Disclaimer: Naruto e seus personagens não me pertencem, mas alguns deles são meus escravos sexuais.

Sinopse: O que aconteceria se Sakura fosse embora com Sasuke, no dia em que ele resolveu deixar Konoha para se juntar a Orochimaru?

N/A

AVISO¹: O capítulo possui alguns poucos spoilers sobre o anime/mangá, mas todos, sem exceção, são modificados pela tia Sakura aqui.

AVISO²: Acredito que a maioria já tenha assistido essa parte do anime, afinal é o clássico e bem lá atrás, por isso não me prolonguei nas lutas. Fiz apenas um resumo rápido sobre o que aconteceu, para que o capítulo não ficasse chato e desgastante. Mas as lutas futuras serão mais longas, acredito eu.

AVISO³: Não tem aviso³, nos vemos lá embaixo.


"Me pergunto quando, comecei a te perseguir. Entendi meus sentimentos por você de verdade em algum lugar, há muito tempo. Olhei para cima e vi um mundo totalmente negro, o céu noturno parecia uma chuva de estrelas." Supercell


Escarlate

.

.

Capítulo 2

.

Um fim, dois recomeços

Por Sakura Prongs

.

Já estavam caminhando há algum tempo, não se sabe ao certo quanto, mas para Sakura esse tempo começava a se parecer com sinônimo de eternidade e ia apenas se intensificando com a quietude perturbadora de seu companheiro. Ela conhecia Sasuke e por conhecê-lo, entendia muito bem que ele só falaria quando necessário. Tal fato não a deixaria menos incomodada, afinal acabara de abandonar tudo aquilo que conhecia para se jogar em um abismo escuro de novidades e incertezas.

Não que se arrependesse, longe disso, sentia-se triste por ter de deixar tudo para trás, porém não poderia permitir que seu amado enfrentasse tudo sozinho, de novo. Ele precisava dela, mesmo que de certa forma, ainda não tomasse consciência do fato. Ele havia a levado com ele, certo? E a rosada havia se declarado para o Uchiha quando fez o pedido, então talvez ele sentisse o mesmo.

"Será?" – pensou Sakura, enquanto suas palpitações aceleravam e os olhos de joia eram iluminados por uma pontada de esperança.

Ficou tão absorta em seus pensamentos que nem percebeu quando se aproximavam de quatro chakras diferentes e só foi desperta quando ouviu uma voz, um tanto quanto irônica, se dirigir a Sasuke.

.

.

- Ora, ora... O combinado era só você, Uchiha. Quem é a rosinha aí? Não quero nem imaginar o que Orochimaru-sama vai fazer com ela. – disse a ruiva esquentada, conhecida por Tayuya.

"Não, ele não vai fazer nada com ela." – pensou Sasuke.

- Eu me entendo com Orochimaru. Agora vamos. – respondeu o moreno para as figuras à sua frente.

O quarteto do som estava encarregado de levar Sasuke, agora juntamente com Sakura, até o covil do ninja-cobra. O líder é Sakon, um sujeito estranho com uma segunda cabeça nas costas, que é na verdade, seu irmão mais velho Ukon. Kidoumaru assemelha-se a uma aranha com seus seis braços. Tayuya é a ruiva irritante, na opinião da Haruno. E por fim Jiroubou, um homem gordo, que mesmo não aparentando ser tão forte, ainda era assustador.

"Eles me causam calafrios. Que caras estranhos..." – pensou Sakura.

- Não comece a dar ordens, Uchiha. – disse Sakon aproximando-se de Sakura. – Nos diga o nome da bonitinha com você.

- Ela não é da conta de vocês. – o Uchiha se colocou entre Sakon e Sakura, com uma feição pouco amigável ao mesmo tempo em que ativava o sharingan.

- Interessante. Vamos logo, antes que Orochimaru-sama se irrite com nosso atraso. – e então todos começaram a correr em direção à saída do País do Fogo.

.

.

Enquanto isso, em Konoha.

- ELES O QUÊ? – disse o ninja número um, hiperativo e cabeça oca.

- NÃO GRITE NO MEU OUVIDO, NARUTO. – gritou-lhe de volta.

"Ela pediu para ele não gritar, gritando. Faz sentido." – pensou Shikamaru com uma gota na cabeça.

Ainda era bem cedo e os primeiros raios de sol apareciam preguiçosamente pelo céu de Konoha. Naquele momento, cinco jovens se encontravam na sala da Hokage. Dentre eles, Uzumaki Naruto, Nara Shikamaru, Akimichi Chouji, Inuzuka Kiba e Hyuuga Neji.

- Tsunade-sama, explique-nos novamente. – pediu gentilmente o Nara.

- Uchiha Sasuke e Haruno Sakura deixaram Konoha durante a noite.

