"Eu realmente não acredito em como o tempo passou rápido."

Wilson olhava para o quarto do bebê que logo chegaria e pensava no quanto aquilo iria mudar a vida de House.

"É surreal, não é?"

Cuddy sorriu para ele segurando sua barriga de quase nove meses.

"Vocês vão ser muito felizes, eu tenho certeza."

"Eu espero que sim."

Ela sorriu para ele e ouviu a campainha tocar.

"Sim?"

Cuddy abriu a porta e se deparou com um homem moreno, de roupas escuras.

"Eu tenho uma encomenda para o doutor House."

"Ele está no hospital. Eu posso aceitar por ele? Nós moramos juntos aqui."

"Claro."

Ele entregou uma caixinha para Cuddy e sorriu, dando um cartão para ela assinar.

"Obrigada."

Ela agradeceu pela entrega e entrou, abrindo a caixinha com curiosidade.

"O que é isso?"

Wilson se aproximou dela e a viu com um saquinho com balas azuis.

"O House fez uma encomenda, parecem balas de anis..."

Ela mostrou para ele parecendo desentendida.

"Engraçado que eu estava morrendo de vontade dessas balas, mas não falei nada pra ele."

Ela abriu o saquinho e pegou uma bala.

"Vai ver vocês estão mais conectados do que você pensava."

Wilson sorriu e Cuddy pegou uma das balas.

"Isso aqui é uma delícia."

Ela segurou uma bala e ia levando a boca quando sentiu uma forte contração, deixando cair o saquinho e todas as balas no chão.

"Wilson..."

Ela olhou para baixo e percebeu que sua bolsa tinha rompido.

"Minha filha vai nascer."