuddy says: Não sei... Acho que sim, mas coisas que duram mto é difícil de esquecer...

V says: Então vc ainda sofre?

L. Cuddy says: Bem pouco. Hoje em dia ficou apenas uma sensação de decepção, sabe? Mas o tempo já curou mta dor. Só tenho um machucadinho agora.

V says: Machucadinho?

L. Cuddy says: Bom.. Eu não sei. Eu era..

L. Cuddy says: Eu amava ele e..

L. Cuddy says: não deu certo!

V says: Eu sinto mto.

L. Cuddy says: Td bem.

V says:Quando vc se sentir mal e quiser conversar sobre isso, pode contar cmg (Y)

L. Cuddy says: ;) Obrigada, V. Eu sei!
Na verdade vc é a primeira pessoa que eu falo sobre isso.

V says: Sobre ele?

L. Cuddy says: Sobre como eu me senti.
Não sei pq, mas eu me sinto confortável com vc. É como se a gente se conhecesse há mto tempo...

V says: Isso é bom, não é?

L. Cuddy says: Mto! Eu adoro conversar com vc. Não tenho essa liberdade com mais ngm por aqui.

V says: Vc não tem mtos amigos?

L. Cuddy says: Aqui em Chicago, não. Quer dizer, tem o pessoal do hospital e os amigos do Adam, mas ngm que eu goste mto ou tenha afinidade.

V says: E o pessoal de Nova Jersey?

L. Cuddy says: Minha família vem me visitar às vezes, amigos tb. Tenho um grande amigo lá que sempre que pode aparece por aqui, mas vida de médico é complicada.

V says: Imagino...

V says: Bom, meu conselho é que vc saia uma pouco pra se divertir. Vc é a chefe do seu namorado, tem que dar uns dias de folga pra ele te levar pra sair =)

L. Cuddy says: Hahahaha. Vida de chefe de cirurgia é mais complicada ainda.

V says: Sabe o que vc precisa?

L. Cuddy says: Não quero nem pensar no que vc pode estar imaginando...
;)

V says: Olha que poderiam ser mtas coisas..
Hahaha!

V says: Brincadeira ;)

V says: Mas vc precisa vir pra NY me ouvir tocar.

L. Cuddy says: é só vc me convidar...

V says: Sério? Vc viria me conhecer?

L. Cuddy says: Claro!

V says: Vc não tem medo de eu não ser oq vc imagina?

L. Cuddy says: Na verdade, não! Mas se vc me falasse um pouco mais sobre vc eu não me assustaria.

V says: Hahaha

V says: Vc diz fisicamente? ;p

L. Cuddy says: Sim. =)
Pq o seu jeito eu já consegui sacar.

V says: é msm? E como eu sou?

L. Cuddy says: Atencioso, divertido e agradável =D

V says: Jura?
Hahahaha

V says: A internet é realmente maravilhosa! Aposto que se vc me conhecesse pessoalmente eu seria chato, mau humorado e distante.

L. Cuddy says: Duvido!

V says: Msm?

L. Cuddy says: Mesmoo!
Se vc fosse assim não perderia seu tempo conversando cmg.

V says: é... pode ser que vc esteja certa rs.

L. Cuddy says: E sobre vc fisicamente?

V says: Bom.. deixa eu ver...

V says: Vc conhece o Brad Pitt?

L. Cuddy says: Hahahahahaha

V says: É sérioo. Sou parecido com ele. Um pouco mais alto, mais homem, mais.. sério, mas to quase lá. Só precisando de uma Angelina Jolie.

L. Cuddy says: Aaaah, que pena. =(
Brad Pitt é perfeitinho demais. Eu sempre prefiro homens charmosos tipo Owen Wilson, Mark Rufallo..

V says: Sou charmoso tb ;)

L. Cuddy says: é? Tipo..

L. Cuddy says: Olhar penetrante, sorriso safado, voz sensual e mãos grandes?

V says: Essa é a definição de charme pra vc?

L. Cuddy says: Hahahahaha essa é a definição do homem que eu quero pra mim.

V says: E nunca conheceu alguém assim?
Pq senão eu me coloco na lista.

L. Cuddy says: A lista é sua se vc quiser =)

V says: O Adam não vai ficar bravo?

L. Cuddy says: Hahaha.
O Adam é..

L. Cuddy says: Eu gosto dele, sabe? Mas não é nada mais que carinho. A gente se dá bem, ele cuida da Rachel, cuida de mim..

V says: Mas não é amor.

L. Cuddy says: Ta bem longe disso.

L. Cuddy says: Quer dizer.. Eu já não me preocupo mais com isso. Amor é uma coisa mto difícil.

V says: Com toda certeza.

L. Cuddy says: Vc já se apaixonou? Digo, amor, amor. De verdade msm..

V says: Uma vez =)

L. Cuddy says: E tb não deu certo?

V says: Eu sou um homem complicado...
Mas posso te dizer que nunca amei alguém como ela.

L. Cuddy says: Ela foi embora?

V says: Foi...

V says: Mas continua aqui dentro, sabe?

L. Cuddy says: Perfeitamente ;)

V says: Bom... Mas chega de falar sobre coisas tristes.
Nós não podemos nos lamentar com o que o passado fez com a gente.

L. Cuddy says: Concordo plenamente com vc.

V says: =)

V says: Posso te falar uma coisa?

L. Cuddy says: Claro!

V says: Quando eu converso com vc eu me sinto.. vivo!
Vc tem me feito um bem enorme.

L. Cuddy says: =D

L. Cuddy says: vc tb, V

V says: Que bom, fico feliz com isso!

L. Cuddy says: E eu fico lisonjeada haha!

V says: (sweetkiss)

L. Cuddy says: (smile)

L. Cuddy says: Hey, V...
Preciso ir agora.. Minha filha acorda cedo e eu tenho uma reunião pela manhã.

V says: Boa Reunião, Boa Noite..
Nos falamos amanhã!

L. Cuddy says: Obrigada =)

L. Cuddy says: Boa Noite pra vc tb.

L. Cuddy says: Beijos.

Ficar offline sempre me trazia uma sensação estranha, como se estivesse perdendo grandes momentos. Acho que me acostumei rápido demais à atenção e carinho que ele me dava. Não sei se era carência ou falta de sentir borboletas no estômago, mas ele estava me fazendo sentir um misto de sentimentos e eu não queria que isso acabasse. Não agora, que eu finalmente tinha achado alguém pra cuidar do meu coração.

Adam chegou quase meia hora depois, um pouco cansado mas com o mesmo sorriso encantador. Era lindo ver o quanto ele se importava comigo, qualquer mulher apaixonada se sentiria única ao vê-lo sorrir, mas eu simplesmente não conseguia corresponder da mesma forma.