- Mas eles... POR QUÊ? – perguntou Naruto.

- Acreditamos que Sasuke abandonou a vila para ir atrás de Orochimaru, e levou Sakura com ele. Os pais dela encontraram esse bilhete em cima da escrivaninha do quarto e trouxeram para mim pela manhã.

"Queridos mamãe e papai,

Sinto muito ter que ir embora dessa forma sem nem me despedir. Eu sei eu estou sendo parcialmente egoísta, mas quero que saibam que não faço isso apenas por mim ou algum de meus caprichos. Ele vai embora. Vai ficar sozinho de novo. Eu não posso deixar que seu coração caia na escuridão, ele precisa de mim e eu preciso dele. Jamais seria feliz aqui não sabendo onde ele está, se está bem ou não ou o que estará fazendo. Espero poder ver vocês novamente algum dia e que possam me perdoar. Quero que saibam que eu amo muito os dois.

Da sua sempre filha,

Sakura."

- E-eles foram embora. – sussurrou o loiro.

- Sim, eles foram. Uzumaki Naruto, Nara Shikamaru, Akimichi Chouji, Inuzuka Kiba e Hyuuga Neji sua missão é atrás deles e trazê-los de volta para Konoha. Vocês aceitam?

- Hai. – disseram todos em uníssono.

- Eu vou trazer os dois de volta, DATTEBAYO! – gritou Naruto. Logo depois os cinco saíram em busca dos dois fugitivos.

.

.

Tempo depois, os ninjas de Konoha já estavam quase alcançando o quarteto do som e os dois fugitivos.

- Tem um grupo se aproximando de nós. – disse Kidoumaru.

- Eu notei.

- De todos os ninjas, não esperava que a Hokage mandasse logo eles atrás de nós. – disse Sasuke para Sakura.

- Quem mais poderia mandar? – respondeu-lhe com um sorriso fraco.

- Eu fico e acabo com eles, podem seguir em frente. – disse Jiroubou.

- Certo, mas se apresse. – disse Sakon.

.

.

- Eles estão se afastando, mas parece que alguém ficou para trás. – disse Neji.

- Vamos longo, então. – Naruto já estava impaciente, queria trazer seus companheiros de time de volta o mais rápido possível.

Quando finalmente encontraram o ninja, foram pegos pelo jutsu Doton Kekkai de Jiroubou e depois de muitas tentativas frustradas de se libertarem da prisão de argila, Shikamaru descobre o ponto fraco da barreira e Chouji a destrói. Por fim, o Akimichi fica para trás e acaba por vencer o ninja do som, apesar de ficar esgotado para seguir seus amigos.

Assim vai se seguindo, primeiro ocorre a luta entre Neji e Kidoumaru, seguida de Sakon/Ukon contra Kiba, juntamente de seu amigo inseparável Akamaru. Logo depois a luta entre Shikamaru e Tayuya. Konoha sempre saindo vitoriosa.

Por fim, Naruto enfrenta Kimimaro, o quinto membro do 'quarteto' do som até que Rock Lee e Gaara chegam e lutam em seu lugar para que ele possa ir atrás de Sasuke e Sakura.

Naruto enfim consegue encontrar Sasuke no Vale do Fim, nas fronteiras do País do Fogo com o País do Arroz, com uma Sakura desmaiada ao seu lado.

- Sasuke... Sakura-chan... Mas o quê?

- Ela iria nos atrapalhar. Você disse que queria lutar comigo, lembra? –Sasuke sorriu.

Ambos começaram a travar uma batalha acirrada, onde Naruto utiliza parte do chakra da Kyuubi para ter alguma vantagem sobre o Uchiha, enquanto Sasuke assume o controle da luta quando consegue o sharingan nível três. Eles se chocam, Sasuke utilizando o Chidori negro e Naruto com seu rasengan com poder da Kyuubi, por fim Sasuke atinge o peito de Naruto, garantindo sua vitória.

- Parece que eu ganhei. Sabe, me senti tentado em deixar Sakura aqui, para que volte para Konoha e tenha uma vida normal. Mas... Acho que eu não vou conseguir sem ela, Naruto. – confessou o moreno. – Treine e fique forte. Lutaremos de novo algum dia. Adeus, meu amigo.

Pegou o corpo desacordado da rosada e partiu em busca do esconderijo de Orochimaru.

.

.

- Sasuke-kun, mas o que aconteceu?

- Me desculpe, eu tive que desmaiar você.

- Como? Quando? Por quê? – perguntou Sakura desnorteada.

- Tsc, você faz perguntas demais. – franziu o cenho.

.

.

FLASHBACK

.

.

- Ficaram todos para trás... Ainda tem alguém vindo atrás de nós? – perguntou-lhe Sakura.

- Sim, uma pessoa.

- Quem?

- Uzumaki Naruto.

- Vocês... Não vão... – gaguejou. Ela havia escolhido Sasuke, mas ainda sim não queria ver seus dois melhores amigos lutando novamente.

- Gomenasai, Sakura.

-Mas o que... – e então caiu desmaiada no colo do moreno.

.

.

FIM DO FLASHBACK

.

.

- Estamos chegando ao covil. Você dormiu demais. – disse Sasuke, fazendo a garota perceber que estava sendo carregada pelo mesmo e corar instantaneamente.

- Sasuke-kun... – começou.

- Eu ganhei a luta, mas Naruto vai ficar bem. – interrompeu-a lhe informando o ocorrido do qual ela iria perguntar.

- Certo... – lembrou-se de que estava no colo dele e voltou a corar. – Err... Estamos chegando então?

- Acabamos de chegar. Preparada?

- Nunca estou. – sorriu-lhe e foi correspondida com um esboço fraco de sorriso na face do moreno, o que já foi suficiente para fazer seu coração ir até a boca.

- Não fale, deixa que eu resolva as coisas.

- Certo, Sasuke-kun. – concordou com a cabeça.

Adentraram o local sombrio e subterrâneo, muito bem escondido em uma montanha, sobre algumas rochas e vegetação. Andavam pelos corredores, Sasuke com o sharingan ativado para se localizar no lugar que mais parecia um labirinto obscuro, mas no fim não encontrariam o Minotauro e sim uma cobra velha muito mais assustadora do que o ser da mitologia grega.

"Esse lugar é assustador. Será que todos os esconderijos são assim?" – pensou a garota. Finalmente encontraram a porta, que segundo Sasuke, era onde Orochimaru estava, e bateram.

- Entre- ouviram a voz rouca do outro lado. E assim foi feito, a sala era pouco iluminada e lá encontravam-se Orochimaru e Kabuto.

- Uchiha Sasuke, então você trouxe alguém com você? Estou surpreso. – disse o ninja-cobra.

- Orochimaru-sama, eu sou Haruno Sakura – reverenciou e Sasuke franziu o cenho.

"Qual parte do 'Não fale, deixa que eu resolva as coisas' ela não entendeu?" –pensou, mas uma coisa não poderia negar, Sakura era corajosa.

.

.

- Hm, sua companheira de time? Interessante. Haruno Sakura, inteligentíssima e com um controle excepcional de chakra. Mas pelo que eu me lembro de você, não era tão corajosa assim aponto se direcionar diretamente a mim. Interessante, muito interessante. – disse o mestre da vila do som. – Então Sasuke-kun, por que você a trouxe?

- Isso não é da sua conta, Orochimaru. Sakura vai ficar comigo, essa é a condição para que eu treine com você.

- Condição? Não costumo aceitar condições, Sasuke-kun. Mas, sabe de uma coisa? Ela pode me ser útil nos laboratórios e analisando-a melhor, podemos melhorar o seu físico e alguns jutsus também. Hm... Aceita treinar com o Kabuto para ser uma médica-nin, Sakura-chan?- perguntou Orochimaru.

- Hai. – respondeu reverenciando mais uma vez.

- Sakura... – começou Sasuke.

- Sasuke-kun, você veio aqui porque quer ficar mais forte. Eu vim por você, mas não posso continuar sendo a fraca que precisa de sua proteção. Todos precisam evoluir. E se você quer ser mais forte, eu vou me tornar mais forte também. – e então ela lhe sorriu mais uma vez, e os sorrisos de Sakura tinham o poder de calar o Uchiha.

- Certo, concordamos então. Mas se algo acontecer a ela, não espere mais nada de mim Orochimaru. – disse o moreno com mais uma de suas feições pouco amigáveis.

- Ok, Sasuke-kun. Começaremos nosso treinamento semana que vem, instalem-se e descansem. – ordenou-lhes Orochimaru. – Kabuto, leve-os até suas acomodações.

- Sim, Orochimaru-sama. – concordou.

.

.

Os dois fugitivos levantaram-se e seguiram o servo mais fiel ao ninja das cobras pelos corredores obscuros do esconderijo.

- Você dará uma boa médica-nin, Sakura-chan. – comentou Kabuto.

"Foi um elogio?" – perguntou-se.

- Ah, obrigada Kabuto-san. – forçou um sorriso. – Quando começaremos o treinamento?

- Quando Sasuke começar seu treinamento com Orochimaru-sama. Vocês precisam de um tempo para tentar se adaptar ao lugar, só não se acomodem muito. Mudaremos de esconderijo em breve. – sorriu.

- Certo. – deu uma risada frouxa, enquanto continuavam a caminhar e Sasuke apenas permanecia em silêncio.

- Chegamos, Sasuke-kun poderá ficar nesse quarto. Sakura-chan, o seu é no outro corredor.

- Não. Ela ficará comigo. – disse o Uchiha, fazendo a garota corar da cabeça aos pés.

- S-Sasuke-kun...

- Ok então, tenham uma boa noite. – disse de forma sugestiva.

.

.

Ambos entraram no local que continha uma cama de casal, um banheiro, um armário e uma pequena cômoda. Não era muito grande, mas o suficiente para que ficassem aconchegados. Guardaram seus pertences no armário e Sasuke anunciou que iria tomar um banho. Minutos depois, deixou o banheiro já vestido com algumas roupas um pouco mais confortáveis e se sentou na cama esperando Sakura tomar seu banho e fazer sua higiene pessoal. Depois de demorar o dobro de tempo que o moreno, a garota sai vestindo um moletom azul comprido e um microshort preto.

- Sasuke-kun? – chama.

- Sim?

- Posso fazer uma pergunta? – diz se sentando ao lado dele na cama de casal.

- Acabou de fazer uma. – responde, mas ao ver a garota revirando os olhos, completa. – Faça.

- Por que você decidiu me trazer com você? – sussurra.

"Sabia que uma hora teríamos essa conversa, mas não sabia ia ser tão difícil." – pensou Sasuke.

Ao ver que o garoto não falava nada, continuou a falar. – S-Sabe, eu me declarei para você, no dia em que eu pedi que me trouxesse junto, e bem... Ah, gomenasai Sasuke-kun. Não quero te chatear com as minhas bobagens.

.

.

- Itachi...

- O quê?

- Meu irmão me disse duas coisas uma vez... "Você é fraco. Por que é fraco? Porque lhe falta ódio.", "Meu irmãozinho tolo, se quiser me matar, me despreze, me odeie e viva uma vida miserável... Fuja, fuja... E agarre-se à vida. Então um dia, quando você tiver os mesmos olhos que eu, venha até mim." Odiar e ter uma vida miserável, ele me disse que eu preciso dessas duas coisas para matá-lo.

- E você as tem?

- Eu o odeio, mas não vou viver apenas de ódio. Minha vida talvez devesse ser miserável, aqui, com Orichimaru, mas não é.

- Então, você não vai fazer o que ele lhe disse?

- E por que deveria? Ele aniquilou todo o meu clã. – deu uma risada fraca.

- Oh, Sasuke-kun... Eu sinto muito... Eu... – não pode concluir, pois foi interrompida pelo Uchiha.

- Sabe qual é o seu problema? – pergunta.

- Não...

- Você fala demais, minha irritante. – diz o moreno e em seguida captura os lábios de Sakura com os seus. A garota fica surpresa, mas corresponde de imediato. O beijo que começou com um roçar de lábios se intensifica e Sasuke pede permissão para aprofundá-lo, tal que lhe é concedida rapidamente. As línguas de ambos começam a fazer movimentos ritmados, algo como uma dança que se aprender a dançar em parceria.

Quando se deram por conta, estavam deitados na cama com Sasuke sobre Sakura, coraram e se separaram devagar. Sasuke se deitou ao lado da garota e a puxou para que deitasse em seu ombro.

- Aishiteru, Sasuke-kun. – disse aconchegando seu corpo ao dele e adormecendo.

- Obrigado por me amar, Sakura. – deu-lhe um beijo na testa e partiu para o mundo dos sonhos, onde a encontraria mais uma vez.

.

.

Continua


N/A

Oi amoras,

Postei rápido dessa vez, mas não se acostumem. Não faço muito isso. Quando a inspiração bate na porta, eu tenho que aproveitar. Espero que gostem do capítulo e se tem algum leitor fantasma, por favor, apareça. Eu gosto de saber suas opiniões que possa melhorar, seja na minha escrita ou nas minhas ideias.

REVIEWS:

Yasashiino Yume: Hey, minha primeira leitora do . Como estás? Obrigada por acompanhar e fico feliz que tenha gostado da ideia. Sim, sim, como descrito nos avisos do primeiro capítulo eu peguei as falas do anime/mangá. Toda fanfic precisa de uma base né? xD Vou continuar sim, mas não por causa do . Infelizmente quase nunca tenho reviews por aqui... Tem bastante leitor fantasma. Por isso posto em outros dois sites também. Continuarei postando aqui e espero que continue acompanhando. Kissus.

.

LEMBREM-SE, EU SOU MOVIDA A REVIEWS. QUANTO MAIS REVIEWS EU RECEBER, MAIS RÁPIDO EU VOU ATUALIZAR. NÃO CUSTA NADA NÉ GENTE, E DEIXA UMA FICWRITER SUPER FELIZ.

.

.

xoxo,

Prongs.